• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Notícias Entretenimento

19 de fevereiro de 2020

Lucas é eliminado do BBB 20 com 62,62% dos votos

Lucas é eliminado do BBB 20 com 62,62% dos votos

Ao sair da casa, ele disse que estava apanhando há um mês dentro do programa e pediu que o público dê uma chance para Felipe Prior.

Com 62,62% dos votos, Lucas é o quarto eliminado do Big Brother Brasil 20. Ele perdeu a disputa para Victor Hugo, que teve 36,08% dos votos, e Babu com 1,30% dos votos.

Antes do anúncio da eliminação, ao ser questionado por Tiago Leifert se faria algo diferente, Lucas disse que não mudaria nada do que foi durante o programa. "Tenho certeza que eu fui eu mesmo. Não consigo ser diferente, encarar um personagem", afirmou. 

Ao sair da casa, ele disse que estava apanhando há um mês dentro do programa e pediu que o público dê uma chance para Felipe Prior. "É um massacre. São 15 contra 2 [dentro do programa]. Vejam os dois lados da moeda, tentem dar uma chance para ele [Prior] também."

Indicado pelo líder Guilherme, Lucas se envolveu em várias polêmicas ao longo do reality e foi acusado de ter ações machistas, como o teste de fidelidade, estratégia pensada por alguns homens do BBB para fazer com que famosas comprometidas se queimassem dentro do programa.

Na última semana, Lucas foi criticado dentro e fora do reality após não contribuir para a compra de comida da semana, apesar de ser o participante com mais estalecas (o dinheiro vigente no reality). 

Por conta da sua atitude, o fisioterapeuta entrou em atrito com Thelma. Ao perguntar se ele ia comer, mesmo sem ter contribuído com a compra da comida, e ouvir como resposta sim, a sister falou: "Você teve uma atitude escrota. Você é um escroto. Se você quer sair, saia de cabeça limpa. Você vai sair com vergonha das atitudes escrotas que você está tendo aqui dentro, porque você é um macho escroto. É isso o que você é", disse. 

Anteriormente, Lucas afirmou para Manu que fez isso como estratégia e que um de seus objetivos era descobrir "quem era a pessoa que faz leva e traz, causando intriga na casa", que ele disse se tratar de Pyong. Ele também disse que acha injusto usar suas 1.800 estalecas, enquanto outro brothers têm apenas 50 para contribuir. 

Depois, em conversa com Felipe Prior, ele disse que sofre preconceito por ser loiro e ter o olho azul.  "Elas [as participantes mulheres] são tudo politicamente corretas, mas são as primeiras a julgar a pessoa pelo biotipo. Não gostei do teu olho. Macho escroto. Tu é loiro", afirmou o catarinense.

"As pessoas não fazem ideia da minha vida e julgam pelo biotipo, cara", completou.

Apesar de toda a confusão, Lucas chegou a dizer para Babu, que se não fosse eliminado, iria continuar com a estratégia de não dar estalecas para a compra.

"Se eu ficar, vou dar zero de novo, porque daí já tem mais uma intenção de voto. É mais fácil. Vou dar zero até o final do programa."

'Nada justifica assédio', diz Anitta após declaração de investigado

'Nada justifica assédio', diz Anitta após declaração de investigado

A cantora deu a declaração à reportagem após um motorista de aplicativo que fez insinuação sexual a uma passageira menor de idade.

Anitta, 26, disse, nesta terça-feira (18), que um homem jamais pode achar que por causa de uma roupa, de uma fantasia ou de um jeito de dançar "a mulher está pedindo para ser assediada".

A cantora deu a declaração à reportagem após um motorista de aplicativo que fez insinuação sexual a uma passageira menor de idade justificar a abordagem porque a garota usava "um short do tipo Anitta, uma miniblusa". 

Por meio de suas redes sociais, a cantora compartilhou o vídeo em que André Lopes Machado, 43, faz a afirmação para a imprensa, e rebateu: "Nada justifica um assédio. A forma de se vestir, sentar, falar etc não significa qualquer autorização ou pedido ou convite a ser assediada e/ou invadida, abusada, estuprada etc."

"Quanto à menina estar usando um short 'tipo Anitta', para mim significa que ela é independente, não tem medo de ser quem ela quer e, acima de tudo, bem inteligente para denunciar e expor um assediador para que outras meninas não passem pelo mesmo que ela", escreveu Anitta no Twitter.

À reportagem, a cantora afirmou que resolveu se manifestar porque o Carnaval está chegando e as mulheres costumam se fantasiar, mas isso não dá liberdade para qualquer "tipo de assédio, puxada de cabelo, puxada de braço ou passar a mão sem autorização", disse ela. 

"Ok, a gente pode gostar de pegação, mas existem os limites, o respeito até para você flertar, paquerar. Uma coisa é paquerar com respeito, outra é assediar", afirmou Anitta.

​ENTENDA

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul investiga André Lopes Machado pelo caso ocorrido no último domingo (16) em Viamão, na região metropolitana de Porto Alegre.

Durante a tarde, a garota chamou um carro pelo aplicativo Uber para levá-la de sua casa até uma amiga. O homem passou a fazer insinuações sexuais. Ela, então, gravou a abordagem do motorista e divulgou nas suas redes sociais. A empresa baniu a conta do motorista após o caso.

"Não acreditei que aquilo estava acontecendo. Ele começou com elogios. 'Posso fazer uma confissão? Você é a passageira mais linda que já peguei', ele falou. Depois perguntou se eu tinha namorado ou era solteira. Eu disse que tinha namorado para já cortar o assunto. Ele disse que me namoraria. Mas falei que ele tinha idade para ser meu pai", contou a menina ao jornal Folha de S.Paulo.

"Não sou teu pai, não", é possível ouvi-lo dizer na gravação. "Eu faria coisas que teu pai não faria. Pode ter certeza", acrescentou.

À Folha de S.Paulo, Machado disse que foi vítima da jovem. "Ela entrou preparada para a conversa, sorriu todo o tempo. Se fosse assediada, não estaria esparramada no banco dando risadinha. Isso prova a intenção dela", afirmou.

O homem disse ainda que o vídeo foi editado. "Minha ideia é que ela chamou o Uber para dar um golpe."

A garota afirmou que estava rindo de nervoso e que se sentiu assediada por ele. "Olha as coisas que me disse, inclusive muito nojentas. Ele ofereceu um serviço, o mínimo é respeitar."

Apesar de ter se sentido assediada, o homem pode ser indiciado por perturbação da tranquilidade e não por assédio sexual, segundo a delegada do caso, Marina Dillenburg, da Delegacia da Mulher de Viamão.

"O assédio sexual, como previsto no código, precisa hierarquia entre autor e vítima, como patrão e funcionária, professor e aluna. [Neste caso] não se vê. É uma relação de consumo, a passageira usando um aplicativo. É um tipo de assédio, obviamente, mas não o previsto no Código", disse Dillenburg. A própria delegada procurou a família da garota após a repercussão nas redes sociais, orientando para que registrassem a ocorrência.

Questionado sobre o ter justificado a abordagem porque a garota usava um "short do tipo Anitta, uma miniblusa", Machado respondeu que "virou um monstro nacional" e que seu "erro foi ter elogiado a beleza da moça".

A Uber disse que "considera inaceitável e repudia qualquer ato de violência contra mulheres. A empresa acredita na importância de combater, coibir e denunciar casos dessa natureza às autoridades competentes. A conta do motorista parceiro foi banida assim que a denúncia foi feita".

17 de fevereiro de 2020

Big Brother Brasil: Nasce o filho de Pyong Lee.

Big Brother Brasil: Nasce o filho de Pyong Lee.

Segundo o perfil, o bebê nasceu por volta das 11h30 do domingo.

Sammy Lee, mulher de Pyong Lee, deu à luz Jake, primeiro filho do casal, neste domingo (18). A informação foi divulgada através do perfil oficial de Pyong no Twitter.

"O baby Jake naceu, #TeamPyong", diz um tuíte. "Jake e a mamãe passam bem. E a gente deseja muita saúde pra essa família linda!"

Segundo o perfil, o bebê nasceu por volta das 11h30 do domingo. Sammy, no entanto, publicou stories em seu Instagram, ainda grávida, até às 16h do domingo.

 Confira o vídeo que Pyong deixou gravado para este momento.

Fábio Assunção aparece com corpo sarado e recebe elogios de fãs

Fábio Assunção aparece com corpo sarado e recebe elogios de fãs

Nas imagens, o ator aparece com um visual mais magro e sarado, diferente do que os fãs estão acostumados a ver. "Cara lavada de sol! Axé!", escreveu ele na legenda.

Fábio Assunção, 48, surpreendeu seus seguidores no Instagram na tarde deste domingo (16) ao publicar uma série de fotos suas sem camisa.

Nas imagens, o ator aparece com um visual mais magro e sarado, diferente do que os fãs estão acostumados a ver. "Cara lavada de sol! Axé!", escreveu ele na legenda. 

Nos comentários, Assunção recebeu elogios de seguidores e amigos famosos. "Gato!", disse a atriz Mel Lisboa. "E ainda faz marmita", escreveu a ex-vereadora e deputada Manuela d'Ávila.

A apresentadora Astrid Fontenelle também brincou com a nova dieta do ator: "A marmita funcionando", comentou. Malu Rodrigues, Sarah Oliveira, Debora Lamm, Jonas H Sulzbach e Bárbara Paz também deixaram comentários. 

Por conta da repercussão das imagens, o ator agradeceu os elogios algumas horas depois: "A todos os comentários deste post, exceto uns pingados soltos por aí, amo vocês. A luta é eterna, para todos nós. Compartilho luz. Recebam e devolvam ao mundo o melhor de vocês. Axé! (não consigo responder todos e todas, então respondo assim, pra vocês.) com amor, Fábio."

Fábio Assunção lança no primeiro semestre deste ano a sua nova série, "Onde está Meu Coração" (Globoplay), que abordará a história de uma jovem médica viciada em crack. Em dezembro, o ator falou sobre o projeto e recordou um pouco de sua história de dependência em drogas. 

"Conheci os vários lados dessa história na minha vida", afirmou ele, que comemorou também a oportunidade de "falar desse tema, que faz parte da minha vida, através da dramaturgia e não por roubos da minha imagem", recordando as vezes em que virou notícia por confusões em locais públicos. 

Na nova série, Assunção vai interpretar Davi, um médico que tem uma família aparentemente perfeita, até que uma de suas filhas, Amanda (Letícia Colin), também médica, se vicia em crack. A situação acaba afetando toda a família. 

"A série mostra como essa família é atravessada pela droga e como isso independe de renda, local ou raça", afirma o ator. "Cada coisa que eu falava para a minha filha na pele de Davi era como se eu estivesse ouvindo também. É preciso falar sobre isso, quanto mais se fala, menos se mistifica a doença."

A produção também marca o reencontro de Assunção com a atriz Mariana Lima, na pele dos pais de Amanda. A artista se disse emocionada ao repetir a parceria de "O Rei do Gado" (Globo, 1995), seu primeiro trabalho. "Foi emocionante fazer esse casal, agora maduro, caindo de maduro", brincou ela. 

Rei diz ser fã de Regina Duarte e que Bolsonaro tem dificuldades

Rei diz ser fã de Regina Duarte e que Bolsonaro tem dificuldades

Durante conversa com a imprensa no Projeto Emoções em Alto Mar 2020, conhecido popularmente como "navio do Roberto Carlos", o cantor disse que dá "total apoio" à artista.

Roberto Carlos, 78, afirmou neste domingo (16) que é fã da atriz e futura secretária de Cultura Regina Duarte, 73. Durante conversa com a imprensa no Projeto Emoções em Alto Mar 2020, conhecido popularmente como "navio do Roberto Carlos", o cantor disse que dá "total apoio" à artista.

"Eu acho que Regina Duarte é maravilhosa e sou fã dela desde sempre, por tudo o que ela tem feito na carreira com talento e honestidade, acho que ela fará um bom papel. Sou total apoio a ela. Não aceitaria um cargo desse porque preciso compor e cantar", declarou o cantor.

Na ocasião, Roberto Carlos também ponderou sobre o presidente Jair Bolsonaro e fez elogios aos seus ministros Sérgio Moro e Paulo Guedes. 

"Bolsonaro é muito bem intencionado, mas que tem tido muitas dificuldade com quase todos que estão a volta dele. Sérgio Moro e Guedes acho que estão sempre colaborando. Ele está tendo muita dificuldade em realizar o que propôs. Eu torço para o Brasil, então torço para que ele faça o que pretende fazer e que disse que ia fazer".

Por fim, o cantor comentou a fala de Paulo Guedes que gerou polêmica nos últimos dias. Em evento em Brasília na última quarta-feira (12), o ministro declarou: "Não tem negócio de câmbio a R$ 1,80. Vamos importar menos, fazer substituição de importações, turismo. [Era] todo mundo indo para a Disneylândia, empregada doméstica indo para a Disneylândia, uma festa danada. Espera aí, vai passear em Foz do Iguaçu, vai passear no Nordeste, está cheio de praia bonita, vai para Cachoeiro do Itapemirim conhecer onde Roberto Carlos nasceu. Vai passear, conhecer o Brasil" .

