• Natal
  • Policlinica
  • Motociclista
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Notícias Entretenimento

13 de dezembro de 2019

Sorocaba anuncia gravidez da noiva Biah Rodrigues:

Sorocaba anuncia gravidez da noiva Biah Rodrigues: "Agora somos 3"

Sertanejo será pai pela primeira vez

Sorocaba, da dupla com Fernando, usou o Instagram nesta sexta-feira (13) para trazer uma novidade aos fãs: vem bebê por aí. O sertanejo compartilhou uma foto para anunciar que sua noiva, a modelo Biah Rodrigues, está grávida de seu primeiro filho.


Foto: Reprodução Instagram 

“E nesta manhã, chegou a melhor notícia da minha vida (das nossas vidas). Nossa família está crescendo, agora somos 3. O amor não se divide, ele se multiplica. Obrigado, meu amor, por escolher viver esse momento tão especial ao meu lado. Amo você e o fruto do nosso amor. Ansioso para viver os próximos dias do resto de nossas vidas. Te amo minha vida”, escreveu o sertanejo.

Biah Rodrigues, que foi eleita Miss Distrito Federal em 2018, também usou a rede social para divulgar e comemorar a novidade: “E no meio de tanta coisa boa que temos vivido, Deus nos surpreende com algo ainda melhor! Seja muito bem-vindo (a), filhote (a)! Nós já te amamos!”.

A notícia repercutiu e diversos internautas deixaram mensagens positivas nos comentários, incluindo algumas celebridades. “Parabéns, que essa criança traga muita luz na vida de vocês”, disse Naiara Azevedo. “Parabéns, ‘Soroquis’. Que Deus abençoe muito”, comentou Mariano, da dupla com Munhoz.

Sorocaba e Biah Rodrigues ficaram noivos há menos de um mês e completaram um ano de namoro em setembro. Em entrevista ao TV FAMA, o cantor teceu elogios a modelo e contou que o casal gosta de muitas coisas em comum, como churrasco e cavalos. Contudo, ele revelou que a amada é bem ciumenta: "Toda mulher tem um pouco de ciúmes".

12 de dezembro de 2019

Patrícia Leitte exibe curvas de biquíni em rede social

Patrícia Leitte exibe curvas de biquíni em rede social

E fã brinca: "Bem plena e a Jojo Todynho surtando"

A ex-BBB Patrícia Leitte usou seu Instagram nesta quinta-feira (12), dia de #tbt, para lembrar viagem a Búzios, no Rio de Janeiro. No clique, a musa deixa a silhueta torneada à mostra a bordo de biquíni vermelho.

“Saudade de lugar incrível! Búzios, te quero de volta! Haha, foi maravilhoso”, escreveu na legenda. Nos comentários, a loira colecionou elogios por sua beleza e boa forma.

“Maravilhosa como sempre”, exaltou uma seguidora. “Como é ser linda assim?”, questionou outra. “Não se preocupe em querer ser perfeita, você sempre foi linda de dentro pra fora”, filosofou mais um. Uma internauta, porém, “desenterrou” a polêmica recente entre a ex-sister e a funkeira Jojo Todynho. “Bem plena e a Jojo surtando”, disparou.

A guerra das musas começou após Patrícia lembrar do tempo em que sofria bullying por ser gordinha. “É simples o que eu vou falar, não vou citar nomes porque não precisa, está todo mundo aí vendo… Quando eu estava no BBB, tinha pessoas aqui fora que me chamavam de porca, de Peppa e hoje estão sendo chamadas por outras pessoas e estão querendo processar, e acham um absurdo. Mas quando fazia comigo, estava tudo legal. Deus é o melhor advogado. Na pele dos outros é refresco”, disparou.

O desabafo foi considerado como indireta por Jojo, que foi chamada por uma influencer de ‘porca’ e já tinha avisado que processaria essa pessoa. “Oi Patrícia, quer biscoito? Quer o quê? Quem é você para falar alguma coisa? Ridícula, quer surfar na onda dos outros, tá passando vergonha, boa pessoa você né? Caráter integro né? Se manca… Porque não falou comigo diretamente? Quer aparecer agora? Ah esqueci, está esquecida”, detonou.


Foto: Reprodução Instagram 

11 de dezembro de 2019

Ferrugem diz que o 'samba tem poder de conquistar o mundo'

Ferrugem diz que o 'samba tem poder de conquistar o mundo'

O cantor está com planos para carreira internacional

Ferrugem, 31, termina o ano de 2019 com a sensação de dever cumprido. Considerado um dos principais nomes da nova geração do samba, ele diz que o DVD "Chão de Estrelas" marca uma fase mais madura de sua carreira.

