• cultura teresina
  • Cobertura Zé Pereira
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Fuzil apreendido avaliado em R$ 200 mil pode derrubar aeronaves

O fuzil semi-automático da marca Barrett, modelo M82, calibre. 50 é capaz de perfurar blindagens de carro-forte, e até abater aeronaves.

17/01/2020 09:18h - Atualizado em 17/01/2020 14:12h

Matéria atualizada 12h50

Em entrevista coletiva realizada no final da manhã desta quinta-feira (17), o secretário de Segurança Pública, o capitão Fábio Abreu, informou à imprensa que a Inteligência da SSP já sabia da aquisição do fuzil de fabricação norte-americana pela quadrilha especializada em roubo a instituições financeiras. 

Em um primeiro momento, a Polícia Civil conseguiu apreender sete fuzis da organização criminosa, em operação policial deflagrada na região do município de Monsenhor Gil, em novembro do ano passado. 

"Nós conseguimos identificar os indivíduos que estavam planejando e que realizaram duas ocorrências de roubo a banco nas cidades de Murici dos Portelas e Joaquim Pires. Com essas informações nós não tínhamos duvidas de que se tratava da quadrilha que portava a .50", afirma o secretário.

O fuzil semi-automático da marca Barrett, modelo M82, calibre. 50 possui um poder de fogo capaz de perfurar blindagens e até mesmo abater aeronaves. O armamento, avaliado em R$ 200 mil, é de difícil aquisição por parte do crime organizado. "Nós vamos solicitar à Justiça que esse armamento seja disponibilizado para a Secretaria. No caso da .50, a única unidade que tem características de utilizar uma arma dessa natureza é o BOPE", avalia o secretário.

O fuzil semi-automático possui um poder de fogo de até mesmo abater aeronaves (Foto: Assis Fernandes / O Dia)

Dois homens ainda não identificados foram presos na operação em posse do armamento. Um deles, segundo o secretário, já possui diversas passagens pela Polícia por vários crimes, enquanto o outro já foi condenado pelo crime de roubo a banco. Ambos foram soltos pela Justiça e voltaram a praticar crimes. 

"Já tive a oportunidade de prender várias vezes esse individuo, desde o início foi preso com pequenos delitos, passou a roubar carga de cigarros e mais recentemente com roubo a banco foi preso também, e mais uma vez solto. Ele saiu na liberação do Dia das Crianças, não retornou e voltou pra prática de crimes. Assim como o outro que foi preso pelo roubo ao banco de Castelo do Piauí, foi condenado, solto e mais uma vez é preso com envolvimento com roubo de banco. Ele que pilotava a moto que foi usada em Murici do Portela e Joaquim Pires", relata o secretário.

Segundo o coordenador do Greco, o delegado Thales Gomes, a polícia vem tentando descapitalizar a estrutura de quadrilhas que assaltam instituições financeiras no Piauí e em estados circunvizinhos. "Essa quadrilha é composta por membros de vários estados do Nordeste, com pessoas em presídios mandando ordens para praticarem roubos principalmente no Piauí, Maranhão e Ceará", afirma.

Durante a investigação, o Greco conseguiu localizar dois imóveis localizados no bairro Todos os Santos, na zona Sudeste de Teresina, usados para guardar armamentos e drogas, assim como dois carros roubados em Teresina e usados em roubos a banco no interior do Estado. Um sítio na localidade Caiçara também era utilizado pela quadrilha para esconder parte do armamento pesado. 

Matéria original

A Polícia Civil do Piauí e a Polícia Militar do Piauí deflagraram operação na noite dessa quinta-feira (16) e apreenderam três fuzis e centenas de munições, além de drogas e outras armas.

A Operação foi desenvolvida pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), em parceria com o Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar, Batalhão Rondas Ostensivas de Natureza Especial (RONE) e Diretoria de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública. 

De acordo com o coordenador do Greco, delegado Thales Gomesna operação foi apreendido fuzil semi-automática calibre .50, de fabricação norte-americana. Foi a primeira apreensão desse tipo de armamento no Piauí. 

O armamento, drogas e veículos eram escondidos em duas residências na zona Sudeste de Teresina (Foto: Assis Fernandes / O Dia)

O delegado afirma que as investigações iniciaram há duas semanas, após diligências no Estado do Maranhão, onde parte da quadrilha foi identificada. "Após as investigações fizemos acompanhamento dos alvos e localizamos um sítio na zona rural de Teresina, onde o material estava enterrado", explica o Delegado. 

O fuzil semi-automático da marca Barrett, modelo M82, calibre. 50 é capaz de perfurar blindagens de carro-forte, e até abater aeronaves. Até o momento três pessoas foram presas, três veículos roubados foram apreendidos, dentre eles um automóvel clonado e que possuía blindagem à prova de balas.

Haverá entrevista coletiva às 11 horas, na sede do Greco, com a presença do Secretário de Segurança, do Delegado Geral e do Coordenador do Greco.

Por: Nathalia Amaral e Sandy Swamy

Deixe seu comentário