• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Troca de farpas entre PT e PSDB chega à Câmara Municipal

Em recentes declarações, o prefeito Firmino Filho mencionou inviabilidade de candidatura do PT.

20/11/2019 07:00h

O debate pré-eleitoral continua aquecido em Teresina, após as recentes declarações do prefeito Firmino Filho e de lideranças do Partido dos Trabalhadores. A repercussão chegou à Câmara Municipal de Teresina, gerando debates entre vereadores ligados aos dois grupos políticos. 

Ao comentar a polêmica, o vereador Edilberto Borges (PT), o Dudu, afirmou que o Firmino ataca o PT em sinal de desespero, segundo ele, pelo bom desempenho que a pré-candidatura de Fábio Novo tem obtido nas pesquisas quantitativas e qualitativas. 


Leia também: Firmino questiona viabilidade de candidatura petista em 2020 


“O grupo do prefeito não tem norte, ele goza de uma impopularidade gigantesca em Teresina, pela mobilidade urbana, pela saúde[...] . O prefeito Firmino está desesperado, precisa ter mais calma e ponderação para voltar a administrar Teresina. É bom que ele tenha respeito ao Partido dos Trabalhadores e ao nosso pré-candidato, Fábio Novo”, disse Dudu.


Duda afirma que o prefeito Firmino ataca o PT em sinal de desespero - Foto: Assis Fernandes/O Dia

Já o vereador Edson Melo (PSDB), decano da Câmara Municipal e aliado histórico de Firmino, afirmou que o prefeito apenas reagiu aos ataques que vinha sofrendo. O parlamentar defendeu que o Partido dos Trabalhadores apresente sua candidatura própria e participe do debate com a atual gestão do Palácio da Cidade. 

“A gente sabe que muitos agentes políticos do PT vivem de fazer críticas à gestão municipal e o prefeito chega um ponto que reage. Comparar a gestão do Firmino na prefeitura com essa do governo do estado, do PT, não tem comparação. É importante para a população conhecer a forma de administrar do PT e a forma de administrar do PSDB. É um comparativo que nós fazemos questão de que aconteça nas próximas eleições municipais”, declarou Edson Melo. 

Por: Natanael Souza, do Jornal O Dia

Deixe seu comentário