Na próxima sexta (13), Ferrugem lança "Segundo Plano", última música do DVD do artista, que fará show de lançamento do projeto no dia 21 no Unimed Hall, em São Paulo. O cantor também será uma das principais atrações do Réveillon da praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, no qual fará a contagem regressiva.

"No DVD 'Prazer, Eu Sou Ferrugem' (2018), mostrei todas as minhas influências musicais e meu ídolo Péricles cantou comigo. Durante esse tempo, vim me lapidando para trazer um novo trabalho bem próprio, do jeito que eu queria fazer. Considero 'Chão de Estrelas' o trabalho mais maduro da minha carreira, com muita identidade", afirma o cantor, dono dos álbuns de estúdio "Climatizar" (2015) e "Seja o Que Deus Quiser" (2017).

Há um mês, Ferrugem recebeu de sua gravadora, Warner Music, uma placa comemorativa da marca de 170 milhões de reproduções de streaming de áudio e de vídeos reproduzidos no YouTube do DVD "Chão de Estrelas". Ele também foi o artista de samba e pagode mais ouvido no Deezer neste ano. 


"Estes números são importantíssimos e me trazem a sensação de dever cumprido em relação ao DVD. Agora, a gente já pode pensar em qual será o próximo passo. Vamos gravar um single", afirma o cantor, que se diz bastante empenhado em pesquisar novas canções para interpretar.

Ele adianta à reportagem que vem novidade por aí: "Ouço músicas inéditas o dia inteiro. A galera me manda muita coisa e já temos algumas favoritas pré-selecionadas, para escolher uma e apresentá-la após o Carnaval 2020. Vai ser o início da ponte para que possamos chegar a um novo CD ou DVD. Ainda tem alguma lenha para queimar do 'Chão de Estrelas'".

Foi neste ano também que o dono do hit "Pirata e Tesouro" fez sua primeira turnê internacional, nos Estados Unidos, cujo resultado lhe fez cogitar investir na carreira fora do Brasil. Ferrugem conta que esperava encontrar um público apenas brasileiro, mas se surpreendeu em uma de suas apresentações, em que americanos "embromavam" um português ao cantar suas músicas.

"Para mim foi, incrível. Isso me trouxe a esperança de de repente fazer com que meu trabalho se estenda para outros países. Recebemos mensagem de pessoas nativas do mundo inteiro. México, Espanha, França, Portugal, Estados Unidos... Gente que curte música brasileira e me tem como um artista da playlist deles."

O cantor se mostra confiante e empolgado com a possibilidade: "Nada é impossível. O samba tem essa força, esse poder de conquistar o mundo. Se eu puder fazer um pouquinho para que isso aconteça, vou fazer".

'SEM MIMIMI' 

Inspirado na "Tardezinha", roda de samba vespertina comandada pelo cantor Thiaguinho, que virou sucesso no país, Ferrugem também criou um projeto próprio: o "Ferrugem em Casa", que acontece apenas em escolas de samba.

"Depois de 'Tardezinha', todo mundo entendeu que era interessante fazer um evento de samba com essa pegada. Eu sou o cara que não gosta de historinha, de 'mimimi'. Todo mundo sabe que foi o Thiaguinho o criador disso, junto com o Juninho, Bruninho e a galera do escritório dele. Foi mais uma porta que ele abriu para o samba." 

O cantor, que já se apresentou com o novo projeto nas quadras cariocas da Mangueira, Beija-Flor e Mocidade e nas paulistas Rosas de Ouro e Portela, diz que se surpreendeu com a quantidade de escolas que existem por todo o Brasil e que o "Ferrugem em Casa" é um projeto que mostra o amor que ele e sua equipe têm pelo samba.

"Nós conseguimos levar essa emoção para a galera. Vemos coisas que não estamos acostumados a ver no show comum. Tem muita gente emocionada por ouvir Ferrugem, que é um artista que eles curtem, cantando uma música do Jorge Aragão, por exemplo. Levamos esse repertório bem a sério, para que não seja parecido com o nosso show de estrada que é só Ferrugem."

Amante de eventos informais e shows menores, o cantor tem também o projeto "Ferrugem à Vontade", que acontece apenas no Rio. É um show sem roteiro, com perfil despojado, em que canta diversos estilos musicais e chama convidados ao palco.

