• SOS Unimed
  • Fagner
  • Trilha das emoções
  • Novo app Jornal O Dia

Sobe para 9 as mortes nas BR’s do Piauí em pouco mais de 24 horas

Na noite desta quarta-feira (11) foi registrado mais um acidente, que levou três pessoas a óbito, desta vez na BR-407.

12/09/2019 08:28h

Esta segunda semana de setembro tem sido marcada pela violência e insegurança nas estradas federais que cortam o Piauí. Na manhã última terça-feira (10), o médico Tovar Vicente Luz, 36 anos, veio a óbito em um grave acidente na BR-343. Na noite do mesmo dia, cinco pessoas morreram após um caminhão tombar na BR-020. E na noite de ontem (11), mais três pessoas perderam a vida em uma colisão, desta vez na BR-407.

Com esta ocorrência de ontem, a Polícia Rodoviária Federal já soma nove mortes nas estradas federais que cortam o Piauí em um intervalo de pouco mais de 24 horas. Entre as vítimas fatais deste último acidente estão um idoso de 87 anos, uma mulher de 36 anos e uma jovem de 19 anos.


Leia também:

Caminhão carregado de pedras tomba e deixa cinco mortos no Piauí 

Em alta velocidade, carro de médico invadiu pista contrária, diz PRF 

BR-343: Médico estava a caminho do trabalho quando sofreu acidente 

Médico morre ao colidir carro com caminhão de carga na BR-343 

Duplicação da BR 316 deve ser concluídas em 18 meses 

Irmãos piauienses morrem em acidente em rodovia da Bahia 


“Foi uma colisão traseira envolvendo um veículo Chevrolet Classic conduzido por um homem de 32 anos que teve lesões graves, e um outro veículo ainda não identificado. O veículo de passeio transportava quatro pessoas no momento do acidente”, detalhou o inspetor Alexandro Lima, porta-voz da PRF.

Os três passageiros que foram a óbito estavam no carro de passeio. Apenas uma ocupante dele, uma mulher de 49 anos, não perdeu a vida, mas sofreu lesões graves. Ela foi atendida por uma ambulância do SAMU e encaminhada para o Hospital Justino Luz, em Picos.

A PRF ainda não sabe precisar as causas deste segundo acidente, uma vez que a perícia ainda está sendo feito.


Já são nove mortes nas BR's do Piauí em pouco mais de 24 horas - Foto: O Dia

Infraestrutura

Em conversa com O Dia, o inspetor Hélio Cipriano, da PRF, analisou a situação das estradas piauienses e como isso, de certa forma, contribui para a ocorrência de acidentes graves


O inspetor Hélio Cipriano cita os desníveis de acostamento como um dos problemas nas rodovias brasileiras - Foto: Assis Fernandes/O Dia

“Infelizmente não é uma situação específica do Piauí. No Brasil como um todo nós temos problemas nas estradas e ocorrências graves são recorrentes. O que percebemos mais pontualmente é desnível de acostamento, o que não oferece condições de seguras de fazer uma conversão, e também asfalto esburacado, que não causa instabilidade nos veículos, sobretudo naqueles de maior porte”, pontua.

Obras retomadas

Responsável pelas obras de reestruturação e duplicação das rodovias federais no Piauí, o Departamento Estadual de Estradas e Rodagem (DER) estabeleceu novos prazo para a conclusão da duplicação da BR-343 e da BR-316. As obras nestas rodovias foram retomadas no final de agosto e devem ser encerradas em 18 meses. A BR-316, em direção a Demerval Lobão, será duplicada em 8,4 Km. Já a 343, que leva a Altos, terá 9,6 Km duplicados.

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário