• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Notícias Torquato

25 de setembro de 2019

Teresina recebe espetáculo do grupo Gumboot Dance Brasil

Teresina recebe espetáculo do grupo Gumboot Dance Brasil

A classificação é livre e a entrada é 1kg de alimento não perecível.

O grupo paulista Gumboot Dance Brasil apresenta o espetáculo de dança “Subterrâneo” e o espetáculo de repertório “Yebo” em Parnaíba e Teresina pelo Palco Giratório. Em Parnaíba, além das apresentações, também acontece a oficina “Gumboot Dance”. A classificação é livre e a entrada é 1kg de alimento não perecível.

Criado em 2008 a partir da pesquisa do bailarino e coreógrafo Rubens Oliveira, o grupo tem como proposta pesquisar e difundir a técnica Gumboot por meio de workshops e apresentações. Gumboot Dance (dança de botas de borracha) é uma forma de dança popular criada no século XIX pelos trabalhadores das minas de ouro e de carvão da África do Sul.

O espetáculo “Subterrâneo” traça um paralelo entre a experiência dos mineiros africanos do século XIX e a sobrevivência da população negra e periférica das grandes metrópoles brasileiras nos dias de hoje.

Já “Yebo” se remete às origens da Gumboot Dance, abordando a exploração tanto das minas como dos sete povos levados para extração do minério, a criação de um dialeto sonoro a partir das batidas nas botas de borracha, a espera das mulheres por seus maridos mineiros durante a temporada de exploração das minas e a celebração dos raros momentos de lazer dos mineradores.

Confira abaixo a programação completa nas duas cidades:

PARNAÍBA

Espetáculo Subterrâneo

21/09 | 19h | Teatro do Sesc Avenida | Entrada: 1kg de alimento não perecível

Oficina Gumboot Dance

22/09 | 14h | Sesc Avenida | Inscrição: 1kg de alimento não perecível | Público-alvo: artistas, comerciários, dependentes e usuários, estudantes e comunidade em geral | 20 vagas

Espetáculo de repertório Yebo

23/09 | 19h | Teatro do Sesc Avenida | Entrada: 1kg de alimento não perecível

TERESINA

Espetáculo de repertório Yebo

25/09 | 19h30 | Theatro 4 de Setembro | Entrada: 1kg de alimento não perecível 

Música piauiense ganha destaque em evento com feira de gastronomia

Música piauiense ganha destaque em evento com feira de gastronomia

Festival FM O Dia Canta Teresina acontece amanhã, 26 de setembro, no Theresina Hall, a partir das 20 horas.

Um evento feito com o objetivo de dar destaque a música piauiense e entrelaçar outros dois potentes setores do nosso Estado: a gastronomia e o artesanato. O Festival FM O Dia Canta Teresina acontece, amanhã, 26 de setembro, às 20hs, no Theresina Hall. Com entrada gratuita, as bandas irão se apresentar no espaço climatizado da casa de espetáculo.

A animação musical da festa acontece por conta das bandas Forró Bandido, Tairo Silva, Dom Breguete e DJ Fab Versus . Além dessas atrações, outras duas bandas teresinenses também subirão ao palco. 


Leia também: Festival FM O Dia Canta Teresina traz música local, gastronomia e artesanato 


Para o cantor Tairon Silva, o evento é uma oportunidade para as famílias conhecerem as bandas locais de forma acessível e segura. “Um evento como esse é de extrema importância já que Teresina ainda é uma cidade carente de eventos gratuitos com bandas locais e ainda mais com uma feira gastronômica e de artesanato. É um incentivo para as famílias saírem de casa e conhecer de perto as bandas locais”, comenta o músico.


Tairo Silva diz que o evento é uma oportunidade para as bandas locais - Foto: O Dia

Com um repertório cheio de clássicos do forró pé-de-serra, forró das antigas, o cantor também irá apresentar releituras de clássicos da MPB, como Elba Ramalho, Alceu Valença e os já conhecidos do repertório como Dorgival Dantas , Flávio José, e outros ídolos do forró. O cantor se diz honrado por participar da primeira edição do festival. “Me sinto agraciado pelo convite, agradeço também o amigo Eudes Ribeiro pelo convite”, afirma. 

Outra atração que já é conhecida dos teresinenses é a Dom Breguette, que entoa clássicos do brega como Waldick Soriano, Bartô Galeno, Genival Santos, Reginaldo Rossi, dentre outros.

24 de setembro de 2019

13ª Primavera dos Museus tem semana de atividades gratuitas no Piauí

13ª Primavera dos Museus tem semana de atividades gratuitas no Piauí

No Museu do Piauí – Casa de Odilon Nunes, a abertura oficial acontece dia 25 às 9 horas com apresentação da Orquestra Jovem do Sesc.

De 23 e 29 de setembro, a 13ª Primavera dos Museus reunirá 848 museus participantes em todo o Brasil. Coordenada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), a programação desta temporada somará mais de 2.650 eventos como seminários, exposições, oficinas, visitas mediadas, exibições de filmes, palestras, entre outras atividades. Em Teresina, as atividades serão iniciadas no no Museu do Piauí – Casa de Odilon Nunes, na próxima quarta-feira (25) e segue até o próximo sábado (28).

Este ano, o tema “Museus por dentro, por dentro dos museus” propõe fortalecer a relação públicos/museu a partir da ótica da preservação enquanto ato compartilhado entre o cidadão e o seu bem cultural. A expectativa é estimular um maior engajamento da comunidade com essas instituições ao explorar os aspectos do cotidiano museológico.



Leia também:

Museu do Piauí recebe exposição fotográfica “Um presente para Teresina” 

"O que é o contemporâneo?" leva criações de universitários ao Museu do PI 


No Museu do Piauí – Casa de Odilon Nunes, a abertura oficial acontece às 9 horas com apresentação da Orquestra Jovem do Sesc. Além disso, haverá exposições, ações educativas, exibição de filmes, visitas mediadas e Sarau.

“A Primavera dos Museus é um momento especial onde temos a oportunidade de estar apresentando temas bem atuais. Com o tema deste ano, o público terá a oportunidade de conhecer mais os Museus dentro do seu cotidiano, vendo eventos que acontecem dentro destes espaços e que não possuem tanta visibilidade”, conta a coordenadora do Museu do Piauí, Dora Medeiros.


Museu do Piauí recebe atividades culturais - Foto: Divulgação

Além de Teresina, o Museu Ozildo Albano, em Picos e o Sobrado Major Selemérico, em Oeiras, também terão programação especial durante a 13ª Primavera dos Museus. Em Picos, nos dias 24 e 25 de setembro, a abertura será com a exposição “SER_TAUM”, do artista plástico piauiense Pedro Vidal, onde ele mostra cerca de 20 trabalhos, utilizando pintura acrílica em tela, papel e madeira. A exposição irá contar com cenografia. Em Oeiras, o evento acontece de 23 a 25, a abertura será com a Exposição - “Só Divinos”: telas assinadas por vários artistas e o curador Olavo Brás. No dia 24, às 20 horas, haverá show musical com a Orquestra de Bandolins Oeirense - Escola Petinha Amorim.

As cidades de Inhuma, Luís Correia, Regeneração, São Raimundo Nonato e Valença do Piauí também receberão o evento. O guia completo com a programação pode ser encontrado no site: www.museus.gov.br.

Programação do Museu do Piauí – Casa de Odilon Nunes

25/09/2019 - 09h às 09h30

ABERTURA - Oficial com apresentação cultural da Orquestra Jovem

do SESC. Maestro: Luizão Paiva.

25/09/2019 - 15h às 16h

AÇÃO EDUCATIVA - Cajuína no Museu.

25/09/2019 a 28/09/2019 - 10h às 17h30

EXPOSIÇÃO - Abertura das exposições: “Passa pra Dentro”, do artista

Avelar Amorim e “O Que é o Contemporâneo?”, Instalação/ Exposição de Estudantes de Artes Visuais da UFPI. Curadoria: Lu Rebordosa.

25/09/2019 - 09h30 às 09h50

LANÇAMENTO - 4ª Edição do Jornal Memória - Programa Educativo

do Museu do Piauí.

25/09/2019 - 09h50 às 10h

LANÇAMENTO - IV Bienal do Sertão.

25/09/2019 a 28/09/2019 - 08h30 às 17h30

VISITA MEDIADA - Às exposições de curta duração e ao acervo do

Museu do Piauí.

26/09/2019 - 14h30 às 15h30

AÇÃO EDUCATIVA - Aula Temática: “O Museu para Além do Museu”,

Programa Educativo do Museu do Piauí.

26/09/2019 - 14h às 17h

OFICINA - Chaveiros de Feltros, com Francisca Matos. Vagas

Limitadas.

27/09/2019 - 16h às 17h30

SARAU - Música e Poesia.

28/05/2019 - 09h às 11h30

EXIBIÇÃO DE FILME - Cine-Diálogo. Parceria Labcine e Museu do Piauí

21 de setembro de 2019

Fotografias levam vida de comunidades ribeirinhas de THE Brasil a fora

Fotografias levam vida de comunidades ribeirinhas de THE Brasil a fora

Maurício Pokemon utiliza a fotografia como linguagem de aproximação para retratar modos de vida das comunidades ribeirinhas que resistem em Teresina. Atualmente, o artista tem duas exposições que transportam as histórias para a cidade de São Paulo.

O que o retrato de uma pessoa transferido em tamanho real, por meio de colagens, para diferentes lugares da cidade pode causar em quem se depara com a intervenção? O artista visual Maurício Pokemon descobriu, a partir do trabalho Existência, 2015, que as respostas podem ser as mais variadas possíveis. Aliás, Pokemon não descobriu, como um fato consolidado, mas descobre, continuamente, que ao conhecer e retratar vidas por meio da fotografia, novos prismas que perpassam não só quem vê seu trabalho, mas para ele que produz e também aqueles que são eternizados pelos cliques, a fotografia transmuta diferentes impressões. Atualmente, o artista tem duas exposições que transportam histórias de teresinenses para a cidade de São Paulo


Maurício Pokemon trabalhou com fotografias analógicas para compor o Inventário que se transformará em livro - Foto: Elias Fontinele/O Dia

“Eu uso a fotografia como estratégia de encontrar pessoas, assim, eu sinto que o trabalho se potencializa e não fica no lugar da fotografia pela fotografia, da estética pela estética. Fica no lugar de conviver, de conhecer, de ter uma relação de vidas com as pessoas”, pontua. 

No Existência, são retratados moradores da comunidade Boa Esperança, zona Norte da Cidade, que passam por um processo de luta e organização social para permanecerem na comunidade em virtude da ameaça de desapropriação pelo projeto municipal Lagoas do Norte. Inicialmente, as fotos foram espalhadas por colagens em Teresina, mas com convites e aprovações em editais culturais, a exposição já circula o Brasil. Em 2017, por exemplo, o trabalho participou do Sesc Amazônia das Artes, e Maurício pôde circular em nove estados da Amazônia Legal para conviver com comunidades ribeirinhas. 


O Inventário da Boa Esperança mostra a relação dos moradores com o verde

“E esse trabalho serviu para me trazer questões do que é ser morador ribeirinho em Teresina e o que é ser na Amazônia, que é completamente outra coisa. Aqui em Teresina fui criado vendo a cidade negando os dois rios que temos, então, sempre meu imaginário dos rios foi só na perspectiva de construção de pontes. Convivendo com pessoas que vivem diretamente em contato com eles, eu pude confrontar essas questões”, discorre. 

Atualmente, as colagens compõem a exposição “Raiz, memória e humanidade”, que acontece até o dia 17 de novembro, de terça a domingo, das 10h às 19h, no Sesc Santana em São Paulo. 


Colagem de moradores da comunidade Boa Esperança espalham-se pela cidade pelo trabalho "Existência"

Mas o convívio e aproximação com os moradores da Boa Esperança não renderam apenas este trabalho para o artista visual. Pokemon também idealiza e constrói o Inventário Verde da Boa Esperança, que também pode ser visto na exposição n´O Tempo das Coisas – Mostra Rumos 2017-2018, no Itaú Cultural, em São Paulo. 

A pesquisa para a criação do material também contou com a colaboração do artista e professor Alexandre Sequeira do Pará e de historiadores e moradores da Boa Esperança. Nas imagens são retratadas elementos, texturas, modos de vida de quem convive diretamente com o verde presente na comunidade. Foram feitas mais de 500 fotografias analógicas do inventário que se tornará um livro. 

“O Inventário mostra a relação dessas pessoas com o verde, não apenas como cor, mas percebendo nuances que tinha e comecei a pesquisar o que via nos vestidos das mulheres da comunidade, nas textura, nas plantas medicinais. Dessa vez, é mais um trabalho sobre gestos que propriamente retratos. Todas as imagens do inventario foram feitas no sentido de mostrar uma relação direta com as pessoas, e dessas pessoas com esses verdes”, esclarece. 