10 de dezembro de 2019

Thaynara OG fará o papel de Herodíade na Paixão de Cristo

Thaynara OG fará o papel de Herodíade na Paixão de Cristo

O espetáculo será apresentado de 04 a 11 de abril na cidade-teatro de Nova Jerusalém

Todos os anos, durante a Semana Santa, a cidade-teatro de Nova Jerusalém, localizada no município do Brejo da Madre de Deus, agreste de Pernambuco, a 180 km do Recife, recebe cerca de 70 mil pessoas que vão assistir ao espetáculo da Paixão de Cristo no maior teatro ao ar livre do mundo. A temporada de 2020 acontecerá de 04 a 11 de abril.

Na peça teatral, que este ano completa 53 anos de história, a vida de Jesus é contada em nove palcos-plateia com uma arrojada cenografia que reproduz arruados, ruelas, grandes pátios e jardins da Jerusalém dos tempos de Jesus, como os cenários do Templo, do Fórum Romano, do Palácio de Herodes, da Via Sacra e do Monte do Calvário.

Além disso, um rico figurino e efeitos especiais de última geração completam a grandiosidade do espetáculo. A encenação tem início com a cena do Sermão da Montanha e termina com a espetacular ascensão de Jesus aos céus. A peça começa diariamente às 18h, mas os portões são abertos ao público às 16h.

O evento não tem caráter religioso. Trata-se de um espetáculo teatral que recebe um público diversificado, incluindo turistas que são atraídos pelo entretenimento cultural e grupos ligados a igrejas cristãs.

Outro ponto alto do espetáculo da Paixão de Cristo é o elenco, que é formado por renomados atores e atrizes que conferem à encenação uma carga dramática intensa por meio de interpretações magistrais que emocionam e dão força ao realismo das cenas.

Como acontece todos os anos, em 2020, a encenação contará com a participação de artistas conhecidos da teledramaturgia nacional como Caco Ciocler (Jesus), Edson Celulari (Herodes), Christine Fernandes (Maria), Juliana Knust (Madalena) e Sérgio Marone (Pilatos), além da destacada influenciadora digital Thaynara OG, que fará o papel de Herodíades.

Além dos artistas convidados, o elenco é formado também por mais de 50 atores e atrizes pernambucanos, entre os quais se destacam Ricardo Mourão (Caifás), José Barbosa (Judas), Júlio Rocha (Pedro) e Ricardo Japiassu (Anás).

Ao todo, 450 atores e figurantes atuam no espetáculo sob a direção artística de Carlos Reis e Lúcio Lombardi. Além disso, a Paixão agrega cerca de 600 profissionais incluindo técnicos, eletricistas, sonoplastas, contra regras, maquiadores, cabeleireiros, e camareiras, entre outros.

Segundo o presidente da Sociedade Teatral de Fazenda Nova, Robinson Pacheco, que também é o coordenador geral do espetáculo, boa parte desses profissionais trabalham o ano todo para que, durante a temporada, tudo fique perfeito. “Desde o início, quando as encenações aconteciam nas ruas da Vila de Fazenda Nova, o espetáculo é realizado com muito suor, muita dedicação e comprometimento de todos os envolvidos. “Nós nos esmeramos na riqueza dos detalhes e no realismo das cenas a fim de proporcionar ao nosso público uma viagem no tempo, na qual as pessoas possam viver emoções como se estivessem presenciando os fatos que aconteceram há mais de dois mil anos”, afirma Robinson Pacheco.

O esforço e a seriedade empreendidos na montagem do espetáculo da Paixão de Cristo traduzem-se na satisfação revelada pelo público nas pesquisas de opinião. Todos os anos, cerca de 98% dos pesquisados consideram o espetáculo ótimo ou bom. Além disso, quase 50% do público retornam para assistir ao espetáculo da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém pelo menos mais uma vez. Não é sem motivos, portanto, que, ao longo dos seus mais de 50 anos de história, a Paixão de Cristo já registra um público acumulado de mais de 4 milhões de expectadores. 

A maior parte do público chega a Fazenda Nova para assistir os espetáculos da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém através de ônibus de turismo e vans, que é a forma mais fácil e cômoda. Esses serviços de traslados têm preços variados e podem ser encontrados facilmente na internet. Existem também iniciativas independentes de grupos de amigos, igrejas, clubes e associações, que formam caravanas para assistir ao espetáculo. Muitas pessoas também preferem ir de automóvel. A estrada que liga a cidade-teatro à capital pernambucana e ao município de Caruaru é duplicada na maior parte do trajeto, oferecendo conforto e segurança para os viajantes. 