Em resposta, Roberto Carlos agradeceu ao pedido do ministro para que as pessoas visitem Cachoeiro. "É bom até para a economia da cidade, né. É uma cidade linda, entre montanhas, tem um rio que atravessa a cidade toda. Tem algo especial lá. É uma cidade muito simples, mas muito atraente". 

16 de fevereiro de 2020

Lexa perde 16 kg durante preparação para o Carnaval

Lexa perde 16 kg durante preparação para o Carnaval

Funkeira também diz que fez terapia após problemas na festa do ano passado

A cantora Lexa, 24, estreou no Carnaval de rua de São Paulo neste domingo (16) com o Bloco da Sapequinha e com um gostinho de superação. Isso porque sua estreia deveria ter acontecido no ano passado, mas seu bloco acabou cancelado, por conta de problemas com o responsável pelo trio que ela usaria. 

(Foto: Reprodução/Instagram)

Segundo ela, foi um momento ruim, que a levou até a fazer terapia para superar, mas também a deixou mais leve e preparada para o Carnaval deste ano. "Acho que as coisas acontecem por que têm que acontecer. No ano passado eu fiquei muito sentida, muito sentida. Mas hoje estou sentido uma paz de espírito, justamente por isso."

"Foi muito triste, mas também teve muita sororidade ano passado comigo. Eu fui abraçada pela Preta [Gil], abraçada pela Anitta, me aproximei ainda mais das duas e conquistei muitas novas amizades. Depois eu soube que, naquele dia tão chato [em que fez o desabafo nas redes sociais], eu fui a pessoa que mais ganhou seguidores."   

Lexa contou que, para evitar problemas neste ano, contou com "muitos advogados e 55 pessoas em cima de contratos", mas afirma que chegou a ficar insegura em alguns momentos. No final, a cantora fechou parceria com a Yoki para o Carnaval deste ano e afirmou estar feliz e realizada. 

(Foto: Reprodução/Instagram)

Além dos preparativos mais técnicos, Lexa também fez um trabalho intenso para se preparar fisicamente para quatro horas em cima do trio e depois para assumir o cargo de rainha da bateria de da Unidos da Tijuca. Com a assistência de Mayra Cardi, ela afirma que perdeu 16 kg em quatro meses. "Alegria, leveza e nada de pressão", diz. 

Nas quatro horas de bloco, Lexa vai receber alguns convidados, como o marido, MC Guimê, Jottapê, Kekel, Fioti, Kelly Key, entre outros. Segundo a artista, a escolha pelos nomes foi feita por conta da identificação pessoal dela: "a galera do funk, do mundo LGBTQ+, por que eu sou assim."

Felipe Prior atende o Big Fone e conquista imunidade

Felipe Prior atende o Big Fone e conquista imunidade

O brother, no entanto, não revelou a conquista aos demais competidores

Os participantes do Big Brother Brasil 20 acordaram com o Big Fone tocando neste domingo (16). Houve correria, mas Felipe Prior foi quem se deu melhor e conseguiu atender, o que lhe garantiu a imunidade no próximo paredão, que será formado nesta noite. 

Mesmo sem qualquer orientação da produção do programa, Felipe preferiu não compartilhar com os outros competidores a mensagem do Big Fone. Com isso, alguns participantes se reuniram na sala para discutir possíveis possibilidades. Pyong afirmou que se for o poder de indicação, Felipe o colocaria no paredão. 

(Foto: Reprodução da internet)

O horário do Big Fone já tinha sido informado por Tiago Leifert no decorrer da semana. No momento em que tocou, todos os brothers dormiam, mas Felipe, Pyong e Rafa disputaram na corrida. O quarto do líder foi trancado pela produção do programa, impedindo que Lucas e Gabi disputassem. 

A prova do líder já havia colocado Marcela na berlinda. Os outros três indicados serão: a escolha do líder Lucas e os dois mais votados pela casa. Marcela e esses dois últimos ainda disputarão a prova Bate e Volta, que tirará um deles do paredão. 

No sábado (15), Lucas chegou a afirmar a Gabi que votará em Lucas, após ele ter optado por não contribuir para a compra de comida da semana, apesar de ter 1.800 estalecas guardadas. A decisão provocou uma série de discussões com outros participantes. À Manu, ele afirmou que se trata de uma estratégia de jogo. 

15 de fevereiro de 2020

Manu Gavassi conquista público, emplaca músicas antigas

Manu Gavassi conquista público, emplaca músicas antigas

No jogo, houve dúvidas se estava sendo protagonista ou "enfeite de pódio". Mas ninguém nesta edição tem movimentado tanto a web com suas caras e bocas e tiradas inusitadas como ela.

A entrada de Manu Gavassi no Big Brother Brasil 20 parecia despretensiosa. Uma experiência divertida, ela mesma torcia em sua apresentação antes do reality. No jogo, houve dúvidas se estava sendo protagonista ou "enfeite de pódio". Mas ninguém nesta edição tem movimentado tanto a web com suas caras e bocas e tiradas inusitadas como ela. 

No meio artístico desde a adolescência, Manu entrou no programa por causa das novidades desta edição, que dividiu a casa entre os já tradicionais anônimos e um grupo de convidados famosos. Apesar de alguns não lembrarem, seu currículo inclui três álbuns musicais, duas novelas da Globo e o livro de ficção "Olá, Caderno? (Rocco, 2017), além de webséries e até peça de teatro. 

Mas no BBB, Manu conquistou o telespectador de outra forma. Logo em sua entrada, ela já demonstrou um jeito meio deslocado e virou meme nas redes sociais ao entrar na casa sozinha, em silêncio, parecendo confusa, e não eufórica como geralmente acontece. "A grama é artificial?", questionou ela, desmanchando seu sorriso amarelo. 

E desde então, os memes não pararam. Inventou passinhos próprios para dançar funk, mexendo mais as mãos que o bumbum; desistiu da primeira prova do líder por acreditar que era uma pegadinha do programa; e mostrou pouca familiaridade com os pesos da academia do reality. 

Mas foi mesmo a posição de Manu diante do infame Teste de Fidelidade, organizado por alguns participantes, que deu destaque a sua participação no programa. A menina, que dez anos atrás fez sucesso com músicas bem pessoais e lançou a moda das headbands, levantou a bandeira do feminismo, falou de empatia e deu aula de sororidade. 

"Se a gente parar para pensar como isso é ofensivo para a gente, imagina quantas mulheres não apanham e não morrem por não conseguir se desvencilhar de caras que fazem esse tipo de comentário", chegou a dizer ela para a colega Bianca Andrade, 25, a Boca Rosa. 

Na ocasião, o concorrente Felipe Prior questionou o significado da palavra. Depois de um "lá fora você aprende", disparado pela artista, veio a explicação: "sororidade é quando você se junta por uma causa com as meninas". "Mas essa causa é só até o final do programa?", voltou a questionar ele. "Até o final da minha vida", finalizou Manu. 

O radialista Zé Luiz, pai de Manu se diz orgulhoso pela posição da filha: "Ela é assim, a irmã dela é assim e eu sou assim. Sabemos que pagamos preços por isso, mas a gente tem orgulho de ser assim. Manu sempre foi uma artista de um determinado nicho, agora essa artista está sendo exposta para o grande público, pro país", afirma. 

E parece que o público está aprovando esse outro lado da artista. Se Marcela surpreendeu a todos angariando mais de 3,3 milhões de seguidores no Instagram, em menos de um mês de programa, Manu ficou logo atrás, saltando de 4,4 milhões para 7,6 milhões –a participante famosa que mais ganhou seguidores dentro do programa. 

Como se não bastasse, ela ainda tem uma torcida de peso do lado de fora: Bruna Marquezine, que tem usado suas redes sociais para atualizar os fãs desprovidos de pay-per-view e comentado acontecimentos de dentro da casa. "Você trate de ganhar esse programa, eu vou mandar fazer camisa", brincou ela ao saber da participação da amiga. 

No âmbito pessoal, alguns frutos já aparecem: as músicas "Planos Impossíveis", que Manu lançou em 2010, e "Farsa", de 2015, apareceram na lista Top 50 Virais do Spotify. Já em relação aos seus ideais, as buscas pela palavra sororidade cresceram 250% no Google após ter sido usada por ela em uma das votações do BBB. 

CHORO DENTRO E FORA DA CASA

Apesar do número de fãs, das brincadeiras online e dos debates ideológicos do lado de fora da casa do BBB, Manu Gavassi tem protagonizado muitos momentos de choro e reflexão no confinamento. "Eu ia pedir para sair hoje. Se eu estou numa casa em que caras podem fazer isso, o que eu estou fazendo aqui?", chegou a revelar ela. 

Naquele momento, do lado de fora, o pai da artista chorava: "Eu me emociono. Um minuto atrás [na tarde de quarta, 12] eu estava chorando, por que a Manuela estava chorando. Se eu conheço minha filha, ela está pensando 'continuo nisso aqui?', 'o que será que está acontecendo?', 'as pessoas têm a mesma leitura de jogo que eu?'". 

Também acompanhando e, às vezes, chorando do lado de fora da casa está o namorado de Manu, Igor Rodrigues, 28. Mas para ele, o momento mais emocionante até agora foi o pedido de namoro que ela fez a ele, com um cartaz na mão, no primeiro dia de confinamento. Antes disso, ela pretendia deixá-lo no anonimato, após pouco mais de três meses de juntos. 

"Foi surpreendente, nunca imaginei ser pedido em namoro em rede nacional, foi uma loucura, mas fiquei muito feliz, me emocionei bastante. O mínimo que eu tinha para fazer é dar uma resposta a altura. Eu tinha que pagar algum mico, fazer alguma coisa para essa resposta chegar a ela", afirmou o engenheiro. 

O "sim" foi dito por meio de um cartaz que ele expôs aos participantes da Casa de Vidro, que confinou quatro competidores por uma semana em um shopping do Rio de Janeiro. "A informação conseguiu chegar e na hora certa", recorda ele, ao se referir ao momento de decepção e dúvida de Manu após a eliminação de Petrix. 

"Ninguém entendeu o que aconteceu, porque eles não têm a leitura de lá, um monte de coisa eles não sabem, você fica completamente inseguro, você pensa 'será que tudo em que eu acredito é ao contrário do que esse país pensa?'", avalia o pai da artista. "Ultimamente, no país, o pensamento vigente é de truculência, violência, desrespeito. E a Manu é totalmente ao contrário, foi muito difícil assistir a isso." 

ANTES E DEPOIS NO INSTAGRAM

PIPOCA

Felipe: 1.527 - 172 mil

Flayslane: 86 mil - 750 mil

Guilherme: 18 mil - 824 mil

Gizelly: 20.079 - 773 mil

Lucas: 1.934 - 194 mil

Marcela: 26,5 mil - 3,3 mi

Thelma: 1.132 - 519 mil

Victor: 1.296 - 175 mil

CAMAROTE

Babu: 23 mil - 962 mil

Bianca: 8,2 mi - 9,1 mi

Gabriela: 1,1 mi - 2,6 mi

Manuela: 4,4 mi - 7,6 mi

Mariana: 3,2 mi - 4,7 mi

Pyong: 2,3 mi - 5,3 mi

Rafaela: 3 mi - 4,6 mi


INDO PARA UM RETIRO ESPIRITUAL

A entrada de famosos na "casa mais vigiada do Brasil", como afirma o slogan do BBB, mudou um pouco a forma como seus participantes se comunicam com o mundo exterior. Se antes o contato era zero, agora os competidores que foram convidados tiveram a oportunidade de deixar mensagens e brincar com os fãs. 

Quem acompanha as redes sociais de Manu Gavassi tem acompanhado uma sequência de vídeos desde a estreia do programa, em que ela brinca com a ideia de que está na verdade em um retiro espiritual. Neles, ela já afirmou ter fobia social, brincou com clichês do programa e até lançou um clipe novo, da música "Áudio de Desculpas". 

Apesar disso, o pai da artista diz que a decisão de entrar no programa não foi fácil: "Tudo teve que ser conversado, ela teve que entender como seria. Mas Manu tentou se preparar internamente: estar calma, ciente da decisão, ciente do que poderia vir e, principalmente, ciente de que não tem como manter um personagem lá." 

E Manu, de fato, mostrou em alguns momentos estar bem preparada para o tal "retiro espiritual". Passada a cara de deslocada daquele primeiro dia no gramado, hoje ela pouco se abala com os jogos do programa e até alerta os colegas: "gente, isso é um jogo, tem roteiristas fazendo com que a gente se desestabilize, por que senão não tem trama." 

Se o primeiro vídeo de Manu nas redes sociais após o confinamento questionava "Quem é Manu Gavassi?", hoje todo mundo já tem uma ideia. E ao contrário do que ela previa, seus fãs não a acham louca e seus colegas famosos provavelmente não excluíram seu telefone. Na verdade, fazem parte de uma legião de fãs.

