• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • Clínica Shirley Holanda
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Polícia prende acusado de matar filho de PM em Paulistana

Identificado como Hamilton Rodrigues de Sousa, ele foi preso em cumprimento a um mandado de prisão, depois de assaltar uma residência na cidade.

22/10/2019 07:49h

Foi preso por policiais militares da Força Tática de Paulistana nesta segunda-feira (21) um homem identificado como Hamilton Rodrigues de Sousa, contra o qual a justiça havia expedido um mandado de prisão pelo homicídio de um outro homem, identificado apenas como Julião, no dia 05 deste mês, lá mesmo em Paulistana. A vitima, segundo a polícia seria filho de um militar da reserva da PMPI.

De acordo com o comandante da PM de Paulistana, major Estanislau Felipe, Hamilton foi localizado após a polícia receber informações de que um homem com as descrições físicas semelhantes a ele estaria praticando assaltos na localidade Ferramenta, zona Rural de Jacobina.


Hamilton Rodrigues foi preso pelo assassinato do filho de um PM - Foto: Divulgação/PMPI

Em diligências na região, a PM chegou à casa de uma senhora, identificada como Maiana Senhorinha de Sousa, apontada como uma das vítimas do suspeito. "Ela já havia registrado BO na delegacia, relatando um assalto po pate do Hamilton. Segundo o registro, ele invadiu sua residência, rendeu seu filho com uma faca e mandou que ela lhe etregasse dinheiro. Como ela não dispunha no momento, ele exigiu que o rapaz lhe entregasse sua moto e o celular. Antes de fugir, ele ainda amarrou as vítimas com uma corda", relatou o major Felipe.

Com as informações em mãos, os policiais prosseguiram com as diligências e conseguiram localizar o suspeito na Rua Gabriel Ferreira, no bairro Lagoa, em Paulistana. Devidamente identificado, Hamilton foi autuado em cumprimento ao mandado de prisão pelo assassinato de Julião e encaminhado para a Delegacia Regional de Paulistana.

Segundo o major Felipe, ele não ofereceu nenhuma resistência à prisão.

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário