• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Suspeito é detido por envolvimento em desaparecimento de jovem

Segundo informações da própria família da adolescente, o homem teria dado carona para ela após a prova e os dois estavam juntos desde o dia do desaparecimento.

07/11/2019 11:26h - Atualizado em 07/11/2019 13:14h

Um homem identificado como Ismar Gonçalves Bastos Filho, de 31 anos, foi detido na manhã desta quinta-feira (07), suspeito de envolvimento no desaparecimento da adolescente G.G.B.O, que sumiu no último domingo após a prova do Enem e foi encontrada na cidade de União na tarde de ontem (06). 

Segundo informações da própria família da adolescente, o homem teria dado carona para ela após a prova e os dois estavam juntos desde o dia do desaparecimento. A suspeita é de que os dois sejam namorados.


Leia mais:

Jovem desaparecida é entregue à família com restrições, diz secretário 

Família encontra adolescente desaparecida após prova do Enem

Adolescente desaparece em Teresina após fazer prova do Enem 


Até o momento a Polícia Civil não confirmou os detalhes sobre a prisão. O suspeito foi conduzido à Central de Flagrantes para prestar depoimento.

Pai da jovem está sendo ouvido na sede da DPCA. (Foto: Maria Clara Estrêla/O Dia)

O pai da menina, Gudson Costa, também prestando depoimento sobre o caso na sede da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA). O pai é investigado após a jovem relatar que teria sofridos abusos sexuais dentro da casa da família. 

Devido à gravidade dos relatos, a adolescente passou por exame de corpo delito e foi encaminhada à casa de uma tia.

A avó da adolescente, identificada apenas como Elza Amorim Oliveira, deu entrevista ao O Dia e disse que a denúncia da jovem é infundada. Segundo ela, a jovem fugiu sete vezes no último ano. 

"Todas essas acusações são falsas. Não é porque eu sou a mãe, eu sou muita justa. Uma vez nós encontramos ela numa boca de fumo, na Vila da Paz, ela estava numa casa escondida", relatou a avó.

Elza Amorim Oliveira e Luís Gonçalo de Oliveira em entrevista ao Portal O Dia. Foto: Assis Fernandes.

Já o avô da adolescente, Luís Gonçalo de Oliveira, que também esteve na sede da DPCA, informou ao O Dia que a jovem e Ismar Gonçalves Bastos Filho se conheceram através das redes sociais há três meses. 

"No dia da prova ela marcou com o pai de pegar ela às 17h30 e que esse rapaz pegasse ela às 16h. Ele disse pra Polícia que ela ficou na casa dele domingo, segunda e terça, e que mandou ela embora quando viu a foto dela na imprensa. Então ela pediu pra a deixar na parada de ônibus para ir para União", afirmou o avô. 

Segundo ele, a jovem já havia informado que iria desaparecer depois do Enem porque não aguentava mais a criação do pai. "Ela achava ele muito rígido e já tinha dito em outra ocasião na escola que ia sair de casa porque tinha sido abusada sexualmente, mas depois disse que havia inventando porque estava chateada com ele", disse.

De acordo com o secretário de Segurança Pública, Fábio Abreu, após ser encontrada em uma praça na cidade de União, a menor foi ouvida na presença do Conselho Tutelar, do Ministério Público, da DPCA e de psicólogos.

 "Tivemos alguma informação no sentido de ter nesse processo crime praticado, em tese, por pessoa da família. Ela foi entregue a essa tia e todas as informações colhidas vão ser encaminhadas à Justiça, para que a Justiça tome a decisão com relação ao destino dessa jovem. O objetivo é preservar a jovem, a família, e todo processo será devidamente esclarecido por essas investigações", esclareceu o secretário.

A adolescente tem apenas de 17 anos e, por ser menor de idade, o caso está sendo investigado Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA).

Por: Maria Clara Estrêla e Nathalia Amaral

Deixe seu comentário