• Campanha da Santa Missa
  • Vencer 03
  • Vencer 02
  • Vencer 01
  • Prerrogativas da advogacia
  • Peregrinos da fé
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Em meio a pandemia profissionais da AlmaViva protestam em Teresina

Funcionários estão reivindicando a disponibilização, por parte da empresa, de itens de proteção individual ao Covid-19, como álcool em gel.

19/03/2020 12:01h - Atualizado em 19/03/2020 13:56h

Atualizada às 13h49

Uma nova manifestação entre os funcionários da empresa está marcada para acontecer às 17h desta quinta-feira (19). Os trabalhadores temem perda de direitos, como por exemplo a Remuneração das Vendas (RV) por parte da empresa. A Almaviva ainda não se manisfestou sobre o caso.    

Matéria original

Os funcionários da empresa de Telemarketing AlmaViva, localizada no bairro São Pedro em Teresina, iniciaram uma manifestação na manhã desta quinta-feira, 19. Os servidores reivindicam que as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) de medidas básicas de higiene como- lavar bem as mãos, evitar aglomerações e utilizar mascaras- sejam atendidas.

Pois em meio pandemia do novo coronavírus o funcionamento da empresa não foi alterado e poucas medidas de prevenção foram criadas. A equipe do Portal O DIA.com entrou em contato com uma funcionária que não quer se identificar que explicou qual a situação do local.


“Os operadores estão reclamando porque aqui não foi feito nada pra prevenir. Somos mais de 3 mil operadores. Tem muita gente gripado e a única coisa que estão dando é só multiuso e um pano. Nada de gel ou mascara”, declara. 

Um outro operador que não quis se identificar disse que os funcionários da empresa Almaviva pedem socorro, pois estão à mercê de uma empresa que não liga ou se importa com eles. E que estão sob um risco altíssimo pré-dispostos a contaminação fácil pelo coronavírus. Todos estão com medo.


Operadores da AlmaViva manifestam por medidas de proteção ao COVID-19. Foto: Funcionários

“São país e mães de família, mulheres grávidas à mercê do destino.  A empresa não oferece gel pra higiene das mãos, não reduz os funcionários ou funcionamento.  O local é fechado não tem circulação de ar, ontem tinha um rapaz dentro da operação com febre de 40, tossindo (uma tosse seca com um pouco de sangue) e a empresa não o dispensou do serviço. Estão todos em pânico”. 

O servidor disse ainda que os funcionários de máscaras foram barrados na portaria. Em vídeo da manifestação, é possível ver os operadores gritando frases como “Operador não tenha medo a sua saúde vem primeiro” e “Cadê o álcool em gel?”. 


Ar condicionado vaza gás e funcionários passam mal

Na quarta-feira, 18, a empresa AlmaViva localizada no bairro Dirceu em Teresina, foi palco de outro episódio de falta de atenção com os funcionários. 

Segundo uma funcionária que não quis se identificar, a empresa realizava um serviço de manutenção no teto e a cola da manta caiu no sistema de ar condicionado. O que fez alguns funcionários sentir mal estar e até desmaiar. Os operadores foram levados para Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

A única medida foi abrir as janelas e operação continuou em pleno funcionamento. 

 A equipe do Portal O DIA.com entrou e contato com a empresa, mas até o momento da publicação desta matéria não houve retorno. Estamos aberto para qualquer esclarecimento.

Por: Sandy Swamy

Deixe seu comentário