Para o artista visual, estar em Teresina produzindo a partir da cidade que é seu berço de criação, dá sentido ao pertencimento que sente com a Capital. “Sei que o trabalho que estou fazendo em Teresina dialoga com o mundo, o recorte geográfico é Teresina, mas poderia não ser. Pra mim ainda é importante estar em Teresina, produzindo a partir daqui, da precariedade, da gambiarra, e conhecer nossos lugares a partir dessas ações”, finaliza.

Balé da Cidade recebe doações de sacolas plásticas para espetáculo

Balé da Cidade recebe doações de sacolas plásticas para espetáculo

As doações estão sendo recebidas na Casa da Cultura, centro da cidade, onde fica localizado o Balé, das 8h às 12h e das 14h às 18h.

O Balé da Cidade de Teresina está arrecadando sacolas plásticas para compor o cenário do espetáculo “Mar”, da artista Janaína Lobo. 


Elas irão compor parte do cenário de um espetáculo que está em produção

“A ideia é reutilizar essas sacolas plásticas de supermercado, mercadinho, que ficam acumuladas em casa e dar a elas uma nova utilidade. Elas irão fazer parte do cenário de um espetáculo que está em produção. Coletar essas sacolas é uma forma de reutilizar o material. Depois de já reutilizadas no espetáculo, nos encarregaremos de encaminhar todas elas para as cooperativas de reciclagem para um descarte responsável”, explica a diretora da Companhia, Chica Silva.

Mar começou como uma proposição para o projeto 6ª às 6 do Balé da Cidade de Teresina e agora será desenvolvido para ser um acontecimento em espaços abertos. Mar dá continuidade a uma investigação de Janaína Lobo sobre “objetos que são conceito, som e espaço ao mesmo tempo, e todas as questões que surgem desse material. Mar reflete sobre o tempo, espaços públicos, o som, a descartabilidade, o corpo sufocado”, explica a artista.

Balé da Cidade

O Balé da Cidade de Teresina é uma companhia pública de dança Contemporânea que vem a 26 anos atuando no cenário artístico local e nacional, contribuindo com o desenvolvimento e aprofundamento da dança piauiense. Vem aproximando a dança da cidade através da sua atuação compromissada em diferentes ações, como temporadas de apresentações públicas, conversas e formação continuada.

O Balé da Cidade de Teresina conta atualmente com 18 membros e é mantido pela Prefeitura Municipal de Teresina através da Associação dos Amigos do Balé da Cidade de Teresina. Tem direção de Chica Silva, coordenação artística de Janaína Lobo e ensaios de Carla Fonseca.

20 de setembro de 2019

Festival FM O Dia Canta Teresina traz música local, gastronomia e artesanato

Festival FM O Dia Canta Teresina traz música local, gastronomia e artesanato

Com entrada gratuita, festival reunirá artistas locais no dia 26 de setembro no Teresina Hall.

Na próxima quinta-feira, 26 de setembro, às 20hs, o Theresina Hall receberá a primeira edição do Festival FM O Dia Canta Teresina, um evento feito com o objetivo de mostrar a música piauiense e que terá também uma feira de gastronomia e artesanato

Com entrada gratuita, as bandas irão se apresentar no espaço climatizado do Teresina Hall e deverão embalar o público com músicas que marcaram época e outras da atualidade.

O evento contará com a participação das bandas Forró Bandido, Tairo Silva, Dom BregueteDJ Fab Versus . Além dessas atrações, outras duas bandas teresinenses também irão se apresentar. O evento será uma ótima oportunidade para os teresinenses curtirem a noite de quinta valorizando os artistas locais.

Para o cantor Tairon Silva, o evento é uma oportunidade para as famílias conhecerem as bandas locais quase sem custos, uma vez que a entrada é franca.

“Um evento como esse é de extrema importância já que Teresina ainda é uma cidade carente de eventos gratuitos com bandas locais e ainda mais com uma feira gastronômica e de artesanato. É um incentivo para as famílias saírem de casa e conhecer de perto as bandas locais”, comenta o músico.

Com um repertório cheio de clássicos do forró pé-de-serra, forró das antigas, o cantor também irá apresentar releituras de clássicos da MPB, como Elba Ramalho, Alceu Valença e os já conhecidos do repertório como Dorgival Dantas , Flávio José, e outros ídolos do forró. O cantor se diz honrado por participar da primeira edição do festival.

“Me sinto agraciado pelo convite, agradeço também o amigo Eudes Ribeiro pelo convite”, afirma.

