Covid-19: saiba como vai funcionar a 3ª dose da vacina para maiores de 18 anos no Piauí

Até o momento, o reforço acontecia após seis meses e só era indicado para indivíduos com mais de 60 anos, profissionais da saúde e imunossuprimidos; entenda como irá funcionar a 3ª dose no Piauí

16/11/2021 15:41h - Atualizado em 16/11/2021 15:47h

Compartilhar no

O secretário de saúde, Florentino Neto, anunciou na tarde desta terça-feira (16) que o Piauí pode iniciar a vacinação com a terceira dose em indivíduos acima de 18 anos de idade na próxima segunda-feira (22). A medida acontece após o Ministério da Saúde liberar a terceira dose no país – e antecipar o tempo de aplicação entre os imunizantes de seis para cinco meses.

Foto: Assis Fernandes/ODIA 

Segundo Florentino, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) vai utilizar as doses de imunizantes em estoque, suficientes para dar início à aplicação da terceira dose.


“Temos avançando na vacinação, mas reforçamos diariamente a nossa preocupação com a manutenção dos cuidados tão essenciais para evitar o surgimento de novas variantes e a elevação da taxa de contaminação e mortalidade”, disse.


Até o momento, o reforço acontecia após seis meses e só era indicado para indivíduos com mais de 60 anos, profissionais da saúde e imunossuprimidos (pessoas com problemas no sistema imunológico).

Quando poderei tomar a 3ª dose da vacina contra a Covid-19?

O Ministério da Saúde informou que os brasileiros receberão a terceira dose cinco meses depois de terem tomado a segunda (no caso dos imunizantes CoronaVac, da Pfizer e da AstraZeneca). Ou seja: quem completou o esquema vacinal em outubro de 2021 poderá ir aos postos de saúde para a terceira dose por volta de março de 2022.

Já para a parcela da população que tomou a dose única, como é o caso do imunizante da Janssen, o ministério passa a indicar uma segunda dose com dois meses de intervalo. Cinco meses depois, o indivíduo poderá tomar o reforço (a terceira dose).

O cronograma de vacinação ainda será divulgado para informar a população.

Qual será o imunizante a tomar?  

Questionado sobre o assunto, Queiroga informou que o ministério seguirá apostando no esquema heterólogo. Em outras palavras, isso significa que quem tomou duas doses de AstraZeneca receberá uma terceira da Pfizer e vice-versa.

À imprensa, o ministro informou que a tendência, de acordo com o ministro, é que a maioria dos adultos receba o produto da Pfizer como terceira dose, até porque o imunizante da AstraZeneca foi o mais utilizado como primeira e segunda doses nessa faixa etária ao longo dos últimos meses.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Edição: Com informações da Sesapi e Estadão Conteúdo

Deixe seu comentário