Marcela e Daniel se beijam na pista de dança durante festa

Marcela e Daniel se beijam na pista de dança durante festa

O beijo aconteceu na pista de dança e foi comemorado pelos outros participantes, com exceção de Giselly, que ficou sem falar com a amiga e chegou a ter uma crise de choro.

O Big Brother Brasil 20 teve mais uma festa na noite desta sexta-feira (14), com direito a muitas discussões sobre votos, algumas DRs e até a oficialização de um novo casal. Isso porque Marcela e Daniel finalmente se beijaram, após alguns dias de aproximação e chamegos. 

O beijo aconteceu na pista de dança e foi comemorado pelos outros participantes, com exceção de Giselly, que ficou sem falar com a amiga e chegou a ter uma crise de choro. "Eu chego perto dela, ela faz bico. Nós já somos velhas pra isso, pra ela ficar brava por isso", desabafou Marcela para Daniel. 

Mais para o final da festa, Marcela tentou uma nova aproximação, mas novamente Giselly pediu para ficar sozinha. "Você sempre vai ser a minha prioridade aqui dentro. Eu amo você, amiga", declarou Marcela, mas Gi novamente pediu para ficar sozinha, chorando.

"Estou muito triste com a Gi. Muito, muito, muito. Não gosto dessas coisas", afirmou Marcela a Daniel antes de irem dormir. "Mas eu não entendi. Por que ciúme? Ciúme do que?", questionou Daniel. "De eu estar com você. Por que ontem eu pedi pra ela sair da cama...", analisou a médica. 

O outro casal da casa curtiu a festa junto e participou até de uma simulação de casamento, celebrado por Rafa. No final da noite, no entanto, Guilherme e Gabi tiveram um desentendimento por conta das discussões de voto. Líder da casa, Gui falou que não poderá atender aos pedidos da namorada. 

"Se você votasse na Bianca, que é uma pessoa que eu gosto, eu não ia nunca virar pra você e falar alguma coisa. Isso que eu quero que você entenda. Eu vou fazer de tudo pra te dar liderança, anjo, só quero que você entenda que eu faço por você, não posso fazer pelos outros. Se eu fizer pelos outros, o meu está na reta", afirmou ele. 

Outros brothers também conversaram sobre o paredão que será formado no próximo domingo. Ivy afirmou ter certeza que será o voto do líder, enquanto Manu, Giselly, Pyong e Victor Hugo conversaram sobre a possibilidade de colocarem no paredão Felipe Prior ou Lucas. 

Marcela foi a primeira colocada na berlinda, já durante a prova do líder da última quinta (13). Os outros três indicados serão: o escolhido pelo líder e os dois mais votados pela casa. Esses dois últimos e Marcela ainda poderão se livrar do paredão na prava Bate e Volta. O Big Fone dará uma imunidade e tocará às 8h de domingo (16). 

Fã do BBB, Preta Gil diz que reality faz sociedade repensar valores

Fã do BBB, Preta Gil diz que reality faz sociedade repensar valores

Para a artista, que se considera uma "BBBólatra", a discussão de machismo e feminismo tem uma função social.

A cantora Preta Gil, 45, se diz uma fã "praticamente viciada" de BBB (Globo). E a 20ª edição tem mexido com ela assim como com muitos telespectadores. Muito por conta dos papos-cabeça que por lá rolam.

Para a artista, que se considera uma "BBBólatra", a discussão de machismo e feminismo tem uma função social. 

"Não pude deixar de acompanhar essa recente discussão em torno das questões de assédio e machismo versus feminismo, que ultrapassou as fronteiras da TV e se alastrou por toda parte. Ver todas as mulheres se unindo e colocando seus argumentos diante dos homens, ao mesmo tempo em que conseguimos observar na casa o comportamento deles, reflete o que acontece aqui fora, foi impactante", opina.

De acordo com ela, o reality tem cumprido uma função muito importante. "Que é a de fazer a sociedade pensar e repensar. O BBB 20 já prestou um grande serviço e nem começou ainda a esquentar", afirma.

Na atual edição, as mulheres da casa já opinaram e tentaram ensinar os homens o que são o feminismo e a sororidade. Porém, as discussões sempre vem à tona. O programa também tocou na questão da gordofobia.

O reality também presenciou casos de supostos assédios, como os dois de Petrix que o levaram a depor na polícia. E também as acusações em cima de Pyong Lee que o deixaram na rota da Polícia Civil.

14 de fevereiro de 2020

Marcela está no paredão, e Guilherme é líder novamente

Marcela está no paredão, e Guilherme é líder novamente

Marcela pode escapar da berlinda se conseguir ganhar a dinâmica bate e volta no domingo,16.

Marcela está no paredão do Big Brother Brasil 20. Ela foi escolhida em uma prova de sorte, realizada na noite desta quinta-feira (13). Já Guilherme conquistou a liderança pela segunda vez. Ele foi escolhido por Gabi. 

Marcela pode escapar da berlinda se conseguir ganhar a dinâmica bate e volta no domingo (16), que será disputada com os dois brothers mais votados da casa. 

A prova para a escolha do líder e de quem iria para paredão foi decidida na sorte. No gramado da casa, tinham bases com nomes de bichos e plantas. Quem no fim da dinâmica estivesse na base samambaia iria direto para o paredão, caso de Marcela, e quem estivesse na águia nomeava o novo líder, caso de Gabi.

Ela escolheu Guilherme -os dois estão tendo um relacionamento dentro do programa e, na semana anterior, ganharam a prova do líder juntos, sendo que ela ficou com o poder de indicar alguém para o paredão (ele ganhou R$ 20 mil em prêmios e dinheiro).

Gui já tinha conquistado a liderança uma semana antes. 

Para determinar os lugares de cada brother nas bases, Gabi, líder até então, sorteava duas urnas, uma com a foto de cada participante e outra com bichos e plantas. 

O brother sorteado deveria indicar o nome de um outro participante para ficar na base referente ao bicho/planta sorteado. Depois que todos já estavam em sua base, quatro delas davam direito a trocas: samambaia, cobra, urubu e anta.

Quem estivesse nesses locais, poderia escolher trocar de lugar com alguém ou trocar dois brothers de bases. Victor Hugo, que estava na samambaia, pediu para trocar com Marcela. As outras trocas não influenciaram mais a prova.

Rafa Kalimann, que estava na cobra, trocou Thelma (touro) e Lucas (urubu) de lugar. Já Thelma, que foi para a base urubu, trocou Gizelly (tartaruga) e Mari (anta). 

E Gizelly, que foi para a base anta, trocou Felipe Prior (planta carnívora), e Lucas (touro). 

Com o resultado, Marcela ficou muito abalada, e Thelma chorou pela amiga no paredão. 

BIG FONE

Antes da prova, o apresentador Tiago Leifert anunciou que o Big Fone vai tocar novamente, no domingo pela manhã (16). Mas desta vez vai valer imunidade, e os participantes que estiverem no quarto do líder não vão poder correr para atender o telefone. Isso porque, o quarto será trancado. 

Guilherme escolheu para ficar no VIP com ele: Gabi, Bianca, Mari, Flayslane, Rafa e Pyong.

Mariana Rios descarta volta às novelas e foca em carreira musical

Mariana Rios descarta volta às novelas e foca em carreira musical

Além da música, ela encontrou recentemente uma outra paixão: o pole dance.

Aos 34 anos, Mariana Rios já mostrou diversas facetas na televisão. Atuou em várias novelas e peças de teatro e foi apresentadora e repórter, mas é na carreira musical que a atriz tem se dedicado nos últimos anos, e deve permanecer assim nos próximos. Além da música, ela encontrou recentemente uma outra paixão: o pole dance.

"Olha que coisa louca. Vi que uma menina lá de Araxá estava fazendo pole dance. Ela é bailarina há anos. Fiquei apaixonada e liguei para ela. A gente não se falava há muito tempo. Ela me contou sobre o pole dance esportivo em que você faz exercícios na barra de pole. É quase uma coisa circense", diz a atriz ao F5, que está afastada da televisão desde PopStar (Globo, 2017), quando foi repórter da atração.

Rios afirma que praticar pole dance é uma forma de exercitar os músculos do corpo e também a sensualidade. Atualmente, ela faz aulas com Vanessa Costa, professora e presidente da Federação Brasileira de Pole Dance.

"Não consigo fazer todos os dias, que seria o ideal para ir ganhando mais tônus e mais força. Eu ainda não dou conta, porque fico morta. Faço duas vezes por semana durante cerca de uma hora, e intercalo com musculação e muay thai. Todos os dias, de alguma forma, eu me exercito", afirma.

A cantora costuma compartilhar vídeos das performances em seu Instagram, muitos deles feitos por seu noivo, Lucas Kalil, com quem subirá ao altar em breve. "Nosso casamento sai neste ano. Já já vocês saberão mais informações [risos]."

Após passar dez anos na Globo, Mariana Rios deixou de lado a carreira de atriz para se dedicar à carreira musical. Sua última atuação foi uma participação, como ela mesma, na novela "Totalmente Demais" (Globo, 2015-2016).

Ela canta desde os sete anos e, no final do ano passado lançou seu primeiro EP, "Eu e Você", que contém quatro músicas de pop acústico. Foram dez anos de hiato desde o seu primeiro e único álbum, "Mariana Rios", que contém 15 músicas. "Este ano é da música. Eu sempre quis cantar. Disse isso a minha vida toda, desde criança. Eu esperei e me programei para que esse momento acontecesse. O que eu quero fazer da minha vida é isso", diz Rios. 

A cantora afirma que o público ainda está se acostumando com a nova fase, e que pede sua volta às telinhas como atriz. "Estou passando por uma transição, não tem jeito. Não dá para achar que as pessoas vão virar uma chavinha na cabeça delas da noite para o dia. Leva um tempo."

"Por enquanto, não pretendo mais atuar. Mas a gente nunca pode falar das coisas a longo prazo, sabe. Às vezes pode ser que apareça alguma coisa em outro momento que eu queira muito fazer. Amanhã não sei nem se estou viva. Temos que respeitar nossos momentos. O que me faz feliz hoje é a música. Amanhã eu não sei", conclui.

O projeto do EP existe desde o início de 2019, apesar dele já ter sido pensado há pelo menos quatro anos, desde que Rios se mudou para São Paulo -ela residia no Rio de Janeiro desde os 18 anos, quando estreou em "Malhação", e durante dez anos ficou na Globo atuando em novelas, como "Araguaia" (2010-2011) "Salve Jorge" (2012-2013), além de ser repórter do reality The Voice.

CARNAVAL

Mariana Rios fará um show de Carnaval no Camarote Bateria Nota 10, na Marquês de Sapucaí, em 26 de fevereiro. "Será uma apresentação bem animada e estou super feliz. No repertório, haverá duas músicas novas minhas", conta ela.

Criada em Araxá, município de Minas Gerais, a artista lembra que fazia apresentações musicais durante a folia mineira quando ainda era desconhecida do público. Ela afirma que curtia muito o Carnaval de Minas durante sua adolescência.

"Tinha o Carnaraxá e o Carnabeija. Eu era muito nova e cantava todas as vezes. Sempre tinha um trio elétrico de alguém famoso e atrás vinha um trio dos artistas da cidade, e eu sempre estava lá. A emoção que eu tenho quando falo do Carnaval me remete a essas lembranças."

No Rio, a artista chegou a ocupar o posto de rainha de bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel em 2014, quando já era famosa. "Foi uma experiência única, mas quando você está neste posto, precisa se dedicar ao máximo. Fazendo novela, trabalhando e morando fora do Rio era muito complicado."

13 de fevereiro de 2020

Marcos Mion abre processos contra Theo Becker

Marcos Mion abre processos contra Theo Becker

Segundo seus advogados, foram abertos processos em duas frentes: cível e criminal.

O apresentador Marcos Mion  entrou há 15 dias com um processo contra o ator Theo Becker por injúria, difamação e calúnia. De acordo com os advogados dele, os xingamentos e ofensas proferidos por Becker começaram há pelo menos cinco anos. Porém, após o filho Romeo, que tem autismo, entrar na história e ser citado por Becker, Mion decidiu levar o caso à Justiça.

Segundo seus advogados, foram abertos processos em duas frentes: cível e criminal. Na queixa-crime que já foi entregue às autoridades constam 14 difamações e 43 injúrias, números que os profissionais, com mais de 20 anos de experiência, dizem nunca terem visto em um caso só. 

A título de conhecimento, difamação é quando se imputa a alguém um fato que é desonroso à sua imagem. Já as injúrias, de forma didática, são os xingamentos. Cada vez que há um xingamento, há uma injúria. Cada postagem devidamente listada de Becker possuía por vezes quatro, cinco xingamentos. Dentre os nomes atribuídos por ele a Mion estão "traidor", "covarde", fingido" e "hipócrita".

