• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • Clínica Shirley Holanda
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Fãs prestigiam Fagner em noite de autógrafo no Teresina Shopping

O cantor realiza show neste sábado (09), no Theresina Hall.

08/11/2019 21:03h - Atualizado em 12/11/2019 19:37h

Centenas de pessoas compareceram na noite de autógrafos para prestigiar o cantor e compositor Raimundo Fagner, que esteve no Teresina Shopping divulgando seu livro “Raimundo Fagner – Quem me levará sou eu”, escrito pela jornalista Regina Echeverria.


Durante a sessão de autógrafos, Fagner falou do carinho em ver tantas pessoas reunidas para prestigiar seu trabalho. “É emocionante, uma coisa que a gente nunca espera que possa acontecer com a gente. O livro trouxe um lado mais humano, pois no palco a gente fica mais focado no trabalho e no livro dá a possibilidade desse contato com o público. É fantástico, muito lindo”, comenta.


O cantor comenta que no livro são relatadas dezenas de histórias e que é difícil escolher uma em especial, já que todas deixaram uma marca. “Tem muita história e faltou colocar mais, por isso vamos fazer um segundo livro, talvez eu de punho. Minha vida  é uma vida que passou por muitas situações, muitas viagens, estive no centro do furação político, do mercado do disco. Fui muito beneficiado pelos momentos que vivi e tudo foi muito bem documentado, pois tínhamos um acervo muito bom, para as pessoas verem como não é fácil, mas é muito bonito”, frisa.

A técnica em Enfermagem Rosalina de Resende Cruz Araújo (55) conta que tem a coleção de discos de vinil do cantor Fagner. Ela que veio da cidade de Piripiri especialmente para a noite de autógrafos e para o assistir ao show.

“Em maio meu marido me deu um toca discos de vinil e eu estou muito feliz em poder estar aqui e realizar esse sonho. Eu o vi em Pedro II, durante o Festival de Inverno, mas não tive oportunidade de chegar tão perto como agora e, além de vir pegar o autógrafo, eu também vou para o show dele que acontece no Theresina Hall”, comenta.

O estudante Agostinho Cruz (21) cita que nasceu e cresceu ouvindo Fagner inspirado pelos pais. O carinho é tanto que ele e a mãe não perderam a oportunidade e marcaram presença na noite de autógrafos. “Foi a melhor coisa na minha vida crescer ouvindo Fagner e no show estaremos bem pertinho do palco”, finaliza.

Por: Isabela Lopes

Deixe seu comentário