Outra atração que já é conhecida dos teresinenses é a Dom Breguette, que entoa clássicos do brega como Waldick Soriano, Bartô Galeno, Genival Santos, Reginaldo Rossi, dentre outros.

Grupo de Teresina arrecada gibis para doar para crianças carentes

Grupo de Teresina arrecada gibis para doar para crianças carentes

A maior parte do material arrecadado na campanha do ano passado foi doada a uma biblioteca comunitária no bairro Satélite.

Uma campanha está arrecadando gibis para crianças carentes de Teresina. A ação, realizada por três amigos especialistas e apaixonados por histórias em quadrinhos, acontece pela terceira vez esse ano. “Acreditamos que é uma forma de levar um pouco de alegria a essas crianças, e ainda promover a formação de bons leitores”, lembrou Bernardo Aurélio, quadrinista e professor. 


Leia também:

Revista ilustrada por piauiense vira série dirigida por Steven Spielberg 


No primeiro ano, em 2017, a maior parte do material arrecadado foi doada a uma biblioteca comunitária no bairro Satélite, na zona Leste da cidade. “Na verdade, gostaríamos também de contar a com a participação de pessoas, entidades ou empresas, que tenham interesse de juntar a nós e participar de alguma forma. Sabemos que as carências são muitas. Queremos levar os gibis, mas outras contribuições são sem sempre bem-vindas”, destacou o jornalista Marcelo Costa.


A ação, idealizada por três amigos, acontece pela terceira vez este ano - Foto: Divulgação

No ano passado, as revistas foram doadas para crianças carentes entendidas no Projeto Sentinelas, na Vila Mocambinho III. “Sabemos da alegria e da importância que isso traz a essas crianças. Foi algo que marcou muito a nossa infância. Por isso nos traz muita alegria levar isso para outros meninos e meninas”, ressaltou o cartunista Jota A. 

Quem quiser fazer a doação deixar na Livraria Quinta Capa Quadrinhos, localizada na Rua Dirce Oliveira, 3047, próximo a Universidade Federal do Piauí, ou entrar em contato através do whatsapp (86) 99942-4905.

Exposição traz homem pré-histórico em argila na Casa da Cultura

Exposição traz homem pré-histórico em argila na Casa da Cultura

“O Imaginário do Homem Pré-Histórico em argila” é do escultor Gilderlino Paes Landim.

O Piauí abriga o berço do homem americano com os sítios arqueológicos mais antigos das Américas no Parque Serra da Capivara. E essa foi inspiração para o escultor Gilderlino Paes Landim compor as suas obras que integram a exposição “O Imaginário do Homem Pré-Histórico em argila”, aberta ontem, 19, na Casa da Cultura de Teresina com entrada franca. 


Foto: Divulgação

A exposição tem curadoria de Cristovão Braga e traz diversas peças que mostram o imaginário do que seria o homem pré-histórico com traços delicados e detalhados da rotina, ferramentas e relações pessoais. As obras em argila trazem figuras realistas com uma técnica própria do artista. 

Gilderlino nasceu e se criou no povoado Sitio do Mocó, município de Coronel José Dias, no Sul do Piauí, um lugar cercado de belezas de rochas e de pinturas rupestres. O seu trabalho já circulou várias cidades, sendo bastante apreciado pelos visitantes


A exposição tem curadoria de Cristovão Braga - Foto: Divulgação

A exposição fica aberta na Galeria Lucílio Albuquerque até o dia 03 de outubro. A Casa da Cultura é mantida pela Prefeitura de Teresina por meio da Fundação Monsenhor Chaves, e fica localizada na Rua Rui Barbosa, em frente à Praça Saraiva. Além das exposições, oferece várias oficinas, como a de dança contemporânea, jazz, sapateado, dança do ventre, teatro e cinema, bem como abriga o Balé da Cidade de Teresina.

19 de setembro de 2019

Livro de Hugo Napoleão trará episódios de quando foi advogado de JK

Livro de Hugo Napoleão trará episódios de quando foi advogado de JK

Obra será lançada até o final de 2019 e traz relatos marcantes de sua convivência com o ex-presidente Juscelino Kubtschek.


Livro de Hugo Napoleão será lançado até o final de 2019. (Foto: Elias Fontenele/O Dia)

O ex-governador Hugo Napoleão anunciou nesta quinta-feira (19) o lançamento de seu livro “Eu Fui Advogado de JK”, uma obra que reúne relatos e episódios reais de sua carreira como advogado quando, aos 27 anos , integrou a equipe jurídica do presidente Juscelino Kubtschek, que governo o Brasil de 1956 a 1961.

