• Campanha da Santa Missa
  • Vencer 03
  • Vencer 02
  • Vencer 01
  • Prerrogativas da advogacia
  • Peregrinos da fé
  • Novo app Jornal O Dia

Blockchain pode reduzir risco de fraudes em transações

Tecnologia por trás dos bancos de dados pode resolver questões de segurança e privacidade de informações sensíveis

27/01/2020 13:47h - Atualizado em 27/01/2020 14:18h

A blockchain, apesar de não ser exatamente uma novidade, tem recebido atenção cada vez maior de bancos, empresas e governos, principalmente por tornar possível a realização segura de operações financeiras que envolvem criptomoedas e outros tipos de valores digitais.

Por registrar transações de moedas virtuais de maneira transparente e imutável, a blockchain realiza um papel de uma espécie de livro contábil digital que registra informações importantes, como quantia transacionada, quem enviou, quem recebeu, quando essa transação foi feita e onde ficou gravada -- tudo de maneira pública e aberta, mas muito segura.

Como funciona a blockchain

Para saber o quanto essa tecnologia é confiável, é preciso, antes, entender como ela funciona: a blockchain é uma cadeia de blocos protegidos por camadas de criptografia praticamente impenetráveis. Dentro desses blocos, as transações são armazenadas até que o espaço do bloco seja esgotado. Feito isso, a moeda virtual pode sair de um dono para outro, ficando o seu caminho todo registrado, o que impede a reutilização de um valor ou a alteração de uma transação antiga, por exemplo.

Crédito: Divulgação

Por que empresas e governos têm dado mais atenção?

Nos últimos anos, as organizações têm descoberto utilizações da blockchain em diferentes ramos e setores. Envios de remessas agrícolas, transferências interbancárias de valores, cadeias de suprimentos e segurança de alimentos são alguns bons exemplos. 

No e-commerce, por exemplo, pode ser um caminho interessante contra os prejuízos causados pelo temido chargeback .

Apesar da imediata associação às moedas digitais, as blockchains têm uma importância ainda mais ampla entre indústrias e estão sendo usadas como uma rede segura de dados para muitos mercados.

Segurança da blockchain

Blockchains incluem uma camada de criptografia que dificulta a adulteração de dados na rede, criando potencial para melhorar a segurança e a rastreabilidade em muitos tipos de transações. 

Quanto mais dados são adicionados às blockchains, mais seguras elas ficam, pois, como cada novo bloco é construído com base na precisão compartilhada do bloco anterior, qualquer indivíduo que tente invadir e editar os dados teria que fazer o mesmo em todos os blocos anteriores da rede.

Portanto, o blockchain realmente é ótimo para evitar fraudes. Mas sempre vale a ressalva: assim como qualquer sistema de proteção, diante de eventuais estratégias e hábitos ruins de segurança dentro de uma organização, não pode ser chamado de infalível.


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas