Wellington Dias assina contrato para empréstimo de R$ 97 milhões

O recurso será utilizado para a recuperação de 15 trechos de rodovias estaduais.

24/11/2021 17:27h - Atualizado em 24/11/2021 17:33h

Compartilhar no

Um empréstimo no valor de R$ 97 milhões foi assinado pelo governador Wellington Dias (PT) na tarde desta quarta-feira (24) junto ao Banco de Brasília. De acordo com o governador, o recurso será utilizado para a recuperação de 15 trechos de rodovias estaduais.


Leia tambémOrçamento do Piauí para 2022 cresceu 1,2% em relação a 2021, total chega a R$ 18,1 bi 


O chefe do Executivo destacou que a operação de crédito garante investimentos no setor da infraestrutura e, por conseguinte, tem efeitos na economia do Estado. Para ele, o Piauí deve chegar a marca de 10% de capacidade de investimento anual relação às receitas correntes líquidas. 

“Os investimentos fizeram a economia crescer mesmo em um período complexo. Com o crescimento da economia, nossa capacidade de investimento esse ano vai ficar na casa dos 10% ao ano, ou seja, de um lado melhora a vida do povo, do outro melhora as próprias condições do Estado”, disse o governador.

Foto: Divulgação / Ccom

Essa é a segunda operação realizada pelo governo do Piauí com o Banco de Brasília. O presidente da instituição, Paulo Henrique Costa destacou a capacidade de pagamento do Piauí e apontou que a medida de investimento em infraestrutura afeta a geração ainda a geração de emprego. 

“Para nós do BRB é mais uma oportunidade de mostrar como o banco público pode fazer a diferença na vida de pessoas gerando empregos, gerando renda, desenvolvimento por meio de operações seguras com um Estado que tem capacidade de pagamento, que conduz uma transformação econômica e social”, diz.

No início do mês, o secretário de Fazenda do Piauí, Rafael Fonteles, já havia anunciado um empréstimo junto ao Banco Itaú no valor de R$ 600 milhões para investimentos na infraestrutura dos 224 municípios do Piauí. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário