• Novo app Jornal O Dia
  • ITNET
  • TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner

Sebastião Martins assume hoje a presidência do TJ

A posse acontece às 10h, no auditório do TJ-PI, com presença de autoridades do Judiciário, Executivo e Legislativo.

07/01/2019 07:28h

O desembargador Sebastião Ribeiro Martins toma posse nesta segunda-feira (7) como novo presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI) para o biênio 2019/2020. A solenidade acontece às 10h, no auditório do TJ-PI, com a presença de autoridades dos poderes Judiciário, Executivo e Legislativo. Durante a posse, Sebastião Martins vai apresentar aos demais desembargadores, e à imprensa, um documento intitulado como “Diretrizes – Gestão 2019/2020”.

O documento vai indicar os objetivos que vão nortear a próxima gestão do judiciário piauiense, que vão ser detalhados e apresentados definitivamente na forma de um Plano de Gestão, entregue até o final do primeiro trimestre deste ano, conforme estabelece o Conselho Nacional de Justiça.

“A nossa meta principal é aumentar produtividade. O grande problema do Brasil é a morosidade da justiça, e a nossa grande arma contra isso é o processo judicial eletrônico. O meu objetivo é implantar o processo judicial eletrônica em todas as comarcas, para que, ao final de dois anos, o Piauí não tenha mais nenhum processo de papel”, explica o desembargador.

O novo presidente do Tribunal de Justiça também elegeu como uma das diretrizes fundamentais o fomento à política de Conciliação e Mediação, com foco na solução de conflitos e incentivo à cultura da paz. “Quando o juiz julga um processo, ele aumenta a produtividade. Quando ele concilia antes de julgar, aumenta a produtividade, resolve o conflito, e restabelece a paz. Portanto, a conciliação é mais importante que o julgamento do processo”, destaca.

Além de ter Sebastião Ribeiro Martins na presidência, a nova diretoria do TJ-PI também conta com os desembargadores Haroldo Oliveira Rehem (vice-presidente), Hilo de Almeida Sousa (corregedor-geral da Justiça) e Oton Mário José Lustosa Torres (vice-corregedor geral da Justiça).


Por: Natanael Sousa

Deixe seu comentário