• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia

Bandidos explodem caixas eletrônicos na Frei Serafim

Ação criminosa se deu em um posto de autoatendimento da Caixa Econômica em um posto de combustível próximo à Igreja São Benedito.

07/07/2019 12:14h - Atualizado em 08/07/2019 09:20h

Criminosos armados atacaram um posto de autoatendimento da Caixa Econômica Federal, localizado em posto de combustível na Avenida Frei Serafim, por volta das 4h17min da manhã deste domingo (07). Eles instalaram explosivos em três caixas, mas apenas um explodiu e o grupo ainda fugiu sem levar a quantia devido á chegada da polícia.

A informação foi confirmada pelo coronel Maurício Lacerda, que é o comandante do 1º BPM de Teresina. De acordo com ele, os suspeitos teriam aproveitado que domingo é um dia de pouco movimento no Centro de Teresina e agiram em um horário em que o posto de combustível ainda não tinha começado a funcionar, portanto não haviam funcionários nem clientes no local.

“Nós temos viaturas que sempre ficam fazendo ronda por ali e nossos homens perceberam a movimentação suspeita, tanto que não demorou nem três minutos para que a guarnição mais próxima chegasse depois que se ouviu o estrondo. Os criminosos tiveram que fugir do local o mais rápido possível e não conseguiram levar nada. Deixaram só um caixa destruído, porque até os outros dois em que eles instalaram explosivos não chegaram a serem detonados”, relata o coronel.


Foto: Reprodução/Whatsapp

Segundo a Polícia Militar, o grupo criminoso era formado por três a quatro homens que estariam trafegando em veículo modelo Chevrolet Corsa. Eles usaram como rota de fuga as ruas do Centro de Teresina, pegando a via em direção ao Instituto Federal, que fica um quarteirão por trás do posto do posto de gasolina aonde estão instalados os caixas.

“A gente sempre tem um plano de contenção muito rápido e isolamos o local para preservá-lo para a perícia da Polícia Federal. Estamos em buscas, mas até o momento sem indicações de prisões. A Polícia Civil também já foi acionada para iniciar as investigações e tentar identificar esses suspeitos, então acredito que será dada uma resposta rápida a isso”, finalizou o coronel Lacerda.

A Caixa Econômica Federal não informou nada a respeito de valores e disse que se manifestará posteriormente sobre o caso.

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário