• SOS Unimed
  • Fagner
  • Trilha das emoções
  • Novo app Jornal O Dia

Priorizando prefeituras do interior, SD quer ter candidata a vice

Além da capital, o partido tem metas ousadas para o restante do estado. A intenção é eleger até dez prefeitos no próximo ano.

27/08/2019 07:07h - Atualizado em 27/08/2019 10:18h

O deputado estadual Evaldo Gomes, presidente do Solidariedade (SD) no Piauí, traça estratégias para o bom desempenho da sigla nas eleições municipais de 2020. Uma delas é, além de ampliar a bancada de vereadores do partido na Câmara Municipal de Teresina (CMT), conseguir emplacar o vice na chapa majoritária do grupo ligado ao prefeito Firmino Filho (PSDB), de quem é aliado.

“Lógico que Teresina sempre é uma referência. Queremos eleger de três a quatro vereadores e ter, nessa chapa majoritária do prefeito Firmino Filho, a candidatura de vice, que estamos trabalhando o nome de uma mulher”, disse Evaldo, que descartou o nome da deputada Marina Santos (SD) como uma das cotadas para o pleito.


Evaldo Gomes, presidente do Solidariedade do Piauí - Foto: O Dia

Além da capital, o SD tem metas ousadas para o restante do estado. A intenção é eleger até dez prefeitos no próximo ano, com atenção especial para os municípios de Valença, Luzilândia e União, tidos como estratégicos para o presidente da legenda. “Lógico que vamos trabalhar para manter as prefeituras que já temos e tentar fazer em outros municípios, ‘mas esses três municípios são prioridades da prioridade”, pontuou.

Pensando nisso, o SD realizou um encontro com seus correligionários no último fim de semana, discutindo as estratégias e mudanças na legislação eleitoral, que impede coligações proporcionais entre as agremiações partidárias. Para Evaldo, que tenta viabilizar a eleição de 100 vereadores do partido em todo o estado, o saldo do encontro foi bastante positivo.

Por: Breno Cavalcante - Jornal O Dia

Deixe seu comentário