• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Mulheres lideram redações nota 1.000 do Enem de 2019

Os autores dos textos com avaliação máxima têm idades que variam de 16 a 28 anos. São de três regiões do país, Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste.

18/01/2020 10:54h - Atualizado em 23/01/2020 11:27h

No Piauí, duas estudantes tiraram nota 1000 na redação Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019. Das 53 redações que tiraram nota máxima, Vitória Castro e Letícia Islavia estão entre as 32 mulheres.


Leia também: 

Duas alunas piauienses estão entre os 53 com nota mil no Enem 

Os autores dos textos com avaliação máxima têm idades que variam de 16 a 28 anos. São de três regiões do país, Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste, espalhados por 15 estados e o Distrito Federal. São elas: 

Alagoas (2); Bahia (1); Ceará (6); Distrito Federal (2); Espírito Santo (1); Goiás (4); Maranhão (1); Mato Grosso do Sul (1); Minas Gerais (13); Paraíba (1); Pará (2); Pernambuco (1); Piauí (2); Rio Grande do Norte (6); Rio de Janeiro (6); São Paulo (4).

O tema da redação de 2019, surpreendeu a todos a “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”, foi criticada por estudantes e professores. O texto deveria ser do tipo dissertativo-argumentativo, com até 30 linhas, desenvolvido a partir da situação-problema proposta e de subsídios oferecidos pelos textos motivadores.

Nota zero – Redações com menos de sete linhas recebem nota zero, assim como as que reproduzem integralmente trechos dos textos motivadores e de itens do Caderno de Questões.

Enem – O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) avalia o desempenho escolar ao final da educação básica. Vinculado ao Ministério da Educação (MEC), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) aplica as provas desde 1998. Hoje, o Enem é o segundo maior exame do mundo de acesso à educação superior. Os resultados permitem, ainda, o desenvolvimento de estudos e indicadores educacionais.

Por: Sandy Swamy

Deixe seu comentário