• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Coronel Edvaldo Viana pode decidir destino partidário até o final do mês

O militar está em licença e neste momento afirma que está dedicado a projetos sociais que desenvolve na cidade.

18/01/2020 08:23h - Atualizado em 23/01/2020 11:28h

Viana afirmou que até o final do mês deve ter definido em qual partido político deve se filiar para concorrer a Prefeitura de Picos. O militar está em licença e neste momento afirma que está dedicado a projetos sociais que desenvolve na cidade. O coronel foi exonerado do Comando do 4º Batalhão da Polícia Militar após viralizar um áudio em que ele afirmava que bandidos iam “descer nas cordas” caso reagisse à atuação da polícia.


“Eu já esperava a exoneração. Não tenho do que reclamar. Atendi o chamamento do povo. A mim foram dadas condições para permanecer, mas eu esse foi o momento de eu sair da vida militar para a vida política. Elas andam juntas, porque na vida militar você faz política pública e através da credibilidade que a gente tem o povo fez um chamamento”, avalia ele.

O tenente-coronel já se reuniu com vários partidos, pela legislação, ele pode se filiar apenas no prazo das convenções partidárias. O PSL e o Solidariedade estão entre os que demonstraram interesse na filiação de Edvaldo Viana. “Não posso revelar agora os partidos, é como um jogo de xadrez e isso faz parte da nossa estratégia”, pontua.

Coronel Edvaldo Viana pode decidir destino partidário até o final do mês. Arquivo O Dia

Viana diz que já coordena um grupo com vários jovens interessados em discutir o futuro da cidade e não tem interesse em entrar na disputa para causar desunião entre as forças políticas do município. Ele avalia que o momento pede união para enfrentar, segundo ele, os 30 anos de devastação pela qual a cidade passa.

“Minha ideologia é a da união. Estamos montando um plano de governo que será apresentado levando em conta o tripé da segurança, educação e saúde, com pessoas dispostas a fazer o nosso município crescer”, pontua ele.

Picos é o terceiro maior colégio do Piauí e a cidade exerce grande influencia em dezenas de cidades da região centro sul. Atualmente o município é comandado pelo PT e o Progressistas também tem interesse em candidatura majoritária à prefeitura.

Por: João Magalhães - Jornal O Dia

Deixe seu comentário