Em entrevista ao ODiaNews, da ODiaTV, o autor contou um pouco da inspiração para a obra e de momentos vividos ao lado do ex-presidente, que foi importante para incentivar Hugo em sua carreira política. Outros dois advogados também atuavam na equipe jurídica de Juscelino Kubtscheck, que tinha o pai de Hugo como chefe de seu cerimonial quando era presidente.


“Eu terminei sendo um dos advogados dele, em um período dos mais difíceis, que foi durante o regime de exceção, e quando ele foi citado pela comissão geral de investigações”, cita o autor.

Em um dos capítulos, o autor menciona a fala do ex-presidente quando contava sua trajetória política, no episódio em que teve seu mandato de senador cassado pelos militares por ser aliado de João Goulart. Juscelino foi alvo de vários inquéritos militares e chegou a se exilar.

De acordo com Hugo , o ex-presidente compara a cassação do mandato como um “leprosário” (estabelecimentos criados para isolar pessoas que tinham a doença Hanseníase, na época popularmente chamada de lepra).

“Ele disse Hugo preste bem atenção ao que vou lhe dizer, eu fui [...] Presidente da República, Senador, depois fui cassado e sofri o pão que o diabo amassou. A cassação a gente se sente como se estivesse num leprosário, ele disse desse jeito”, afirma o ex-governador.


"Eu Fui Advogado de JK" está em fase de finalização e será lançado ainda em 2019. (Foto: Elias Fontenele/O Dia)

Na entrevista, Hugo Napoleão também comentou a conjuntura política atual, de onde está afastado. Atualmente, Hugo apenas trabalha como advogado. Com 3 mandatos de deputado federal , 4 de senador, ministro e 2 vezes governador do Piauí, Hugo critica a forma como muitos políticos atuam no cenário atual, com xingamentos e agressões pessoais.

Perguntado sobre a possibilidade de ser candidato a prefeito de Teresina, Hugo responde de forma serena.

“Eu acho que Deus já fez aquilo quem eu podia ter feito, fui em 3 legislaturas deputado federal, em 4 legislaturas senador, fui ministro desse país 3 vezes, governador do meu querido Piauí 3 vezes, eu não me sinto estimulado, a uma altura dessas, a ser candidato a prefeito”, disse o ex-governador.

O livro “Eu Fui Advogado de JK” está em fase de finalização e deverá ser lançado até o final de 2019.

‘Foro Íntimo’ adentra na sombria situação do Poder Judiciário no Brasil

‘Foro Íntimo’ adentra na sombria situação do Poder Judiciário no Brasil

Confira os lançamentos e estreias da semana nos Cinemas Teresina. Produções incluem filmes nacionais e terror.

Novos filmes em cartaz, estreias e pré-estreias movimentarão as salas do Cinema Teresina esta semana. Em destaque na pré-estreia está o filme Foro Íntimo, navega as turbulentas águas que escondem a sombria situação do Poder Judiciário no Brasil. O filme terá pré-estreia no domingo (22), às 10h30. 

No longa, mesmo não tendo cometido nenhum crime, um importante juiz criminal se vê preso. Isso porque, devido ao seu trabalho de risco, ele está sendo severamente ameaçado de morte. Para se proteger, ele precisará viver sob um forte esquema de segurança, e passar seus dias trancado no gabinete onde trabalha, no Fórum de Justiça, longe de todos os seus familiares.

Produzido pela Embaúba Filmes e dirigido por Ricardo Mehedff, diretor de longas consagrados como "Capital Circulante", "Um Branco Súbito" e "Noite Aberta", seus premiados filmes foram selecionados para mais de 100 festivais, incluindo alguns dos principais eventos de cinema no mundo como Roterdã, Oberhausen, Havana, Guadalajara, Rio, São Paulo, Gramado, Uppsala e Toulouse.


O filme terá pré-estreia no domingo (22), às 10h30 - Foto: Divulgação

Pré-estreia

Outra pré-estreia é o filme ‘Entre Tempos’, que será exibido no sábado (21), às 11h. No filme, Lui (Luca Marinelli) e Lei (Linda Caridi) são duas pessoas completamente diferentes entre si, mas que formam um casal intenso e apaixonado. Juntos durante anos, seus sentimentos estão em conflito constante, mostrando uma montanha-russa emocional entre eles: enquanto Lui acredita em um futuro brilhante, Lei não consegue deixar de viver no passado. Ao longo dos anos, o par colecionou frustrações, alegrias, tristezas e angústias.

