• baile da santinha
  • monge executivo
  • e-titulo
  • TV O DIA - fullbanner w3b
  • TV O Dia - fullbanner

'Mudar Constituição sem Constituinte é golpe', diz Marina a Mourão

De acordo com o general, foi a Constituição que deu início à crise pela qual passa o país.

14/09/2018 13:49h

A candidata da Rede, Marina Silva, rebateu nesta sexta-feira (14) o vice de Jair Bolsonaro (PSL), general Hamilton Mourão (PRTB), e disse que qualquer mudança na Constituição sem uma assembleia constituinte é "uma forma de golpe".

"Qualquer coisa que não seja pelo voto soberano da sociedade elegendo seus constituintes, é querer estabelecer uma constituinte mediante uma forma de golpe", disse, durante caminhada em Taguatinga, região administrativa do Distrito Federal. "Na democracia, a Constituição é mudada legitimamente por representantes eleitos da sociedade."

Na quinta (13), Mourão defendeu que o país faça um novo texto constitucional para substituir o de 1988, que completa 30 anos. De acordo com o general, foi a Constituição que deu início à crise pela qual passa o país.

Para ele, o processo ideal envolveria uma comissão de notáveis, que depois submeteria o texto a um plebiscito, para aprovação popular -algo que não se enquadra nas hipóteses previstas em lei.

Os textos constitucionais que não passaram por representantes eleitos pela população foram os de 1824, 1937 e 1969, todos em períodos em que o Brasil passava por regimes autoritários.

"A nossa democracia é a melhor forma de resolvermos os nossos problemas, de encontrar as nossas soluções", afirmou Marina Silva. "Nem arroubos de saudosismo autoritários e nem qualquer outra coisa, este é o momento de os brasileiros serem guiados pela Constituição."

Fonte: Folhapress

Deixe seu comentário






Enquete

Um jovem morreu ao sofrer descarga elétrica colocando celular para carregar. Quais cuidados você toma em relação a isso?

ver resultado