• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Gustavo sobre possível retorno de ex-filiados ao PTC: 'grupo sai inteiro'

Especulação de que Edvan Silva retornaria para presidir o diretório estadual causou reação do presidente da sigla. Evaldo Gomes nega envolvimento no caso.

16/09/2019 16:31h - Atualizado em 17/09/2019 10:44h



Gustavo Henrique em entrevista ao ODiaNews, da ODiaTV. (Foto: Elias Fontenele/O Dia)

presidente do PTC  (Partido Trabalhista Cristão), Gustavo Henrique, falou neta segunda-feira (16) sobre o possível retorno de ex-integrantes do partido à sigla. A informação é de que o retorno seria de integrantes do grupo do deputado Evaldo Gomes (SD) ao partido.

Segundo o presidente, a proposta que lhe apresentaram era a de colocar Edvan Silva, ex-vereador de Teresina, como presidente estadual da sigla e Gustavo permaneceria com a direção do partido em Teresina e comandando as 30 maiores cidades do estado. Edvan atualmente é o vice-presidente do Solidariedadepartido presidido por Evaldo Gomes .

Gustavo afirma que, caso a indicação seja confirmada, sairá do partido juntamente com seu grupo, formado após o partido ficar “órfão” no final do ano passado. O PTC não atingiu a cláusula de barreira à época, e tinha Evaldo Gomes como presidente até o final de 2018.


“Nós estamos unidos, já tomamos uma decisão, caso isso se concretize, o grupo inteiro sai , além do interior”, afirma o presidente.

O presidente da sigla vai além, e diz que a estratégia do possível retorno dos integrantes do partido é lançar a candidatura de Edvan, uma vez que hierarquicamente estaria acima de Gustavo na escala interna do partido.

Além disso, Gustavo reitera que o PTC está com uma proposta de chapa competitiva para 2020, ao contrário do Solidariedade, que está tendo dificuldades em montar uma chapa. Para o presidente do PTC, a expectativa é eleger pelo menos 2 vereadores em Teresina.

“Ou seja, abandonam o partido, que apoiou a candidatura da candidata eleita Dra. Marina, que teve apoio, inclusive, dos recursos do partido, do fundo partidário, abandonaram o partido e agora através de uma negociação, sabe-se lá como é que se deu, venham atrapalhar esse trabalho construtivo”, critica Gustavo.


Presidente do PTC, Gustavo Henrique, fala sobre possível retorno de ex-filiados ao PTC. (Foto: Elias Fontenele/O Dia)

Perguntado sobre o caso, o deputado Evaldo Gomes diz que não tem “nada a ver” com essa possível indicação e que planeja permanecer e construir um caminho dentro do Solidariedade. Sobre a ida de Edvan, o parlamentar diz que conversou com o ex-vereador e que a intenção é permanecer no partido.

“Eu sou do Solidariedade, não tenho mais nada a ver com o PTC. Se a direção nacional não quer mais ele no partido e está indicando quem quer que seja, o problema é dele e da direção nacional. Eu não tenho nada a ver com essa história”, afirma Evaldo.

O deputado confirma que a direção nacional fez a proposta para o retorno de Edvan ao partido, mas que em conversa com o ex-vereador ele confirmou que permanece no Solidariedade, na vice-presidência.

 “Ele recebeu de fato um convite da direção nacional do PTC, mas ele não aceitou, porque o papel dele é continuar no Solidariedade a informação que ele colheu é que o Gustavo tem algum problema com a direção nacional com o PTC, então o Gustavo que procure a direção nacional pra resolver”, respondeu Evaldo Gomes.

Por: Rodrigo Antunes

Deixe seu comentário