Marcos Mion preferiu fazer nessa listagem um recorte de outubro de 2019 até agora. "A gota d'água para o Mion querer levar o caso à Justiça foi quando Theo colocou o filho dele no meio e começou a sugerir que o apresentador não seria um bom pai por não tê-lo levado em uma viagem", revela o advogado Ricardo Brajterman.

Ele revela que ficou pelo menos seis meses conversando com seu cliente para ver a possibilidade de acionar o ator judicialmente. Mion não queria briga, mas sua família ficou arrasada com o tanto de ofensas e ele acabou decidindo agir.

Para isso, também contratou a advogada Maíra Fernandes, a mesma que já cuidou de Neymar no caso Najila Trindade. Ambos falam em perseguição e obsessão de Theo por Mion, mas não sabem dizer o motivo das postagens ofensivas.

O pedido de indenização é de R$ 100 mil, mas de acordo com eles, Mion gostaria que Theo fizesse uma doação a uma instituição, além de apagar todas as postagens ofensivas, o que já aconteceu. O pedido é também por uma retratação.


Marcos Mion abre processo contra Theo Becker de difamações e injúrias. Reprodução

"A ideia é conversar para que o advogado dele o conscientize a parar. Theo é um formador de opinião e tudo se agrava por ter sido veiculado nas redes sociais e na imprensa", diz Maíra.

Os advogados não descartam um acordo nos próximos dias, mas falam que, caso Becker, que já foi intimado a se explicar na Justiça, bata o pé e decida brigar, levarão o caso às últimas consequências, já que dizem ter um dossiê de "páginas e mais páginas de ofensas e xingamentos".

PERTO DE ACORDO

O advogado de Theo, Thomas Oppermann Pasquali, conta que um acordo está perto de acontecer. Segundo ele, tudo leva para esse desfecho.

"As partes estão alinhadas para acordo, para não dar seguimento a isso. Que as duas partes entrem em comum acordo para mediar uma composição amigável", diz.

O advogado não respondeu sobre os motivos que fizeram com que seu cliente fizesse tantas postagens contra Mion. Sobre a chance de ele se retratar, o advogado diz que ainda são especulações e que não há nada formalizado sobre esse pedido. "As postagens já foram apagadas, mas não tem nada de retratação, é mais para fins de acordo para ambas as partes saírem bem. Um processo tem várias fases. Inclusive ele pode ter muitas mudanças de acordo com novos fatos", completou.

Anitta relata problema com companhia aérea

Anitta relata problema com companhia aérea

Em viagem por São Francisco, nos Estados Unidos, a artista revelou que uma companhia aérea cancelou o seu voo e não deu uma solução.

 A cantora Anitta  afirmou ter passado por um perrengue para poder retornar ao Brasil. Em viagem por São Francisco, nos Estados Unidos, a artista revelou que uma companhia aérea cancelou o seu voo e não deu uma solução. Resultado: ela fez um "barracão em inglês".

"Cancelaram nosso voo de volta para casa e só desejaram boa sorte, não sabiam o que fazer. Chega a ser engraçado", começou. Em seguida, disse de que forma começou a perder a paciência. "[O atendente] disse que a aeronave tinha quebrado. Acabei com a raça dele em inglês, foi um barracão em inglês", contou. 

No fim, Anitta contou que cansou de ser tratada como se estivesse pedindo um favor e acabou tendo de comprar mais passagens de outra companha aérea.

12 de fevereiro de 2020

Hadson é o terceiro eliminado do BBB 20 com 79,71% dos votos

Hadson é o terceiro eliminado do BBB 20 com 79,71% dos votos

Hadson foi um dos participantes mais polêmicos do programa.

O ex-jogador de futebol Hadson, 38, foi o terceiro eliminado do Big Brother Brasil 20. Ele teve 79,71% dos votos na disputa contra Felipe Prior, que teve 20,29%%. 

"A gente erra, a gente acerta. Pode parecer uma coisa absurda, mas somos seres humanos. Tenho 38 anos, me acho super novo, só não gosto de ver pessoas com menos idade que eu se achar o dono da razão, isso me deixa triste", afirmou ele, pouco antes de sair. 

Ao deixar a casa, Tiago Leifert questionou se Hadson se arrependia de alguma coisa, ele disse que deveria ter segurado um pouco a ânsia por jogar. "Entrei para jogar (...) não é desejar mal a ninguém, mas deixar a pessoa descontrolada." 

Há uma semana, quando Petrix deixou deixou o programa e maioria dos brothers se surpreendeu com a eliminação, Pyong disse que o próximo a sair seria Hadson. "Ele vai sair na semana que vem", afirmou. 

Hadson foi um dos participantes mais polêmicos do programa. Ele esteve no centro da briga entre homens e mulheres na casa quando Marcela revelou para as outras sisters o teste de fidelidade que o ex-jogador de futebol chegou a propor como forma de queimar as famosas comprometidas no programa. 

O brother disse que os homens da casa estavam usando Lucas "para distrair, para que as mulheres cedam, as que são casadas lá fora".

Embora tenha dito mais tarde para Felipe Prior que o plano seria um blefe, a estratégia do grupo foi confirmada pouco tempo depois em conversa entre Petrix (o primeiro eliminado) e Lucas. 

Quando o teste de fidelidade foi descoberto por todas as sisters e confirmado com a chegada de Daniel e Ivy, Hadson, Felipe Prior e Lucas ficaram isolados dentro do programa.

Antes do resultado do paredão, Hadson e Prior pediram desculpas para as mulheres por ações que eles tiveram na casa. Rafa Kalimann respondeu que a atitude deles de reconhecerem isso fazia muito diferença para as mulheres da casa. 

"Peço também perdão se te magoei, porque um erro não justificativa outros", disse a blogueira. 

O ex-jogador de futebol já estava envolvido em polêmicas antes mesmo do início do programa. Um vídeo em que ele aparece humilhando um homem, torcedor de um time rival, voltou a circular nas redes sociais horas antes da estreia do reality na Globo. 

No vídeo, Hadson obriga o torcedor a ajoelhar e pedir desculpas por algo que ele teria feito anteriormente. Na sequência, ele rasga a camisa que o homem veste. O ex-jogador também tenta rasgar o shorts, mas como não consegue, pede para o torcedor tirá-lo.

"Se vocês não tiveram coragem de fazer, Bola e Júnior, eu rasgo, olha aqui", afirma Nery, citando nomes que estariam envolvidos em sua vingança.

Além disso, em 2018, o ex-atleta foi denunciado pela ex-mulher dele que chegou a pedir medidas protetivas contra o rapaz em 2018. No sistema do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, onde o caso foi registrado, o processo é qualificado como contravenções penais e violência doméstica contra a mulher.

Segundo publicado em nota oficial nas redes sociais de Hadson, o caso já está arquivado e o pedido da medida protetiva feito pela ex-mulher não seria por agressão física. De acordo com o informado, a solicitação foi feita para evitar que Nery fosse procurar a então esposa no trabalho dela, como já tinha ocorrido em outras oportunidades. 

O ex-jogador paraense de futebol jogou pelo Corinthians e depois foi trilhar sua carreira em outros países. Já morou em sete diferentes e foi casado por 15 anos. Ele tem dois filhos.

Japão quer reforçar cultura fora do país contra K-Pop e 'Parasita'

Japão quer reforçar cultura fora do país contra K-Pop e 'Parasita'

Em meio a um aumento da rivalidade com Seul, Tóquio amplia esforços para tornar a produção cultural japonesa em arma para fortalecer a imagem do país no exterior.

Se a Coreia do Sul faz sucesso com K-pop, "Parasita" e gastronomia, o Japão se prepara para contra-atacar com animes, mangás, chefs e chá verde. Em meio a um aumento da rivalidade com Seul, Tóquio amplia esforços para tornar a produção cultural japonesa em arma para fortalecer a imagem do país no exterior.

E, para isso, espelha-se no modelo do vizinho. "Começamos a partir da constatação que o K-pop fazia mais sucesso que o J-pop", diz Yukio Yoshihiro, em referência aos nomes pelos quais é conhecida a música pop de Coreia do Sul e Japão, respectivamente.

Yoshihiro é vice-diretor da Cool Japan, iniciativa do governo para incentivar a exportação de produtos típicos e que, no ano passado, teve verba de US$ 400 milhões (R$ 1,7 bi).

Uma variedade de itens está sob o guarda-chuva do órgão: vai dos animes (desenhos animados) ao teatro kabuki, passando por culinária, xintoísmo e produção de bonsai.

Ainda que a Cool Japan tenha sido criada em 2011, foi só há dois anos que o governo começou a debater uma mudança de rumo no projeto, o que se consolidou no fim de 2019, com a publicação de documento que estabeleceu o fortalecimento da imagem do país como prioridade.

"Queremos ganhar corações e mentes com soft power", afirma Yoshihiro, mencionando o conceito que define a capacidade de um Estado influenciar outro sem o uso da força.

Em um escritório cheio de pôsteres de personagens clássicos japoneses –como Goku, da série "Dragon Ball"–, ele e sua equipe trabalham para convencer a indústria cultural japonesa a abraçar a ideia.

O problema, diz ele, é que boa parte do setor não está muito interessado em investir em outros mercados. Para o cientista político Thiago Mattos, especializado em relações internacionais da Ásia, esse é o maior entrave para o Japão.

O que não deixa de ser curioso, afirma ele, é que há duas décadas Seul foi buscar em Tóquio um modelo para seu projeto. No fim dos anos 1990, a Coreia do Sul passava por uma crise econômica e passou a investir na exportação de seus produtos culturais.

A ideia era repetir o sucesso econômico que o Japão teve com animes, mangás (HQs) e videogames, mas em outros setores. Assim, dinheiro do governo coreano passou a incentivar a produção de novelas, discos e filmes, que passaram a ganhar espaço no mundo.

Para Mattos, o projeto sul-coreano engrenou rapidamente porque a indústria cultural do país sempre teve uma forte influência estrangeira, principalmente americana.

Em meados dos anos 2000, Seul percebeu que a tática também poderia trazer benefícios diplomáticos. Por isso, a Hallyu foi consolidada como política de Estado, e os incentivos se intensificaram.

O auge da estratégia aconteceu no domingo (9), quando o sul-coreano "Parasita" ganhou o Oscar de melhor filme.

A disputa entre os países também se reflete no Brasil. Se a geração nascida nos anos 1980 ou no início dos 1990 cresceu assistindo a seriados japoneses, a atual faz fila para ver a banda sul-coreana BTS.

A inauguração, em 2017, do Japan House, em São Paulo, entra nesse contexto. A instituição, mantida pelo governo japonês, tem como objetivo promover a cultura do país no exterior. Em mais um sinal da rivalidade, o prédio fica quase em frente ao Centro Cultural Coreano, bancado por Seul com o mesmo objetivo.

O histórico de conflitos entre Japão e Coreia do Sul está na raiz dos atuais desentendimentos entre eles. Seul reclama do tratamento dado por Tóquio aos coreanos durante a Segunda Guerra, quando o país foi invadido pelo vizinho.

Sobram denúncias de tortura, trabalhos forçados e estupros cometidos pelas tropas japonesas contra a população coreana. Tóquio, porém, afirma que o assunto já foi resolvido com a assinatura de tratados e com indenizações.

Para Yoshiko Kojo, professora de relações internacionais e cultura da Universidade de Tóquio, fortalecer a área cultural é um modo de ganhar apoio para suas posições. "A percepção que as pessoas têm de um país acaba afetando a relação entre os Estados."

11 de fevereiro de 2020

Meghan e príncipe Harry recusaram convite para apresentar o Oscar

Meghan e príncipe Harry recusaram convite para apresentar o Oscar

Se tivessem topado a proposta, eles teriam entregue a estatueta para o filme sul-coreano "Parasita".

O príncipe Harry e sua mulher, a atriz Meghan Markle, recusaram convite para apresentar o prêmio de melhor filme na cerimônia do Oscar, realizada na noite deste domingo (9), em Los Angeles. A informação é da revista Hello!. 

De acordo com uma fonte ouvida pela publicação, o casal ficou lisonjeado com o pedido, mas decidiu não aceitar o convite. Se tivessem topado a proposta, eles teriam entregue a estatueta para o filme sul-coreano "Parasita". 

Harry e Meghan surpreenderam a rainha Elizabeth 2ª quando anunciaram, no início de janeiro, que querem viver uma vida mais independente e pagar as próprias contas. O casal está atualmente no Canadá -eles já anunciaram que querem se dividir entre o país norte-americano e o Reino Unido.

Segundo reportagem recente da revista norte-americana US Weekly, Meghan quer voltar a atuar e já busca contatos para ter um novo agente que coloque seu nome de novo nos holofotes.

"Meghan está procurando ativamente representação. Pode ser um gerente ou um agente, mas ela está alcançando pessoas para encontrar alguém para representá-la em futuros projetos profissionais", disse uma fonte à reportagem da revista.


Meghan Markle e príncipe Harry recusaram convite para apresentar o Oscar. Reprodução

A atriz ficou bastante conhecida por estrelar a série "Suits". Na obra ficcional, viveu a advogada Rachel. São 15 anos de atuações. Profissão interrompida em 2017 quando virou duquesa.

Especialistas em relações públicas preveem que o príncipe Harry e Markle poderiam se tornar o casal de celebridades com o maior salário do mundo, chegando a faturar juntos cerca de US$ 1 bilhão em uma década, o correspondente a mais de R$ 4.073 bilhões.

O dinheiro viria de parcerias comerciais e aparições em eventos. Para Ronn, consultor da 5W Public Relations, empresa de relações públicas em Nova York, "o poder aquisitivo deles -individualmente e em casal- é ilimitado em todos os aspectos. Até agora, o status real de Harry o impedia de ganhar dinheiro com sua celebridade".

Gusttavo Lima diz que parceiro de 'Fora do Comum' recebeu direitos

Gusttavo Lima diz que parceiro de 'Fora do Comum' recebeu direitos

Gonçalves disse à colunista Fábia de Oliveira, do jornal O Dia, que Lima o chamou para fazer uma parceria e pediu para ele gravar uma música e mandar.

O compositor André Luiz Gonçalves entrou com processo na Justiça pedindo R$ 20 milhões ao cantor Gusttavo Lima . Ele reivindica a autoria da música "Fora do Comum", que foi registrada como parceria.

Gonçalves disse à colunista Fábia de Oliveira, do jornal O Dia, que Lima o chamou para fazer uma parceria e pediu para ele gravar uma música e mandar. Lima, então, teria dito que só registraria a música se o compositor aceitasse uma sociedade. 

"De boa-fé, achei que ele só acrescentaria o nome dele na composição, mas ele foi lá e editou metade da música e registrou como 50% sendo de autoria dele. Pra não perder tudo, fui em outra editora pra registrar os meus 50% e não deixar de receber, porque quando eu fui registrar 100% da música no meu nome ele já havia feito o registro de metade. Ganhou esses anos todos com execuções nas rádios, plataformas digitais, além das vendas de CD's e DVD's", declarou Gonçalves à colunista.


Segundo Lima, ele fez a música em parceria com Gonçalves, que recebeu 50% dos direitos autorais da faixa e que o processo "já foi sentenciado e julgado extinto em desfavor do compositor, que interpôs recurso de apelação e aguarda julgamento."

Ao longo da ação que corria pela 30ª Vara Cível de Goiânia os artistas tentaram passar pela conciliação, mas não houve acordo. A ação acabou considerada extinta pela Justiça, por falta de provas, mas Gonçalves entrou com recurso no Tribunal da Justiça de Goiânia contra essa decisão. 

Em relação às acusações do compositor, a assessoria de imprensa de Lima informa que as "afirmações são infundadas". 

'Parasita' mostra força do audiovisual sul-coreano

'Parasita' mostra força do audiovisual sul-coreano

Contrariando previsões de especialistas e o rastro de prêmios que o épico "1917" vinha deixando nos últimos meses.

Não é exagero chamar de histórica a vitória do prêmio de melhor filme do sul-coreano "Parasita" na cerimônia deste domingo (9) do Oscar.

Contrariando previsões de especialistas e o rastro de prêmios que o épico "1917" vinha deixando nos últimos meses, o reconhecimento a "Parasita" marca a primeira vez em que a Academia de Artes e Ciências de Hollywood deu a estatueta mais cobiçada da noite a um filme falado numa língua diferente do inglês.

"O Artista", uma coprodução França, Bélgica e Estados Unidos com elenco e diretor franceses, vencedor em 2012, era mudo, e caiu nas graças de Hollywood em parte graças à autorreferência, já que tinha como tema central os primórdios da sétima arte.

"Parasita" ainda foi o primeiro filme sul-coreano a participar da cerimônia em mais de 90 anos. E levou para casa quatro dos seis prêmios aos quais havia sido indicado, mais do que qualquer outro título na disputa. Seu diretor, Bong Joon-ho, derrotou Martin Scorsese e Quentin Tarantino na categoria de direção.

Mas o que isso significa para o futuro da premiação, e de Hollywood como um todo?

A Academia iniciou um processo de renovação de seus quadros de votantes há mais ou menos cinco anos, em resposta a reivindicações como as da hashtag #OscarsSoWhite, crítica à falta de diversidade da edição de 2015 –então, nenhum dos atores indicados era negro.

Com essa guinada, mais mulheres, negros, latinos e asiáticos, sem mencionar cineastas estrangeiros, passaram a ter seus pitacos levados em conta na premiação. Entraram inclusive alguns brasileiros, caso do diretor Kléber Mendonça Filho e do diretor de fotografia Walter Carvalho.

Até agora, no entanto, esse movimento parecia ter tido efeitos limitados.

Se houve quem enxergasse na vitória de "Moonlight", sobre os percalços de um jovem negro e homossexual, o símbolo de uma virada –o filme tirou o troféu de melhor filme de "La La Land" em 2017– , a cerimônia do ano passado fez muita gente perder as esperanças de uma Academia mais antenada com o presente.

Afinal, naquela edição, "Roma", drama de Alfonso Cuarón filmado em preto e branco e centrado numa empregada doméstica indígena, perdeu para o morno "Green Book: O Guia", cujo retrato do racismo nos Estados Unidos nos anos 1960 mais reproduz os preconceitos da época do que propõe visões contemporâneas.

Neste ano, de novo, faltaram negros e mulheres entre os indicados. Na cerimônia, os premiados seguiam um roteiro previsível –até que "Parasita" começou a sacudir as coisas.

O longa acompanha uma família pobre que se infiltra, com métodos para lá de discutíveis, no cotidiano opulento de uma casa de ricos.

A imagem da enorme mansão modernista que eles aos poucos invadem é uma síntese afiada da sociedade cada vez mais desigual que, segundo Bong, é a Coreia do Sul hoje. E que também não é muito distante da do Brasil ou da dos Estados Unidos.

Seus oito concorrentes, a despeito de outras qualidades, pareciam muito mais ensimesmados. Só um terço deles fugia do rótulo "de época", e ao menos dois, "O Irlandês" e "Era uma Vez em... Hollywood" lidavam com uma crise da masculinidade.

Some-se a essa capacidade de traduzir o espírito dos tempos um diretor carismático como Bong, cujas entrevistas tratavam com humor a pantomima das campanhas do Oscar.

E o fato de o filme juntar respeitabilidade artística –foi, afinal, o vencedor da Palma de Ouro em Cannes no ano passado– e sucesso comercial, ganha ainda mais valor no Oscar. "Parasita" rendeu US$ 165 milhões (R$ 713 milhões) de bilheteria, com orçamento estimado entre US$ 11 e 13 milhões (algo entre R$43 e 50 mi), segundo o IMDb.

Vale lembrar ainda que por trás do longa está um programa de políticas públicas da Coreia do Sul. Iniciado nos anos 1990, foi, inclusive, muito semelhante ao adotado pelo Brasil, com incentivos fiscais para empresas privadas, cota de tela para filmes nacionais e a criação de um fundo público para produções audiovisuais.

A política fez com que o cinema do país colhesse frutos em festivais internacionais e no restante da Ásia, no que foi apelidado, junto do sucesso do k-pop e das novelas, de "hallyu", ou onda coreana, muito antes de chegar ao Oscar.

Um dos maiores conglomerados midiáticos da Coreia do Sul, a CJ Entertainment, atua não só no cinema, como também em áreas como a música.

Professor de cinema da Universidade Federal de Juiz de Fora, Luiz Carlos de Oliveira Jr. compara a organização da CJ àquela dos estúdios que reinaram na era de ouro de Hollywood.

Com outros seis longas na bagagem, Bong seria, nesse sentido, o equivalente a um Hitchcock ou um Billy Wilder, diz o pesquisador. "Ele se afirma como um autor trabalhando na indústria, e não um mero artesão que apenas aplica as regras do sistema de representação em que está inserido."

"Parasita" não representa, portanto, apenas a vitória de uma equipe particularmente talentosa, mas de um plano de governo da Coreia do Sul.

Por enquanto, o que é certo é a busca de Hollywood por canibalizar essa produção sul-coreana, afirma Oliveira Jr.

No caso de "Parasita", ela já começou. A Hollywood Reporter revelou que a HBO está planejando uma minissérie de seis horas inspirada no universo do filme, escrita por Bong e por Adam McKay, de "A Grande Aposta" e "Vice".

Ainda não se sabe se ela será falada em inglês ou em coreano. A depender do resultado, pode ser que, para lembrar o discurso de Bong no Globo de Ouro, ainda não seja a hora de os americanos ultrapassarem a barreira das legendas.

10 de fevereiro de 2020

Sul-coreano 'Parasita' surpreende e é o grande vencedor do Oscar

Sul-coreano 'Parasita' surpreende e é o grande vencedor do Oscar

Foi a primeira vez que um longa de língua não inglesa, exibido nos Estados Unidos com legendas, venceu a maior categoria do Oscar.

 "O Oscar não é um festival internacional de cinema, é muito local", afirmou o diretor sul-coreano Bong Joon-ho numa entrevista à revista Vulture no ano passado, muito antes de seu "Parasita", sobre o abismo entre duas famílias de classes sociais distintas, figurar nas listas das maiores premiações da temporada.

O resultado da cerimônia que aconteceu neste domingo (9), no Dolby Theater, em Los Angeles, pode ter mudado essa percepção. "Parasita", primeiro longa sul-coreano a chegar na premiação americana, rendeu a Joon-ho não só o prêmio de melhor diretor, como a láurea mais importante da noite, de melhor filme.

Foi a primeira vez que um longa de língua não inglesa, exibido nos Estados Unidos com legendas, venceu a maior categoria do Oscar.

Joon-ho foi diplomático ao receber os troféus. Em seu discurso de agradecimento pela estatueta de melhor diretor, Joon-ho homenageou seus adversários, propondo à Academia de Artes e Ciência de Hollywood serrar em cinco o troféu para compartilhá-lo com os outros concorrentes, uma lista que incluía Martin Scorsese e Quentin Tarantino.

Antes, ao aceitar ainda outro prêmio, de filme internacional, acenou à tentativa da Academia de acolher novas vozes.

Não foram as únicas estatuetas de "Parasita", aliás. Indicado em seis categorias, o filme venceu quatro delas -a outra foi de roteiro original.

A cerimônia começou certa voltagem política, com duras críticas a uma premiação mais uma vez majoritariamente branca -a única exceção foi Cynthia Erivo, indicada a atriz coadjuvante por "Harriet"- e masculina.

A cantora Janelle Monáe ganhou uma salva de palmas ao citar as diretoras mulheres no show que abriu a cerimônia. Chris Rock e Steve Martin fizeram piadas com o racismo e com a "falta de vaginas" da edição.

Mais tarde, Brad Pitt fez referência ao processo de impeachment de Trump no Senado americano no seu discurso de agradecimento. A islandesa Hildur Guðnadóttir, laureada pela trilha sonora de "Coringa", clamou as mulheres a se fazerem ouvir. E Joaquin Phoenix falou da exploração dos animais pela indústria alimentícia ao ser anunciado melhor ator por seu "Coringa".

Mas as críticas ficaram restritas ao palco em grande parte da cerimônia, numa edição de muitas vitórias previsíveis.

Além de Phoenix, Renée Zellwegger, Brad Pitt e Laura Dern repetiram suas performances em outros prêmios da temporada e ganharam troféus por, respectivamente, "Judy", "Era uma Vez em... Hollywood" e "História de um Casamento", nas categorias de atriz, ator coadjuvante e atriz coadjuvante.

O diretor de fotografia Roger Deakins foi premiado pelo feito técnico de "1917", em que simula um único plano sequência. "O Escândalo" venceu melhor maquiagem e cabelo, em grande parte graças à transformação de Charlize Theron na jornalista Megyn Kelly, âncora da Fox News.

E "Indústria Americana", sobre os choques entre as culturas americana e chinesa numa fábrica em Ohio, venceu melhor documentário.

A escolha pode ser encarada como um recado de Hollywood para a administração de Donald Trump, já que o longa foi produzido pela Higher Ground, empresa fundada por Barack e Michelle Obama.

Com isso, o brasileiro "Democracia em Vertigem", que recapitula os conturbados últimos anos da política nacional a partir da perspectiva de sua diretora, Petra Costa, saiu derrotado.

A documentarista e a equipe aproveitaram, no entanto, para levar ao tapete vermelho cartazes em que protestavam contra o desmatamento da Amazônia, o assassinato da vereadora do PSOL Marielle Franco há dois anos, e o genocídio indígena -a ativista Sônia Guajajara, que já tinha aparecido ao lado de Costa no almoço dos indicados ao Oscar, também estava lá.

Além de Greta Gerwig, esquecida desde a sua exclusão da categoria de melhor diretor por "Adoráveis Mulheres", um dos grandes perdedores da noite foi Martin Scorsese, cujo "O Irlandês" saiu de mãos abanando depois de ser indicado em dez categorias -a mesma quantidade de "1917" e de "Era uma Vez em... Hollywood", e atrás apenas de "Coringa", que teve onze nomeações.

E, é claro, a Netflix, que tinha, além de "O Irlandês", "História de um Casamento" na disputa. O filme escrito e dirigido por Noah Baumbach acompanha o traumático divórcio entre uma atriz, interpretada por Scarlett Johansson, e um diretor teatral, vivido por Adam Driver. Saiu com apenas um prêmio, para Dern.

No sábado (8), numa coletiva depois do Spirit Awards, Joon-Ho foi questionado por uma jornalista sobre ganhar o primeiro Oscar para a Coreia do Sul. "Depois de amanhã, finalmente vou poder ir para casa. É o que me deixa mais feliz", respondeu. Mal sabia que levaria quatro estatuetas inéditas para o seu país natal.

*

Conheça os vencedores do Oscar 2020

Filme

'Parasita', de Bong Joon-ho

Direção

Bong Joon-ho, por 'Parasita'

Atriz

Renée Zellweger, por 'Judy'

Ator

Joaquin Phoenix, por 'Coringa'

Filme internacional

'Parasita', de Bong Joon-ho (Coreia do Sul)

Documentário

'Indústria Americana', de Steven Bognar, Julia Reichert e Jeff Reichert

Animação

'Toy Story 4', de Josh Cooley, Mark Nielsen e Jonas Rivera

Atriz coadjuvante

Laura Dern, por 'História de um Casamento'

Ator coadjuvante

Brad Pitt, por 'Era uma Vez em... Hollywood'

Roteiro original

'Parasita'

Roteiro adaptado

'Jojo Rabbit'

Direção de fotografia

'1917'

Direção de arte

'Era uma Vez em... Hollywood'

Montagem

'Ford vs. Ferrari'

Edição de som

'Ford vs. Ferrari'

Mixagem de som

'1917' 

Efeitos visuais

'1917'

Trilha sonora

'Coringa'

Canção original

'I'm Gonna Love Me Again', de Elton John e Bernie Taupin ('Rocketman')

Figurino

'Adoráveis Mulheres'

Cabelo e maquiagem

'O Escândalo'

Curta-metragem

'The Neighbors' Window', de Marshall Curry

Curta-metragem documental

'Learning to Skateboard in a Warzone (If You're a Girl)', de Carol Dysinger e Elena Andreicheva

Curta de animação

'Hair Love', de Matthew A. Cherry e Karen Rupert Toliver

'Democracia em Vertigem' perde Oscar para Indústria Americana

'Democracia em Vertigem' perde Oscar para Indústria Americana

Polarizador desde o seu lançamento na Netflix, em junho do ano passado, a indicação do filme ao Oscar só fez acirrar a divisão entre seus apreciadores e detratores.

 Não foi desta vez que o Brasil garantiu o seu primeiro Oscar. "Democracia em Vertigem", de Petra Costa, perdeu a estatueta de melhor documentário para o favorito "Indústria Americana", primeira produção da Higher Ground, criada por Barack e Michelle Obama no ano passado.

O filme, disponível no Netflix, mostra a chegada de uma fábrica chinesa nos Estados Unidos, e os choques entre as culturas de trabalho dos dois países.

Além do brasileiro, ele concorria ainda contra dois documentários sobre a guerra da Síria, "The Cave" e "For Sama", e "Honeyland", sobre uma apicultora na Macedônia do Norte.

"Democracia em Vertigem" recapitula os conturbados últimos anos da política brasileira, da eleição de Lula à ascensão de Jair Bolsonaro, passando pelo impeachment de Dilma Rousseff. Tudo isso a partir da perspectiva de Costa, cuja voz guia a narração em primeira pessoa.

Polarizador desde o seu lançamento na Netflix, em junho do ano passado, a indicação do filme ao Oscar só fez acirrar a divisão entre seus apreciadores e detratores, em geral identificados com a esquerda e com a direita, respectivamente.

Assim que o título foi indicado oficialmente -ele havia sido pré-selecionado em dezembro passado-, os ex-presidentes Lula e Dilma, que aparecem em cena, elogiaram a escolha da Academia em comunicados concluídos com "a verdade vencerá".

Já o presidente Jair Bolsonaro (Aliança) embarcou na falas de seu ex-secretário da Cultura, Roberto Alvim, e ironizou a indicação, afirmando que o documentário deveria ter sido indicado na categoria de melhor filme de ficção.

"Para quem gosta do que o urubu come, é um bom filme", disse ao jornal Folha de S.Paulo em janeiro, admitindo depois que não havia assistido à produção pois não perderia tempo "com uma porcaria dessas". A diretora não deixou barato, e republicou a notícia do jornal no Twitter acompanhada da frase "É como ser nomeada uma segunda vez em menos de 24 horas".

Os ânimos se acirraram ainda mais à medida que a data da cerimônia se aproximava. Na segunda passada (3), a Secom, Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, usou seu Twitter oficial para atacar Costa, chamando-a de "militante anti-Brasil".

As críticas foram motivadas por declarações que ela deu numa entrevista à PBS, emissora pública dos Estados Unidos. "É inacreditável que uma cineasta possa criar uma narrativa cheia de mentiras e de previsões absurdas para denegrir uma nação só porque ela não aceita o resultado das eleições", diz um dos posts, escrito em inglês.

Outro é um vídeo, este em português, em que a Secom classifica como fake news várias afirmações de Costa.

Segundo a advogada Mônica Sapucaia Machado, especialista em direito administrativo ouvida pela reportagem, os tuítes da Secom ferem a Constituição. Isso porque ela dita que administração pública deve ser orientada pelo princípio da impessoalidade, ou seja, não deve ser um instrumento de opinião sobre determinadas obras culturais.

Costa também se pronunciou, e qualificou a atitude da Secom de antipatriótica.

Para Machado, os posts da pasta avançam o sinal vermelho ao expor a artista, "a ofendendo, o que não está autorizado à administração pública em nenhuma hipótese". 

Até o jornalista Pedro Bial se envolveu numa controvérsia por causa do filme. Em entrevista ao programa Timeline, da Rádio Gaúcha, ele afirmou que o filme era "uma ficção alucinante" que tinha provocado muitas risadas nele, e que a narração em primeira pessoa da documentarista era miada e insuportável.

Ele não pediu desculpas, mas disse que muitos de suas declarações foram tiradas de contexto num artigo publicado no jornal O Globo neste domingo (9).

09 de fevereiro de 2020

Projota anuncia nascimento da primeira filha, Marieva

Projota anuncia nascimento da primeira filha, Marieva

O cantor também fez uma declaração à esposa, a influenciadora digital Tamy Contro

Projota, 33, usou seu Instagram para anunciar o nascimento de sua primeira filha, Marieva. A menina, que é fruto da relação dele com a influenciadora digital Tamy Contro, 28, nasceu na manhã deste sábado (8), em São Paulo, pesando 3,460 kg e medindo 51 centímetros. 

"Como um eterno colecionador de emoções, hoje tive a chance de pendurar na minha estante de memórias o momento mais espetacular da minha vida", iniciou o rapper.  "Foi através das mãos de uma equipe formada por oito mulheres, que vi a mulher que mudou minha vida, dar vida a uma nova mulher".

Projota continuou o texto falando da emoção singular que o momento trouxe a ele.  "Eu, coadjuvante dessa cena, entreguei minhas falas como pude, perante o brilho digno de Cannes de todas elas.

(Foto: Reprodução/Instagram)

Pela segunda vez eu vi uma estrela cadente, pela segunda vez num dia 8 de fevereiro. Mas dessa vez aterrissou na minha vida".

Ele finalizou a postagem se declarando à mãe de sua filha. "Especial é poder olhar nos olhos da mulher que eu amo e enxergar um porto seguro. Hoje nosso amor é o alicerce onde pretendo ajudar a construir um castelo feito de sonhos... Me sinto completo desde o dia em que disse sim para o meu amor perante Deus, hoje me tornei mais que completo, hoje eu transbordei".

Projota e Tamy casaram-se em maio de 2019 em uma cerimônia na capela da PUC (Pontifícia Universidade Católica), em São Paulo, após quatro anos de namoro. O anúncio da gravidez aconteceu em agosto do mesmo ano.

07 de fevereiro de 2020

Dupla formada por Gabi e Guilherme vence a terceira prova do líder do BBB

Dupla formada por Gabi e Guilherme vence a terceira prova do líder do BBB

Após serem os últimos a deixar a prova, os dois voltaram para a casa, comemoraram com os demais participantes e foram aplaudidos.

A dupla formada por Gabi e Guilherme venceu a prova do líder que começou na noite de quinta-feira (6) e avançou pela madrugada desta sexta-feira (7) no Big Brother Brasil 20.

Após serem os últimos a deixar a prova, os dois voltaram para a casa, comemoraram com os demais participantes e foram aplaudidos.

A disputa durou pouco mais de quatro horas. Depois das eliminações das duplas Thelma e Rafa, Marcela e Gizelly, Babu e Victor Hugo e Pyong e Mari, os dois vencedores disputavam a liderança com Bianca e Yvy. No entanto, as duas não conseguiram completar a tarefa no tempo determinado e foram eliminadas.

Lucas, Felipe Prior, Daniel e Hadson não puderam participar porque foram vetados pelo líder Guilherme.

Lucas ficou muito irritado. "Traíra hein. Depois a gente é que é falso", disse o brother para Felipe em referência a Guilherme.

Os brothers precisaram pegar cubos e colocar em uma esteira de produtos que são pedidos em telões. Quando finalizavam, tinham que apertar o botão antes que o tempo determinado para a tarefa acabe. Esse tempo podia variar.


Dupla formada por Gabi e Guilherme vence a terceira prova do líder do BBB. Reprodução

Thelma e Rafa Kalimann foram as primeiras eliminadas. Apesar de ser em dupla, a liderança será individual e os dois vencedores terão que decidir quem ficará com a imunidade, com a chance de indicar um brother ao paredão e escolher quem irá para o grupo VIP e a Xepa.

O outro integrante vai ficar com um prêmio de R$ 10 mil e mais R$ 10 mil em compras no aplicativo da marca patrocinadora da prova. Além disso, poderá participar da disputa pelo anjo, que será no sábado (8) e é autoimune.

Daniel e Ivy, que entraram na terça-feira (4), não entram na disputa nem no paredão, porque estão imunes nesta primeira semana.

Desta vez, o paredão será duplo. Além da indicação do líder, outros dois participantes serão escolhidos em votação da casa. Esses dois vão disputar a prova bate e volta no domingo (9), e o vencedor escapa da berlinda.

Funeral de Kobe Bryant é marcado para dia 24 no ginásio dos Lakers

Funeral de Kobe Bryant é marcado para dia 24 no ginásio dos Lakers

O corpo do ex-atleta será velado no Staples Center, ginásio do Los Angeles Lakers, equipe pela qual fez história na NBA.

O funeral do astro do basquete Kobe Bryant, morto no último dia 26 em um acidente de helicóptero, foi marcado para o próximo dia 24. O corpo do ex-atleta será velado no Staples Center, ginásio do Los Angeles Lakers, equipe pela qual fez história na NBA.

As informações foram confirmadas pelo jornal The Los Angeles Times. A data escolhida para a cerimônia, que será aberta ao público, é uma referência ao número de camisa eternizado pelo ex-jogador.

Kobe, 41, morreu em um desastre de helicóptero em Calabasas, na Califórnia, ao lado da filha Gianna, 13, e de outras sete pessoas. 

A aeronave ia levar a lenda norte-americana para a Mamba Sports Academy, em Thousand Oaks, Califórnia, onde ele treinaria a equipe de basquete da filha para a disputa de um torneio.

Funeral de Kobe Bryant é marcado para dia 24 no ginásio dos Lakers. Reprodução

Segundo investigadores do Conselho Nacional de Segurança nos Transportes (NTSB, na sigla em inglês), havia muita neblina na região no momento da queda e o piloto teria tentado sair de uma camada de nuvens quando aeronave se inclinou de maneira brusca, seguiu direto em direção ao solo e bateu em uma encosta. As investigações devem ser concluídas em até um ano.

Na primeira partida dos Lakers após a morte de Bryant, uma série de homenagens foram feitas. Em uma delas, o jogador Lebron James não conseguiu segurar a emoção ao discursar sobre a morte do amigo e ídolo.

06 de fevereiro de 2020

Brenda de 'Barrados no Baile', diz que perdeu a luta contra o câncer de mama

Brenda de 'Barrados no Baile', diz que perdeu a luta contra o câncer de mama

Ela fez a revelação durante uma entrevista ao programa Good Morning America, do canal ABC.

Aos 48 anos, a atriz Shannen Doherty, que teve a sua carreira marcada pela série "Barrados no Baile", nos anos 1990, anunciou que o câncer de mama que ela tratava voltou após três anos de remissão. 

Ela fez a revelação durante uma entrevista ao programa Good Morning America, do canal ABC. A atriz chorou bastante ao revelar que a doença atingiu o estágio quatro e que já não há mais o que fazer. Ela já sabia do diagnóstico desde fevereiro do ano passado. 

