• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • Clínica Shirley Holanda
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

No Piauí, operação do Exército simula confronto entre países

Foram utilizados mais de 1 mil homens, tecnologia e táticas operacionais

28/10/2019 17:19h - Atualizado em 29/10/2019 09:09h

Um conflito entre dois países foi simulado nas cidades de Picos e Oeiras com mais 1 mil homens do Exército Brasileiro. A Operação Suçuarana, realizada pela 10ª Região Militar, se estendeu durante toda a semana passada e utilizou novas tecnologias e táticas desenvolvidas para casos de confrontos reais.

AoO DIA, o comandante da 10ª Região Militar, General de Divisão Fernando José Soares da Cunha Mattos, explicou que o exercício faz parte de uma série de treinamentos para manter o preparo das tropas.

“É importante a gente estar sempre preparado. Temos que ter um Exército que pode passar 100 anos sem ser empregado. Nossa última participação em conflito foi a Segunda Guerra Mundial, lá se vão 75 anos, mas a gente não pode passar 1 minuto sem estar preparado”, disse.

(Fotos: Divulgação Comando da 10ª Região Militar)

O General afirmou que esse tipo de treinamento é realizado várias vezes ao ano e busca simular a defesa do território brasileiro. “Isso nos garante que o Exército está sempre preparado, se for necessário, para atuar na defesa da pátria, não apenas na garantia da lei e da ordem, mas principalmente para estar nas condições de realizar sua missão maior que é realizar a defesa da pátria contra uma agressão externa”.

Para a ação, foi montado um Centro de Operações na 3º Batalhão de Engenharia e Construção, em Picos, que coordenou a atuação de cerca de 1 mil de tropas das cidades de Fortaleza,Crateús e Teresina. Viaturas Operacionais, sistema de rádio Falcon III – garante um georreferenciamento em tempo real e confidencialidade da informação – foram utilizados.

Já em Oeiras, o Exército simulou um cerco ao município e incidentes no principal acesso da cidade, a BR-230, e na zona urbana. Ações sociais com atendimentos médicos nas cidades de Oeiras e Campo Maior finalizaram a Operação Suçuarana. 

Por: Otávio Neto

Deixe seu comentário