Novos Lançamentos

A aventura ‘Meu Mundial - Para Vencer Não Basta Jogar’ também chega ao cinema. O filme é baseado no livro Meu Mundial, escrito pelo ex-jogador de futebol uruguaio Daniel Baldi — considerado o Livro de Ouro na categoria infantil, entre 2010 e 2011. Na trama, Tito (Facundo Campelo) é um garoto talentoso, que sonha em se tornar um grande jogador de futebol. Aos 13 anos, ele chama a atenção de um importante olheiro e consegue fechar um contrato milionário com um time. Do dia para a noite, Tito tira a sua família da pobreza e começa a assumir as responsabilidades do mundo adulto, mas é só quando as coisas começam a dar errado que o garoto voltará a encontrar no esporte algo além de um compromisso profissional.

Outro drama que estreia nos Cinemas Teresina é ‘Depois do Casamento’. A gerente de um orfanato em Calcutá, na Índia, luta para manter o estabelecimento funcionando. Desesperada por dinheiro, ela acredita ter encontrado a benfeitora perfeita (Julianne Moore), dona de empresa multimilionária. Porém, para receber o dinheiro, ela precisa viajar até Nova York e conhecer a mulher por trás da riqueza, em meio a uma pomposa celebração matrimonial. Chegando ao local, a gerente não consegue disfarçar os segredos que a unem ao marido da empresária.

O terror ‘MIDSOMMAR - O Mal Não Espera a Noite’ também chega à telona. No filme, após vivenciar uma tragédia pessoal, Dani (Florence Pugh) vai com o namorado Christian (Jack Reynor) e um grupo de amigos até a Suécia para participar de um festival local de verão. Mas, ao invés das férias tranquilas com a qual todos sonhavam, o grupo vai se deparar com rituais bizarros de uma adoração pagã.

A mistura de suspense e drama nacional ‘Os Jovens Baumann’ se passa em 1992, em um encontro de família nas férias de verão, onde toda a geração mais jovem de herdeiros da família Baumann desaparece misteriosamente. Através de fotos da viagem e registros em vídeo recém descobertos, reconstrói-se os últimos dias desses jovens, em uma tentativa de entender o mistério a tantos anos sem solução.

18 de setembro de 2019

Grupo de Teresina arrecada gibis para doar para crianças carentes

Grupo de Teresina arrecada gibis para doar para crianças carentes

A ação, realizada por três amigos especialistas e apaixonados por histórias em quadrinhos, acontece pelo terceiro ano consecutivo.

Uma campanha está arrecadando gibis para crianças carentes da capital. A ação, realizada por três amigos especialistas e apaixonados por histórias em quadrinhos, acontece pelo terceiro ano consecutivo. “Acreditamos que é uma forma de levar um pouco de alegria a essas crianças, e ainda promover a formação de bons leitores”, lembrou Bernardo Aurélio, quadrinhista e professor. 


 Veja o vídeo da entrega das doações no primeiro ano (2017): 

No primeiro ano, em 2017, a maior parte do material arrecadado foi doada a uma biblioteca comunitária no bairro Satélite, na zona Leste da cidade. “Na verdade, gostaríamos também de contar a com a participação de pessoas, entidades ou empresas, que tenham interesse de juntar a nós e participar de alguma forma. Sabemos que as carências são muitas. Queremos levar os gibis, mas outras contribuições são sem sempre bem vindas”, destacou o jornalista Marcelo Costa.


Uma campanha está arrecadando gibis para crianças carentes de Teresina. Reprodução

No ano passado, as revistas foram doadas para crianças carentes entendidas no Projeto Sentinelas, na Vila Mocambinho 3. “Sabemos da alegria e da importância que isso traz a essas crianças. Foi algo que marcou muito a nossa infância. Por isso nos traz muita alegria levar isso para outros meninos e meninas”, ressaltou o cartunista Jota A. 

Quem quiser fazer a doação deixar na Livraria Quinta Capa Quadrinhos, localizada na Rua Dirce Oliveira, 3047, próximo a Universidade Federal do Piauí, ou entrar em contato através do whtasapp (86) 99942-4905.