A atriz afirma que decidiu falar sobre o assunto porque a doença logo se tornaria pública por causa de documentos judiciais que devem ser divulgados em breve. Os papeis fazem parte de um processo contra a companhia de seguros State Farm por danos à sua casa devido ao incêndio florestal de Wolseley, em 2018.

"Estou petrificada e com muito medo", afirmou a atriz, durante a entrevista. Ela disse que estava mais preocupada em contar à mãe, Rosa, e ao marido, o produtor de cinema Kurt Iswarienko. "Minha mãe é um ser humano corajoso, absurdamente forte. O mesmo acontece com meu marido, mas eu me preocupo com ele", disse a atriz. 

A atriz descobriu que seu câncer havia se tornado irreversível no mesmo momento em que ela perdeu o Luke Perry. O ator, que morreu aos 58 anos, foi seu colega em "Barrados no Baile" no papel de Dylan, e também na série "Riverdale", que ainda estava sendo gravada.

"Era tão estranho para mim ser diagnosticada e depois alguém que parecia estar saudável se vai antes", disse ela. "Foi realmente chocante, e o mínimo que pude fazer para homenageá-lo foi continuar essa série." 

A atriz luta contra o câncer de mama desde 2016, e dividiu todo o tratamento com seus fãs pelas redes sociais. 

Mulher de Gugu tem pensão reduzida para R$ 42 mil

Mulher de Gugu tem pensão reduzida para R$ 42 mil

Ainda cabe recurso da decisão, e Rose, por meio de seus advogados, deverá fazê-lo.

Mulher do apresentador Gugu, a médica Rose Miriam di Matteo perdeu na Justiça o direito a receber uma pensão total de R$ 100 mil. O desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo Galdino Toledo assinou documento que cassa a decisão. A partir de agora, ela receberá US$ 10 mil (R$ 42 mil).

Ainda cabe recurso da decisão, e Rose, por meio de seus advogados, deverá fazê-lo. A decisão foi proferida na tarde desta quarta-feira (5). O dinheiro será usado para os gastos com os filhos que ainda moram nos Estados Unidos.

De acordo com o advogado de Rose, Nelson Wilians, a decisão não é uma derrota. "Derrota seria o Magistrado dizer que não haveria direito a nenhuma pensão. Isso apenas quer dizer que o juiz entendeu que, por hora, US$ 10 mil bastam, e Rose, uma vez obtendo o direito a meação, terá direito a 50% de tudo. Não tenho dúvida nenhuma que ela tem esse direito", afirma. 

Rose busca em juízo o reconhecimento da união estável com o apresentador Gugu Liberato. 

Rose trava uma disputa na Justiça e com a família do apresentador


Mulher de Gugu tem pensão reduzida de R$ 100 mil para R$ 42 mil. Reprodução

Mãe de Gugu, Maria do Céu, 90, ainda sente demais a morte de Gugu após um acidente em sua casa, nos Estados Unidos. De acordo com ela, sua família foi desmoronada, sobretudo por conta da atitude da esposa de Gugu, Rose Miriam, de entrar na Justiça para travar uma batalha pela herança.

"Nunca vou perdoar a Rose por ter mentido para mim, dizendo que iria fazer um retiro religioso enquanto largou meus netos sozinhos nos Estados Unidos para vir ao Brasil armar essa briga na Justiça", comentou ela em entrevista à revista Veja.

Maria do Céu falou ainda sobre sua relação com Rose Miriam. Segundo Maria, Gugu e Rose "nunca tiveram nada um com o outro", mas ela sempre foi atendida quanto à questão financeira.

"Tudo que ela pedia, ele dava. Não era só pra ele, era para a família inteira. Ela tem uma bela de uma casa aqui em Alphaville. Quando ela vinha pra cá, ela tinha o dinheiro que ela queria para fazer o que ela queria", disse Maria em uma entrevista exibida pelo Fantástico (Globo). "Quando ela vinha para cá, ela tinha dinheiro para fazer o que queria [...] Eu rezo para que tudo volte ao normal".

Pyong Lee diz que usa mesma camiseta por uma semana

Pyong Lee diz que usa mesma camiseta por uma semana

Além de gostar da cor por fazê-lo parecer mais magro, o hipnólogo coreano evita lavar a roupa. Ele chega a usar a mesma camiseta por sete dias.

Os telespectadores mais atentos já devem ter reparado que no BBB 20 o brother Pyong Lee sempre aparece de roupa preta. E o motivo é o mais surpreendente possível.

Além de gostar da cor por fazê-lo parecer mais magro, o hipnólogo coreano evita lavar a roupa. Ele chega a usar a mesma camiseta por sete dias.

A revelação foi feita pelo próprio Pyong Lee em seu canal do YouTube. Ele deixou preparado um vídeo para ser exibido em seu canal durante sua participação e após as pessoas repararem que seu vestuário é monocromático.

No vídeo, ele revela que também não usa desodorante. "Uso a mesma calça 15 dias antes de lavar e a camiseta eu uso até uma semana. Falta o gene do mau odor para o asiático então a gente pode suar que a roupa não cheira. Não uso desodorante nem perfume", comenta.


Pyong Lee diz que usa mesma camiseta por uma semana. Reprodução

Ele também revela que não gosta de pensar muito em que estilo vai escolher por conta do que ele chama de economia de energia. Segundo sua tese, parar para escolher todas as manhãs uma roupa diferente faria com que seu cérebro focasse nisso e deixasse de tomar outras decisões mais importantes ao longo do dia.

Pyong em seu armário costuma ter muitas camisetas pretas e shorts com zíper e que sejam confortáveis. As calças precisam ter mobilidade e serem de elástico. "Para correr de um possível assalto", brinca ele.

05 de fevereiro de 2020

Pyong diz que Hadson sai na próxima semana

Pyong diz que Hadson sai na próxima semana

anu Gavassi, Rafa Kalimann, Marcela, Thelma e Pyong não se conformavam com a saída do ginasta.

A eliminação de Petrix abalou a casa do Big Brother Brasil 20. Manu Gavassi, Rafa Kalimann, Marcela, Thelma e Pyong não se conformavam com a saída do ginasta, na noite desta terça-feira (4). 

Ao descobrirem que Hadson planejava um teste de fidelidade para queimar as famosas casadas no jogo, eles tinham certeza que o ex-jogador de futebol seria eliminado. 

Depois da saída de Petrix, em conversa com Marcela e Thelma, Pyong disse acreditar que Hadson será eliminado na próxima semana. 

"Não sabemos o que aconteceu [para justificar a eliminação de Petrix]", dizem as sisters. Na sequência, Pyong afirma: "Ele [Hadson] vai sair na semana que vem." 

Em outro momento, Pyong cogita que o paredão desta terça-feira (4) seria falso e que Petrix teria sido o menos votado e vai voltar como líder. "Eu não vou ficar surpreso se ele aparecer. Não faz sentido. Só se ele vacilou muito em alguma coisa." 

Muito abalada, Manu Gavassi compartilha da mesma opinião: "Gente, não tem sentido. É paredão falso". E Pyong acrescenta: "Se o Brasil achar que o outro lado está certo, eu prefiro sair dessa casa". A cantora concorda: "Eu também".

Os brothers não sabem o tamanho da polêmica que Petrix está envolvido por algumas atitudes que ele teve dentro da casa. Acusado de assédio em pelo menos três oportunidades, internautas pediram a expulsão do ginasta, que também terá que prestar depoimento à Polícia Civil do Rio por conta da repercussão que o caso ganhou fora do reality.

Justin Bieber diz que quase morreu por uso exagerado de drogas

Justin Bieber diz que quase morreu por uso exagerado de drogas

Essa é uma revelação feita por ele mesmo em série documental que conta a sua trajetória, lançada no final de janeiro no YouTube.

Por muito pouco o cantor Justin Bieber, 25, não morreu pelo uso exagerado de drogas. Essa é uma revelação feita por ele mesmo em série documental que conta a sua trajetória, lançada no final de janeiro no YouTube.

"Houve um tempo em que eu estava bebendo, eu estava tomando pílulas, eu estava usando MDMA, cogumelos, tudo", revelou o cantor em trecho de "Justin Bieber: Seasons".

Em outro momento, ele conta sobre a rotina das madrugadas por parte de sua equipe. "As pessoas não sabem o quanto isso ficou sério. Decidi parar porque eu estava morrendo. Meus seguranças e a equipe ficavam indo no meu quarto de noite para checar meu pulso."

"Seasons", a série do cantor canadense, vem em um momento propício. Há cinco anos, ele lançou seu último álbum de inéditas, "Purpose", uma evolução do pop soul açucarado que marcou o anos de estrelato adolescente de Bieber.

Nesse período, o cantor viveu um relacionamento conturbado com Selena Gomez, passou a frequentar uma igreja e se casou com Hailey Baldwin. Todos esses acontecimentos são temas periféricos nos episódios da série, que foca na volta de Bieber ao trabalho, recheado de cenas em estúdio.

No início de dezembro do ano passado, Justin Bieber anunciou que em 2020 lançaria seu primeiro álbum em quatro anos e embarcaria em uma turnê norte-americana. "Yummy", a primeira música de divulgação do disco ainda sem título, já pode ser ouvida nas plataformas.

04 de fevereiro de 2020

Petrix, do BBB 20, terá que prestar depoimento sobre assédio

Petrix, do BBB 20, terá que prestar depoimento sobre assédio

"O depoimento está marcado para a sexta-feira (7)", informou a Polícia Civil, em nota divulgada à imprensa.

 Mesmo que não seja eliminado no paredão desta terça-feira (4) no Big Brother Brasil 20, Petrix terá que deixar a casa na sexta-feira (7) para prestar depoimento à polícia. Nesta segunda-feira (3), a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Jacarepaguá entregou ao jurídico da Globo uma intimação para ouvir o ginasta, que é acusado de assédio por seu comportamento dentro do programa. 

"O depoimento está marcado para a sexta-feira (7)", informou a Polícia Civil, em nota divulgada à imprensa. 

A Deam abriu procedimento para apurar o caso depois que as atitudes do participante ganharam repercussão nacional. Petrix foi acusado de assediar duas vezes Bianca Andrade, a Boca Rosa, e de roçar a genitália em Flayslane.

No Twitter, internautas chegaram a pedir a expulsão do ginasta. Na quinta-feira (30), a direção do BBB 20 decidiu dar uma advertência para Petrix e o apresentador Tiago Leifert afirmou que a situação do brother era preocupante. 

A punição foi dada dentro do confessionário e não foi mostrada para o público. Também não ficou claro no que consiste essa punição. Depois, o ginasta pediu desculpas às sisters.


Petrix, do BBB 20, terá que prestar depoimento sobre acusação de assédio. Reprodução

ENTENDA

Um vídeo da festa da madrugada desta quinta-feira (30) mostra Petrix esfregando o quadril em Boca Rosa durante um abraço. Em outro momento, o ginasta se aproximou de Flayslane quando eles estavam conversando na sala. Ele estava em pé, e ela sentada no chão.

O atleta, então, começou a rebolar na cabeça da participante com uma expressão que sugeria tesão. Antes disso, Barbosa já tinha sido acusado por internautas de pegar nos seios de Boca Rosa durante a primeira festa do reality, que aconteceu na sexta-feira (24). O público, na ocasião, já pedia a expulsão do ginasta. 

O apresentador Tiago Leifert mencionou a polêmica após a primeira festa. Boca Rosa foi chamada ao confessionário e questionada sobre os fatos, ela disse que se lembrava de ter dançado um xote com Petrix e que ele a abraçou no final da música. Após ser questionada se em algum momento havia se sentido incomodada com a abordagem do atleta, a blogueira foi categórica ao afirmar que não houve assédio, apenas uma tentativa do ginasta em animá-la. 

Após o depoimento, a produção decidiu manter o ginasta no programa. Em entrevista à colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, a namorada do atleta, a modelo alemã Joline Heitmann, o defendeu. "Tudo que eu posso dizer é que sempre estarei esperando por ele. Não importa o que as pessoas digam, eu estarei ao lado dele. Eu o conheço melhor que a mim mesma e ele é a melhor pessoa que eu conheço. Isso não é assédio. É tudo que vou dizer."

Deborah Secco ousa no figurino como rainha de camarote

Deborah Secco ousa no figurino como rainha de camarote

Protegida com tapa-sexo, a atriz apareceu com um vestido dourado totalmente aberto nas laterais, mostrando parte dos seios e das coxas.

Deborah Secco, 40, parou o hotel Copacabana Palace nesta segunda-feira (3) ao chegar com um modelito ousado para sua nomeação como rainha do Camarote Allegria, um dos espaços VIPs do Carnaval da Marquês de Sapucaí, no Rio. No ano passado, a atriz ocupou o mesmo posto no camarote, cujo ingresso chega a custar R$ 2.290.

Protegida com tapa-sexo, a atriz apareceu com um vestido dourado totalmente aberto nas laterais, mostrando parte dos seios e das coxas. Não houve quem não comentasse sobre a beleza física de Secco, que disse estar sem tempo para malhar e que não faz dieta.

