• Teresina shopping
  • HEMOPI - Junho vermelho
  • ITNET
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att

Bandidos usando farda da PM rendem vigia para roubar caixa eletrônico

Ação criminosa aconteceu em um posto na BR-343, próximo ao bairro Dirceu. Roubo não foi concluído o grupo não conseguiu abrir o caixa.

12/06/2019 10:24h - Atualizado em 12/06/2019 10:40h

Os profissionais que trabalham em um posto de gasolina na entrada da BR-343, próximo ao bairro Dirceu, viveram momentos de tensão na madrugada desta quarta-feira (12) diante da ação de bandidos que tentaram arrombar o caixa 24 horas da loja de conveniência do estabelecimento. Mas o que chama a atenção na ação criminosa é que os suspeitos estavam vestidos com fardas da Polícia Militar do Piauí e usando coletes à prova de bala. Eles portavam pistolas.

Eram pelo menos três homens e eles chegaram ao posto de combustível em um carro modelo Chevrolet Cobalt, por volta de 1h30min. Dois deles desceram e renderam o vigia, enquanto outro permaneceu no veículo vigiando o perímetro e dando cobertura. Com o vigia sob a mira da arma, eles invadiram a loja de conveniência e se dirigiram para o caixa 24 horas, mas não conseguiram abrir o equipamento.

A informação foi repassada pelo delegado Ricardo Moura, titular do 21º Distrito Policial de Teresina. “Esses caixas integrados têm um sistema de segurança muito forte, melhor até que os caixas avulsos dos bancos. Quando há uma tentativa de violação da estrutura, esses equipamentos disparam um mecanismo que danifica as notas com tinta irremovível, ou seja, mesmo que ocorra o roubo, o dinheiro que sai é totalmente inutilizado. Por conta disso, eles não conseguiram concluir a ação e tiveram que fugir mais rapidamente para evitar cruzarem com a polícia na saída”, relatou.


Foto ilustrativa/Reprodução

Na fuga, os bandidos deixaram para trás um plástico preto que foi usado para cobrir o vidro da loja de conveniência e evitar que quem passasse do lado de fora visse a movimentação no interior do estabelecimento. Também foi esquecida no local uma rede que seria usada pelos suspeitos para levarem o dinheiro. Segundo Ricardo Moura, eles estendem a rede no chão e jogam sobre ela o dinheiro do roubo. Na fuga, eles simplesmente fecham a rede e escapam mais rapidamente. “Dá mais agilidade do que se eles fossem colocar o dinheiro dentro de malotes”, explica.

Como a ação foi toda coordenada e, segundo as vítimas e testemunhas, os bandidos conseguiam manter comunicação entre si sem usar aparelhos celulares, a polícia acredita que eles estivessem usando um sistema de ponto eletrônico para fazerem contato, o que seria mais discreto. Por conta disso, há a possibilidade de que os suspeitos que agiam no posto pudessem estar contanto também com o apoio de mais gente em um local mais distante do posto de combustível, informando, por exemplo, movimentação de polícia nas cercanias e afins.

Como os bandidos quebraram o sistema de câmeras de segurança do estabelecimento e para tirar o HD que armazena as imagens, a polícia está trabalhando em conjunto com o técnico da empresa de monitoramento eletrônico para conseguir recuperar as imagens e tentar identificar os suspeitos. Até o momento, não foram feitas prisões sobre o caso.

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário