• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • Clínica Shirley Holanda
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Políticos piauienses rechaçam proposta que pode extinguir 78 municípios no PI

A PEC extingue municípios com população inferior a 5 mil habitantes e com arrecadação menor que 10%.

07/11/2019 06:50h

A proposta de fundir municípios com população inferior a cinco mil habitantes e com arrecadação menor que 10% de sua receita total repercutiu negativamente em parte do meio político piauienses. Caso aprovada, 78 cidades em todo o Piauí seriam incorporadas a outras.

Para o deputado estadual Franzé Silva (PT), a medida traria muitas complicações e insegurança jurídica. “Bolsonaro e sua equipe não apresentam um plano de desenvolvimento para o país e ficam com invencionices que desestabilizam o Brasil”, criticou.


Leia também: PEC da extinção de municípios põe fim em 702 cargos de vereador 


Apesar de não acreditar na aprovação da proposta, nem no Senado nem na Câmara Federal, Marcelo Castro (MDB), também teceu duras críticas ao conjunto de medidas que integram o Plano Mais Brasil, entregue pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o ministro da Economia, Paulo Guedes, ao Congresso Nacional na última terça-feira (5).


"É uma proposta descabida e estapafúrdia", diz Marcelo Castro - Foto: Elias Fontinele/O Dia

“É uma proposta descabida, estapafúrdia, inoportuna e própria de quem não tem vivência da realidade nacional [...] a chance disso passar no Congresso é abaixo de zero. Não há a menor possibilidade de uma proposta ilógica e irreal dessa passar”, disparou o emedebista, responsável pela criação de muitos municípios piauienses. 

Além de diminuir a quantidade de municípios, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) também muda as regras de distribuição de recursos da União para os entes da federação, reduz os gastos obrigatórios e revisa fundos públicos.

Por: Breno Cavalcante, do Jornal O Dia

Deixe seu comentário