• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia

Duas amigas são presas e confessam ter matado rival por 'rixa'

Gilmara Veras Araújo foi atingida por várias facadas, não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local do crime.

15/07/2019 09:01h - Atualizado em 15/07/2019 12:58h

Atualizada às 12h52

A Polícia Militar prendeu na manhã desta segunda-feira (15) três pessoas suspeitas de envolvimento na morte da jovem Gilmara Veras Araújo, assassinada com golpes de faca em uma festa ocorrida na Lagoa do Portinho na noite de ontem (14). Aos policiais, duas amigas identificadas como Bruna Vasconcelos Carvalho, de 20 anos, e Kelsiane de Araújo Miranda, de 21 anos, confessaram participação no crime.

A PM conseguiu chegar ao trio através de uma denúncia anônima de um popular, que teria informado ter visto os suspeitos em uma casa abandonada no bairro São Vicente de Paula, em Parnaíba. As duas jovens não resistiram a prisão e alegaram que o crime teria sido em legítima defesa, por causa de uma antiga desavença com a vítima. 

 Bruna Vasconcelos Carvalho, de 20 anos, e Kelsiane de Araújo Miranda, de 21 anos, confessaram participação no crime. (Foto: Reprodução/ Click Parnaíba)

Segundo a PM, a autora do crime teria sido Bruna Vasconcelos Carvalho. Após ver a amiga ser agredida pela vítima, Kelsiane teria desferido um golpe com um capacete contra Gilmara, em seguida Bruna teria desferido as facadas que ceifaram a vida da vítima. As duas se evadiram do local antes da chegada da Polícia. 

"Eu vou esperar ela bater com um litro em mim, é? Se não fosse a minha amiga dar uma capacetada nela, quem estava morta era eu. Se era pra estar morta eu ou ela, prefiro ela. Melhor a mãe dela chorar do que a minha", disse Bruna em entrevista. A suspeita informou ainda que sempre andava com a arma utilizada no crime por ter muitas inimigas. Após o crime, a arma foi descartada em um matagal.

David Alisson da Cruz Sousa, de 19 anos, namorado de Bruna, também foi preso por ter facilitado a fuga das duas suspeitas. Os três foram conduzidos à Central de Flagrantes de Parnaíba.

Matéria original

Uma mulher identificada como Gilmara Veras Araújo foi morta a facadas por volta das 19h30 deste domingo (14) em uma festa ocorrida na Lagoa do Portinho, na cidade de Parnaíba, um dos principais pontos turísticos do Piauí. Até o momento a Polícia não tem informações de quem teria cometido o crime.

Segundo informações do comando da Polícia Militar do município de Parnaíba, a corporação recebeu uma denúncia de que uma mulher havia sido esfaqueada na Lagoa do Portinho. Ao chegar ao local, os policiais se depararam com a vítima já em óbito.

De acordo com o tenente coronel Antônio Pacífico, comandante da Polícia Militar em Parnaíba, ainda não há confirmação sobre as circunstâncias do assassinato ou o que teria motivado o crime. 

Até o momento, a Polícia trabalha com duas hipóteses, uma de que a vítima teria sido imobilizada e morta por um grupo de mulheres e a outra de que teria sido morta pelo ex-companheiro. Se comprovado que a jovem foi morta por motivos de gênero, o quadro será enquadrado como feminicídio. 

O corpo de Gilmara Veras foi recolhido e encaminhado ao IML de Parnaíba. Equipes da PM continuam em diligências pela região em busca dos possíveis autores do crime.


Por: Nathalia Amaral

Deixe seu comentário