Whindersson Nunes sensualizando é o tuíte mais curtido do ano

Whindersson Nunes sensualizando é o tuíte mais curtido do ano

Na legenda, Whindersson não perde a chance de mais uma piada e lança: "Marina Ruy Barbosa, porque está chorando?".

O influenciador e humorista piauiense Whindersson Nunes mostrou mais uma vez que reina nas redes sociais. Um tuíte postado por ele com um vídeo de 48 segundos em que encarna, com sua característica ironia, o papel de modelo e sensualiza com seu cabelo foi a postagem mais comentada no Twitter brasileiro neste ano.

Foram 341.201 curtidas até a publicação deste texto, além de 54.820 retuítes e 6.500 comentários. Na legenda, Whindersson não perde a chance de mais uma piada e lança: "Marina Ruy Barbosa, porque está chorando?".

O humorista tem ainda outros dois posts na lista dos dez mais divulgados de janeiro até 15 de novembro, segundo o Twitter. Em segundo lugar, o vídeo em que canta a música que compôs em homenagem ao cantor Gabriel Diniz, autor do hit "Jenifer", morto em maio deste ano em um acidente aéreo. São mais de 284 mil curtidas. E, em sétimo, o susto que dá em Sofia, irmã mais nova de sua mulher, Luísa Sonza. 

O ranking traz também ilustres desconhecidos. O terceiro lugar, por exemplo, é a usuária Lelia, que angariou 280 mil curtidas com vídeo em que dança com o avô em  eu aniversário de 103 anos.

Como esperado, o piauiense Whindersson também está na lista dos tuiteiros mais comentados do Brasil, uma espécie de "conjunto da obra" do ano. Ele fica em oitavo lugar. 

No topo da lista, está Luscas, o engenheiro autointitulado "presidente do Twitter" e cujas postagens são seguidas por 5,93 milhões de pessoas. 

Marie Fredriksson, do duo sueco Roxette, morre aos 61 anos

Marie Fredriksson, do duo sueco Roxette, morre aos 61 anos

Ela lutava contra um câncer há 17 anos. A informação foi confirmada por um comunicado oficial.

A cantora sueca Marie Fredriksson, vocalista da banda Roxette, morreu na manhã desta terça (10), aos 61 anos. Ela lutava contra um câncer há 17 anos. A informação foi confirmada por um comunicado oficial.

"Não faz tanto tempo que nós passamos dias e noites em meu pequeno apartamento dividindo sonhos impossíveis. E que sonho nós eventualmente pudemos dividir! Estou honrado por ter conhecido seu talento e generosidade. As coisas nunca mais serão as mesmas", escreveu o guitarrista Per Gessle, seu parceiro musical, em suas redes sociais.

Formado por Marie Fredriksson e Per Gessle, o grupo Roxette foi fundado em 1986. Com o single "The Look", do segundo disco "Look Sharp", a dupla ficou famosa no mundo inteiro. Com mais de 80 milhões de discos vendidos, hits como  "Listen to Your Heart" e "It Must Have Been Love" marcaram os anos 1990. 

Em 2002, Fredriksson foi diagnosticada com um tumor no cérebro e teve que ficar fora dos palcos até 2009, para afastar-se novamente em 2016 e cuidar de sua saúde. Os últimos shows da banda no Brasil foram em 2011 e 2012. 

Marie nasceu em 30 de meio de 1958, no sul da Suécia. Ela deixa um marido, o tecladista, Mikael Bolyos, e dois filhos.


Marie Fredriksson, da Roxette, inspirou trilhas de novelas que marcaram os anos 1990

A voz da cantora Marie Fredriksson, morta nesta segunda-feira (9) aos 61 anos, embalou momentos românticos de algumas das novelas mais icônicas dos anos 1990. A sua banda de pop rock, a Roxette, que dividia com o guitarrista Per Gessle, garantiu espaço nos CDs das trilhas internacionais de obras como "Perigosas Peruas" e "O Sexo dos Anjos".

Marie lutava contra um câncer há 17 anos. A informação da morte foi confirmada por um comunicado oficial de seu empresário. Ela deixa o marido, o tecladista Mikael Bolyos, e dois filhos.

Um dos maiores hits da banda Roxette, fundada em 1986, foi "Spending My Time", que embalou as cenas de Cidinha, personagem de Vera Fischer em "Perigosas Peruas", exibida pela Globo em 1992, segundo o portal Memória Globo, da emissora. 

Outro de seus grandes sucessos, "Listen to Your Heart", foi tema central do casal de protagonistas Adriano (Felipe Camargo) e Isabela (Isabela Garcia) de "O Sexo dos Anjos", novela da Globo exibida entre 1989 e 1990. 

Em "Um Anjo Caiu do Céu", que foi ao ar em 2001 na Globo, a música "Milk and Toast and Honey" foi a trilha do casal Kiko (Jonatas Faro) e Dorinha (Sthefany Brito). 

Mais recentemente, em 2012, a novela da Globo "Aquele Beijo" usou em algumas de suas cenas o single "No One Makes It On Her Own", composto por Per Gessle e interpretado pela banda.

Religiosos protestam contra filme do Porta dos Fundos

Religiosos protestam contra filme do Porta dos Fundos

Os protestos de 2019 têm como mote o especial de Natal que o grupo colocou no ar na semana passada na plataforma Netflix, chamado A Primeira Tentação de Cristo.

Entre as tradições de fim de ano, ao lado do show do Roberto Carlos e daquela música da Simone, uma tem ganhado força: a ira de grupos religiosos, sobretudo evangélicos, com o Porta dos Fundos.

Os protestos de 2019 têm como mote o especial de Natal que o grupo colocou no ar na semana passada na plataforma Netflix, chamado A Primeira Tentação de Cristo.

É um programa de 46 minutos, em vez dos esquetes curtos pelos quais o Porta é mais conhecido. Resumindo para quem não viu (e sem dar spoiler), o enredo satiriza uma das passagens mais importantes da vida de Jesus, quando ele, já perto dos 30 anos, jejua por 40 dias no deserto, após ser batizado.

Nesse período, é tentado pelo Diabo, mas resiste às investidas. De volta do retiro, dá início às suas pregações e milagres, até ser crucificado, três anos depois. Na versão do Porta, Jesus (Gregório Duvivier) traz um amigo meio esquisitão (Fábio Porchat) para casa, ao retornar do deserto, bem na noite de Natal.

O filho de Deus vive um romance gay, em outras palavras, para espanto de José, Maria, reis magos e até de Deus. A saraivada contra a sátira começou quase que imediatamente.

A Coalizão pelo Evangelho, grupo que reúne representantes de dezenas de igrejas pelo Brasil, iniciou uma campanha pelo cancelamento da assinatura da Netflix.

"Manter-me na qualidade de um patrocinador de produções cinematográficas que zombam e vilipendiam o Senhor é o mesmo que esbofeteá-lo, cuspir nele, bater em sua cabeça para lhe enterrar os espinhos da coroa", escreveu o pastor Joel Theodoro, da Igreja Presbiteriana do Bairro Imperial, no Rio de Janeiro.

Pastor da Igreja Trindade, em São José dos Campos (SP), Thiago Guerra formulou um decálogo sobre qual deveria ser a relação de cristãos com o episódio do Porta veiculado pela Netflix.

"Todo cristão tem a responsabilidade de ser 'sal' nesse mundo, ou seja, evitar a putrefação constante de nossa sociedade. Portanto o engajamento cultural do cristão é uma obrigação", afirma ele, ao explicar por que defende o boicote à plataforma de vídeos como resposta.

Outro a protestar contra a produção foi o deputado federal Marco Feliciano (Podemos-SP), um dos expoentes da bancada evangélica, que escreveu, numa rede social: "Está na hora de uma ação conjunta das igrejas e pessoas de bem para dar um basta nisso. Unidos somos fortes!".

Já o ator Carlos Vereza, conhecido por suas posições de direita, chamou os integrantes do Porta dos Fundos de "lamentáveis", "idiotas pretensiosos" e daí pra baixo.

No passado, já houve críticas de conservadores ao Porta dos Fundos, em ocasiões em que satirizaram a religião. Eles estão acostumados, portanto.

O especial de Natal de 2018, por exemplo, ironizava a Santa Ceia, e acabou de ser agraciado com o prêmio Emmy Internacional. O grupo também já sofreu críticas de outras formas. Foram processados pelo Botafogo (sim, o time) por um esquete, mas ganharam a ação judicial.

A assessoria de imprensa do Netflix foi procurada para comentar a campanha de cancelamento de assinaturas, mas não foi encontrada.

Os integrantes do Porta dos Fundos não responderam aos pedidos de comentário até a conclusão deste texto.

Marília Mendonça apoia cantora negra preterida por Silvio Santos

Marília Mendonça apoia cantora negra preterida por Silvio Santos

Marília Mendonça compartilhou em seus perfis no Instagram e no Twitter um vídeo de Jennyfer Oliver cantando "Supera", um dos hits do álbum "Todos os Cantos".

Marília Mendonça  compartilhou em seus perfis no Instagram e no Twitter um vídeo de Jennyfer Oliver  cantando "Supera", um dos hits do álbum "Todos os Cantos". Essa foi a forma da cantora goiana manifestar seu apoio à candidata negra preterida por Silvio Santos em um dos quadros do "Programa Silvio Santos" do domingo (8). 

Oliver participou de uma disputa com outras três cantoras, todas brancas, e foi a escolhida do público como vencedora. Contrariado com o resultado, Silvio Santos entregou o maior prêmio a outra candidata. Antes disso, o apresentador havia impedido que a competidora cantasse a música "Caneta Azul", já entoada pelas outras participantes alegando que a canção "era chata".


Marília Mendonça presta apoio a cantora negra preterida por Silvio Santos. Reproção/ Storie Instagram

O conteúdo foi postado por Mendonça junto com a legenda: "Toma todos os prêmios e visibilidade do meu Instagram e Twitter para você, sua linda! Você merece!". Emocionada, Oliver fez um vídeo para agradecer o apoio que recebeu de Marília e também de várias pessoas que se solidarizam com o que aconteceu a ela.

Jennyfer também usou as redes para explicar que o programa havia sido gravado há cerca de três semanas e que ela acreditava que esse trecho seria suprimido na edição. Ela disse, ainda, ter se sentido prejudicada como artista e constrangida com o que ocorreu. 

Procurada, a assessoria de Silvio Santos não se manifestou sobre o assunto até a publicação deste texto.

Ivete Sangalo barra entrada do governador do Rio de Janeiro, em seu camarim

Ivete Sangalo barra entrada do governador do Rio de Janeiro, em seu camarim

De acordo com a coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo, ao saber do pedido do político a artista teria avisado à sua produção que não gostaria de recebê-lo.

Ivete Sangalo , 47, teria se recusado a receber o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, 51, (PSC) em seu camarim. O pedido teria acontecido enquanto a cantora se preparava para encerrar a comemoração dos 50 anos do escritório Sérgio Bermudes Advogados nesta sexta-feira (6).

De acordo com a coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo, ao saber do pedido do político a artista teria avisado à sua produção que não gostaria de recebê-lo. O evento ocorreu no luxuoso hotel Copacabana Palace e contou com cerca de 3.300 convidados. Procurada, a assessoria de Sangalo não havia comentado o assunto até a publicação deste texto.

No início de novembro, Sangalo perdeu um de seus irmãos, Jesus, vítima de complicações em decorrência de uma cirurgia bariátrica. Ele era empresário de Ivete até ser demitido, em 2011, por supostos desvios na produtora Caco de Telha, que gerencia a carreira da cantora. Em entrevista ao Câmera Record de 2016, Jesus negou que tivesse sido responsável pelo desfalque na empresa.


Ivete Sangalo barra entrada do governador do Rio de Janeiro, em seu camarim. Instagram

Disse que após o rompimento com a cantora, ele havia sido forçado a vender cosméticos para sobreviver e que não sentia a falta da irmã. "Eu estava me afastando da maior estrela do país, que ajudei a chegar onde estava", disse à época ao programa da Record.

Jesus Sangalo disse ainda, na mesma entrevista a Record, que a irmã não saiu em sua defesa. "Isto me prejudicou absurdamente. Não só profissionalmente, como psicologicamente. Foi terrível para mim."

09 de dezembro de 2019

Negra, candidata da África do Sul vence Miss Universo e leva 3ª coroa

Negra, candidata da África do Sul vence Miss Universo e leva 3ª coroa

Ela quebrou um jejum de apenas dois anos para sua terra natal. Antes dela, ocuparam o posto as sulafricanas Demi-Leigh Nel-Peters (2017) e Margaret Gardiner (1978).

A representante da África do SulZozibini Tunzi , 25, foi eleita na noite neste domingo (8) a Miss Universo 2019, e leva para seu país a terceira coroa do concurso. Ela quebrou um jejum de apenas dois anos para sua terra natal. Antes dela, ocuparam o posto as sulafricanas Demi-Leigh Nel-Peters (2017) e Margaret Gardiner (1978).

Negra e de cabelos curtíssimos, a nova Miss Universo impactou pelo discurso coerente e pela elegância. Especialistas consultados pelo F5 acertaram quando analisaram que uma mulher negra poderia vencer este ano, uma vez que a última negra coroada foi a angolana Leila Lopes, em 2011.

