• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

"Solo Contigo" no Theatro 4 de Setembro

O show, nesta terça-feira, traz composições novas e antigas, percorrendo toda a sua consagrada trajetória.

15/10/2019 06:49h

O cantor e compositor Geraldo Azevedo é a atração nacional do Projeto Seis e Meia, nesta terça-feira (15), no Theatro 4 de Setembro. O artista traz a Teresina o show "Solo Contigo". Conhecido pelos inúmeros sucessos, em sua voz e na de outros grandes intérpretes, Geraldo Azevedo fará show em Piripiri, dia 16, e em Parnaíba, dia 17, também pelo Projeto Seis e Meia, que foi descentralizado para contemplar outras praças. No repertório do artista as composições lançadas no seu mais recente DVD "Solo Contigo", misturando novas e antigas canções que só acentuam sua criatividade e talento. 

Intimista e delicada, a apresentação de “Solo contigo” tem um clima aconchegante, envolvendo e emocionando a plateia com seu repertório variado, onde não falta espaço para os grandes sucessos e músicas inéditas de Geraldo Azevedo. 

Acompanhado de seu violão, o cantor passeia por mais de cinco décadas de composições, apresentando desde sucessos do início de sua carreira até canções do seu último álbum, "Salve São Francisco", incluindo também algumas músicas inéditas, como "Amor Antigramático" (composta por Geraldo a partir de poema de Mário Lago), e uma homenagem a Luiz Melodia, com "Estácio, Eu e Você". Entre os sucessos, "Bicho de Sete Cabeças" (Geraldo Azevedo, Zé Ramalho e Renato Rocha), "Dia Branco" (Geraldo Azevedo e Renato Rocha) e "Táxi Lunar" (Geraldo Azevedo, Zé Ramalho e Alceu Valença) estão no repertório. 


Foto: Divulgação

Nascido na cidade de Petrolina, coração do sertão pernambucano, em 11 de janeiro de 1945, Geraldo Azevedo cresceu em família humilde, mas culturalmente abastada, o que garantiu uma infância cheia de boas referências. Ganhou seu primeiro violão – um presente do pai, José Amorim, confeccionado manualmente por ele mesmo – já aos cinco anos de idade. O início da vida, cunhado em um ambiente simpático à musica e à cultura, acabou determinando o destino daquele que se tornaria um dos grandes embaixadores da Música Popular Brasileira. 

Para quem não sabe, em 1972, ele grava o primeiro disco, mas em dupla com seu conterrâneo Alceu Valença: “Alceu Valença & Geraldo Azevedo”. Com influência da psicodelia, o disco apresenta os sucessos ‘Novena’ (Geraldo Azevedo/Marcus Vinicius) e ‘Talismã’ (Alceu Valença/ Geraldo Azevedo). Sua carreira solo começa em 1974 com ‘Caravana’ (Alceu Valença/ Geraldo Azevedo), e daí vieram muitos outros sucessos.

Fonte: Jornal O Dia
Edição: Marco Antônio Vilarinho

Deixe seu comentário