"Eu consegui malhar no fim do ano passado, em outubro, quando comecei a gravar a novela ['Salve-se Quem Puder', da Globo, em que interpreta a personagem Alexia]. Eu ia para a academia duas vezes por semana, mas agora já ficou tudo estragado de novo. Estou trabalhando muito, então fica realmente difícil manter essa rotina", afirma ela. 

Tratamentos estéticos também não estão entre as prioridades da atriz, que brinca: "Não gosto e não faço, mas deveria dizer que gosto, né (risos)".

Secco diz que ama o Carnaval e que não costuma ficar nervosa no papel de rainha de camarote. 

"Como este não é de fato o meu ofício, não costumo sentir ansiedade. Acho que só fico nervosa para atuar mesmo. De resto eu faço meio brincando", conta.

Ela fala também sobre as musas da sua vida: "Pensando em Carnaval, minhas musas foram Monique Evans e depois a Luma de Oliveira. Elas marcaram a minha vida. Eu as acompanhava desde quando ainda nem pensava em estar neste lugar".

Sabrina Sato, 38, e Juliana Paes, 40, também foram citadas como referências: "Pensando no hoje, a Sabrina é uma grande musa. Ela é um acontecimento. Maravilhosa", elogia. 

"A Ju é uma musa para mim não só no Carnaval, mas na vida. Ela é linda e está sempre de bem com a vida. São pessoas que admiro muito."

Bailarina formada, Secco garante que não tem medo de arriscar no samba e diz que não fica cansada de usar salto alto por muito tempo: "Quando fui madrinha de bateria eu fiz aula de samba. Melhor sambar no saltão do que na sapatilha de ponta, né? (risos)"

Com os cabelos compridos e ruivos para dar vida a Alexia, Deborah Secco faz as contas: esta é a sexta vez que ela muda de visual desde o ano passado. Sincera, a atriz afirma que preferia os fios curtinhos. Quando foi rainha do Camarote Allegria em 2019, ela exibia um corte joãozinho platinado.

"Não gosto do cabelo assim, grande. Fica pesado, dá calor. Prefiro cabelo curto. Mas também não reluto. Entendi que minha profissão é isso: ser pessoas que não sou. Então eu me acostumo."

Com a agenda lotada de compromissos, ela diz que não sobra tempo para ir ao salão de beleza com muita frequência, por isso cuida dos fios em casa mesmo.

"Eu tenho uma linha de produtos que me patrocina e que estou apaixonada. Tem produtos maravilhosos. Eles me ajudam muito. Tenho produto que uso em todas as lavagens para manter a tonalidade do vermelho. Por enquanto eu trato em casa e só vou ao salão para pintar."

Quem adorou o novo visual de Secco foi Maria Flor, 4, fruto de seu casamento com o ator Hugo Moura, 29, com quem está há cinco anos. "Ela gosta muito. Acha mais bonito." 

Já o maridão está no time dos curtinhos: "Mas tudo bem, também não sou muito fã desse cabelo que ele está usando para Malhação. A gente vai se acostumando", pondera a atriz.

Moura está no ar na atual temporada da novela teen da Globo como o professor de luta Daniel.

Em entrevista à Folha de S.Paulo em maio de 2019, o ator afirmou que é bastante crítico com o próprio trabalho e que não se intimida por ser casado com Deborah Secco. "Se as pessoas precisam que eu prove que realmente estou empenhado em ser um bom ator, então vamos provar, vamos cair para dentro [...] Esse estigma é muito forte, mas uso isso como impulso e não como âncora", disse.

Secco afirma que do primeiro capítulo da trama, exibido em abril de 2019, até hoje, o crescimento de Moura foi imensurável.

"Acho que o Hugo fez um excelente trabalho. Além de ser um cara com uma personalidade admirável -tudo o que eu quero ser um dia-, ele é muito determinado, estudioso e humilde. Tenho muito orgulho do Hugo como ator."

A veterana diz ainda que ele também lhe dá feedbacks sobre seu trabalho. "Quem vê de fora pode, independentemente de ter mais ou menos experiência do que você, vê melhor. E nada melhor do que ouvir uma pessoa que você sabe que te ama. Você sabe o quão sincero e cheio de amor é aquele comentário." 

Pedro Bial diz que 'Democracia em Vertigem' é ficção alucinante

Pedro Bial diz que 'Democracia em Vertigem' é ficção alucinante

O apresentador falou sobre o assunto em entrevista ao programa Timeline, da Rádio Gaúcha.

 Pedro Bial,  61, provocou polêmica nesta segunda-feira (3) ao afirmar que o documentário "Democracia em Vertigem", de Petra Costa, "é uma ficção alucinante" e que ele deu muita risada ao ver o filme, que é um dos indicados ao Oscar. 

O apresentador falou sobre o assunto em entrevista ao programa Timeline, da Rádio Gaúcha.

"Achei muito engraçado o filme [Democracia em Vertigem]. É um non sequitur [inconsistência lógica] atrás do outro."

Bial criticou a narração de Petra Costa que, na sua visão, "é miada, insuportável. "Ela fica choramingando o filme inteiro." 

Para ele, a leitura mais interessante para o documentário é a psicanalítica. "É um filme de uma menina dizendo para a mamãe dela que fez tudo direitinho, que ela está ali cumprindo as ordens e a inspiração de mamãe, somos da esquerda, somos bons, nós não fizemos nada, não temos que fazer autocrítica. Foram os maus do mercado, essa gente feia, homens brancos, que nos machucaram e nos tiraram do poder, porque o PT sempre foi maravilhoso e o Lula é incrível", disse ele, em referência à aparição da mãe de Costa, que lutou contra a ditadura militar, no filme 

"É uma ficção alucinante. É mais que maniqueísmo, é uma mentira", afirmou. Apesar dessas características negativas, ele disse que o "filme é bom" e que Petra tem todo o direito de colocar a sua visão da história.

Pedro Bial diz que 'Democracia em Vertigem' é ficção alucinante. Reprodução

Bial citou a análise "Imparcialidade em documentários é ideia superada há muito tempo", feita por Renato Terra, e publicada nesta segunda-feira (3), na Folha de S.Paulo. "É um artigo brilhante, dizendo que de documentário não se deve exigir informação ou objetividade, mas se espera uma experiência. E isso o documentário dela [Petra Costa] provê. Agora cada um reage à experiência de um jeito. Eu reagi às gargalhadas, outros vão reagir com raiva, outros podem reagir se sentindo representados."

Na disputa com o documentário "Indústria Americana", ele diz acreditar que a Academia dará o prêmio ao brasileiro. Mas afirmou que o sírio "For Sama" pode ganhar, embora ainda não tenha visto a produção. 

Bia elogiou outras produções de Petra Costa, como "Elena", de 2012. "Eu acho bacana que ela possa fazer o filme dela, é uma ótima cineasta. 'Elena', o primeiro filme dela, é bem urdido, profundo, bem contado", disse.

03 de fevereiro de 2020

Mulheres se unem após descobrir plano dos homens no BBB 20

Mulheres se unem após descobrir plano dos homens no BBB 20

Os homens da casa estavam tentando encontrar meios de fazer com que elas dissessem algo que as comprometessem no reality.

O plano dos brothers do BBB 20 não durou muito tempo. As sisters descobriram que os homens da casa estavam tentando encontrar meios de fazer com que elas dissessem algo que as comprometessem no reality, e foram tirar satisfação na madrugada desta segunda-feira (2).

A briga começou no quarto, quando Gizelly e Marcela contaram para Mari o jogo dos brothers, revelando o suposto plano de sedução para com ela, que caiu no chorou ao saber. Após a última eliminação, as duas ouviram Hadson dizer que estavam usando Lucas "para distrair, para que as mulheres cedam, as que são casadas lá fora". 

O plano então foi exposto para todas as sisters da casa, mas Hadson negou: "O único plano que existiu entre nós é que a família JJ não votava em JJ. Isso eu assumo e garanto [...] Você está deduzindo coisa errada", disse em frente a todos. "Vamos raciocinar. Me acusem do que quiser, do que eu tenha falado, não do que vocês acham que eu falei. Vamos ser coerentes".

Mais tarde, Bianca, também conhecida por Boca Rosa, questionou as meninas, dizendo que não acreditava que Hadson havia falado tais coisas. "Bia, acorda. O Hadson é o vilão dessa edição", alertou Manu Gavassi. "Não amiga, não adianta, ninguém vai me manipular não", respondeu Bianca.


Mulheres se unem após descobrir 'plano de sedução' dos homens no BBB 20. Reprodução

A influenciadora chegou a perguntar a Hadson sobre se ele era sincero com ela e com Mari, e recebeu um "sim" como resposta. Flayslane, então, questionou "qual o plano para Mari", e Hadson afirmou que seu problema com ela havia sido pelo Castigo do Monstro que ela o deu.

Por ter desacreditado nas colegas da casa, Bianca acabou sendo criticada nas redes sociais e a hashtag "Fora Boca Rosa" subiu no Twitter em poucos minutos, permanecendo como o terceiro assunto mais comentado na manhã desta segunda-feira.

Quem acompanhou o caso foi a cantora Luisa Sonza. Durante a madrugada, ela usou seu Twitter para alertar: "Nunca caiam em conversa de macho! Sempre mulheres juntas. Ai que momento, Brasil". Depois, ela repetiu uma frase dita por Manu Gavassi no reality: "Vamos destruí-los".

Flavia Pavanelli é pedida em casamento pelo namorado

Flavia Pavanelli é pedida em casamento pelo namorado

A influenciadora publicou uma foto em seu Instagram mostrando o anel de noivado e falando sobre o relacionamento dos dois.

 Flávia Pavanelli, 21, foi surpreendida e pedida em casamento pelo namorado, Junior Mendonza, 29, neste domingo (2). A influenciadora publicou uma foto em seu Instagram mostrando o anel de noivado e falando sobre o relacionamento dos dois.

"Nunca pensei que pudesse viver algo tão leve. E foi algo desde o primeiro instante, sabe? Uma paz inexplicável. A gente sempre acha que sabe o que é o amor, até descobri-lo de várias formas (e das melhores possíveis), com respeito, troca diária, parceria e diálogo. Hoje estávamos conversando sobre isso, quando mais uma vez ele me surpreendeu", escreveu a influenciadora, ex-namorada de MC Kevinho. 

O casal está junto desde outubro de 2019, mas o relacionamento só foi a público no fim de novembro. De acordo com Flávia, o pedido foi feito em um momento rotineiro para o casal.

"Você não me esperou estar com a minha melhor roupa, ou minha melhor make porque você enxerga o melhor de mim muito além de uma 'produção'. Só a gente sente, e hoje senti mais ainda, de uma forma única. Eu disse sim, e diria um milhão de vezes novamente com a maior certeza possível em meu coração. Obrigada por ser a pessoa mais pura e especial que já conheci. Obrigada por tirar o melhor de mim todos os dias. Você me ensina, me protege e acima de tudo, me completa. Eu te amo, com todo meu coração. Você é minha maior certeza!", completou.

Após contar a novidade, a influenciadora recebeu elogios de famosos como Renata Kuerten, Lexa, Camila Coutinho, Sophia Valverde e Jade Seba. "Que lindo! Felicidades Fla", escreveu Maisa. 

Lady Gaga é flagrada aos beijos com empresário momentos antes do Super Bowl

Lady Gaga é flagrada aos beijos com empresário momentos antes do Super Bowl

. Segundo o portal Entertainment News, trata-se do empresário e investidor Michael Polansky, que foi fotografado com a cantora em uma varanda de uma casa em Miami, na Flórida.

 Lady Gaga, 33, foi flagrada aos beijos com um moreno na tarde deste domingo (2), momentos antes do Super Bowl, evento mais importante da NFL. Segundo o portal Entertainment News, trata-se do empresário e investidor Michael Polansky, que foi fotografado com a cantora em uma varanda de uma casa em Miami, na Flórida.

Depois disso, os dois foram vistos juntos assistindo ao Super Bowl, no Sun Life Stadium de Miami. Alguns vídeos que circularam na internet mostram os dois vibrando com o jogo, um ao lado do outro.

Gaga e Polansky estariam mantendo um romance há alguns dias. Segundo o ET News, eles já haviam sido vistos juntos na véspera do réveillon, em Las Vegas, e o empresário estaria frequentando shows da cantora, como o AT&T TV Super Saturday Night Show, onde teria até conversado com a mãe de Gaga, Cynthia Germanotta.


Lady Gaga é flagrada aos beijos com empresário momentos antes do Super Bowl. Instagram

Antes deste relacionamento, Gaga enfrentou um boato de que estaria namorando o ator Bradley Cooper, com que dividiu protagonismo no filme "Nasce Uma Estrela". 

A mídia internacional chegou a dizer que os dois estariam morando juntos, e ajudou a esquentar a história o fato de Cooper ter se separado algumas semanas antes da modelo russa, Irina Shayk, 33, com quem estava desde 2015.