"Eu cresci em um mundo onde mulheres como eu, com a minha pele e meu cabelo, nunca foram consideradas bonitas. Já chegou a hora de parar com isso. Eu quero que crianças olhem pra mim e vejam os seus rostos refletidos no meu", respondeu Tunzi ao final, quando questionada sobre qual seria sua principal atuação caso vencesse.

O show da final aconteceu em Atlanta (EUA) e contou com um total de 90 misses. Tunzi recebeu a coroa das mãos da filipina Catriona Gray, 25, Miss Universo 2018.

Em segundo e terceiro lugares ficaram, respectivamente, as misses Porto Rico, Madison Anderson, 24, e México, Sofía Aragón, 25. Completaram o top 5 as representantes da Colômbia, Gabriela Tafur Nader, 24, e Tailândia, Paweensuda Drouin, 25. No grupo de dez semifinalistas ficaram ainda as misses Estados Unidos, Peru, Islândia, França e Indonésia.

Favorita disparada entre fãs e especialistas de concursos, a mineira Júlia Horta, 25, foi eliminada da competição. Após entrar no grupo de 20 semifinalistas, ela não fez o segundo corte.

"Como Miss Brasil e como mulher eu preciso lutar pelos direitos humanos. Quero que minha voz seja ouvida contra a agressão. Graças às famílias do passado, hoje eu tenho vários direitos e quero continuar a lutar por essa geração e pelas próximas", disse Horta ao ser chamada na primeira classificação.

No Brasil, a transmissão ficou por conta da Band TV (com atraso) apresentado por Renata Fan, Miss Brasil 1999. Além disso, também haviam opções na TV paga e na internet.

O show de 2019 Com um número musical da cantora Ally Brooke, ex integrante do grupo feminino "Fifth Harmony", o concurso começou com uma desengonçada, porém característica, coreografia das candidatas. As 90 misses entraram ao mesmo tempo no palco para recepcionar o humorista americano Steve Harvey, que pela quinta vez consecutiva apresenta o show da final. 

Foi ele que, em 2015, viralizou o concurso após errar o nome da vencedora. "Nada é maior que o universo", bradou o anfitrião em seu discurso inicial.

Logo em seguida, anunciaram o Top 20, o time das 20 misses semifinalistas da edição. Esse primeiro corte é formado por quatro grupos de cinco moças cada. É a segunda vez seguida que o concurso realiza esse corte setorizado por continentes. 

O primeiro é de beldades da África, Ásia e Oceania, o segundo de representantes da Europa, o terceiro das Américas, e o quarto, chamado de "Wild Cards", congrega escolhidas não especificadas por região - confira lista completa ao fim do texto.

Depois, cada uma das escolhidas teve sua vez para falar durante 15 segundos ao microfone. Após o anúncio do Top 10, aconteceu o desfile de biquíni, a primeira entrada de Catriona Gray e o desfile em traje de gala. O roteiro ainda contou com as perguntas finais, a despedida de Gray, e os anúncios das colocações.

Edição enxuta e com misses antigas Entre comentaristas e jurados, participaram da transmissão personalidades do mundo miss, como a japonesa Riyo Mori (Miss Universo 2007), a colombiana Paulina Vega (Miss Universo 2014) e as americana Olivia Culpo (Miss Universo 2012), Cara Mund (Miss America 2018) e Crystle Stewart (Miss EUA 2008).

O Miss Universo é considerado uma das mais importantes competições de beleza do planeta ao lado do Miss Mundo, e celebrou nesta noite sua 68ª edição com um formato desgastado. 

Desde que o presidente americano Donald Trump vendeu os direitos do concurso em 2014, o certame vem tentando com muito afinco ser "pop" e inclusivo. Porém, a organização deve ter percebido que é vital para o evento, e também seu maior desafio, mudar a fama jurássica de propagador da objetificação do corpo feminino. 

Em um formato enxuto, o concurso de 2019 teve apenas dez dias de confinamento e um cronograma de atividades escasso. Apesar da impressão de desleixo, o evento celebrou o retorno da rede latina Telemundo para transmissão da final em espanhol. A parceria foi interrompida após declarações polêmicas de Trump -à época ainda candidato presidencial. 

África do Sul, Zozibini Tunzi, 25

Indonésia, Frederika Alexis Cull, 19

Vietnã, Hoang Thuy, 27

Nigéria, Olutosin Araromi, 25

Tailândia, Paweensuda Drouin, 25

Europa

Albânia, Cindy Marina, 21

França, Maeva Coucke, 25

Islândia, Birta Abiba Thorhallsdottir, 19

Croácia, Mia Rkman, 22

Portugal, Olga Bulawa, 27

Américas

Porto Rico, Madison Anderson, 24

Peru, Kelin Rivera, 26

República Dominicana, Clauvid Dály, 19

México, Sofía Aragón, 25

Estados Unidos, Cheslie Kryst, 28

Wildcard - sem região especificada

Filipinas, Gazini Ganados, 23

Venezuela, Thalía Olvino, 20

Índia, Vartika Singh, 28

Brasil, Júlia Horta, 25

Colômbia, Gabriela Tafur, 24

Com Patrick Wilson, continuação de 'Invocação do Mal' ganha nome

Com Patrick Wilson, continuação de 'Invocação do Mal' ganha nome

Quem contou a novidade foi o apresentador brasileiro Marcos Mion , que também liberou um teaser exclusivo do filme, com Patrick Wilson e Vera Farmiga retornando como o casal Warren.

Foi anunciado na Comic Con Experience deste ano, em São Paulo, o título oficial da continuação de uma das principais franquias de terror do mundo. "Invocação do Mal 3 - A Ordem do Demônio" é o mais novo filme do diretor Michael Chaves, e tem estreia prevista para 10 de setembro de 2020.

Quem contou a novidade foi o apresentador brasileiro Marcos Mion , que também liberou um teaser exclusivo do filme, com Patrick Wilson e Vera Farmiga retornando como o casal Warren. O anúncio foi feito no painel da Warner neste domingo (8), que é o último dia da CCXP 2019. 

O longa contará a história da investigação da possessão de um jovem garoto de Connecticuts (EUA), que levará eles até "casos sinistros", segundo Mion. Os quatro primeiros filmes da série foram "Invocação do Mal" (2013), "Annabelle" (2014), "Invocação do Mal 2" (2016) e "Annabelle 2: A Criação do Mal" (2017).


Com Patrick Wilson, continuação de 'Invocação do Mal' ganha nome e teaser. Reprodução

Durante as filmagens do primeiro longa da franquia, Vera Farmiga garantiu que foi assombrada. Ela registrou em seu celular o momento em que abriu o seu laptop de manhã e viu marcas de garras na tela. Pouco tempo depois, as mesmas marcas apareceram na coxa da atriz. 

Shanley Caswell, que contracenou com Farmiga na época, conta que todo o elenco acordava, misteriosamente entre 3h e 4h na madrugada. No filme, esse seria o primeiro passo para ser possuído. "Comecei a ter certeza de que seria possuída", contou a atriz, que pediu para dormir com a colega Hayley McFarland por se sentir "constantemente vigiada". 

'Ancine está destruída', diz Wagner Moura ao exibir 'Marighella'

'Ancine está destruída', diz Wagner Moura ao exibir 'Marighella'

Inspirado no livro escrito pelo jornalista Mário Magalhães, "Marighella, o Guerrilheiro que Incendiou o Mundo", a história acompanha os últimos cinco anos de vida do ex-deputado –do golpe militar, em 1964, até o seu assassinato, em 1969.

Em um dos auditórios da Universidade de Columbia, a anfitriã do "African Diaspora International Film Festival" anunciou no último sábado (7), minutos antes da transmissão de "Marighella", que o diretor Wagner Moura  iria "trocar algumas palavras" com o público após o filme. A surpresa arrancou "uaus" da plateia.

A cinebiografia do guerrilheiro comunista Carlos Marighella enfrenta um imbróglio burocrático na Ancine (Agência Nacional do Cinema) e, por isso, ainda não foi lançada no Brasil.

Inspirado no livro escrito pelo jornalista Mário Magalhães, "Marighella, o Guerrilheiro que Incendiou o Mundo", a história acompanha os últimos cinco anos de vida do ex-deputado –do golpe militar, em 1964, até o seu assassinato, em 1969.

O público presente, não mais que 70 pessoas (em grande parte brasileiros expatriados), estava ansioso para saber sobre as dificuldades que a produção tem enfrentado para lançar o filme no Brasil.

"Eu não gosto de falar do 'Marighella' como um caso isolado: todo o universo da cultura, no Brasil, está basicamente destruído. A Ancine está destruída. Acabada. Game over. E esse é o jeito que eles fazem hoje: a censura não é como a da ditadura militar, que dizia 'isso é proibido'", disse.

"Hoje eles infiltram pessoas nessas agências, e elas tornam tudo impossível de acontecer. Foi isso que fizeram com 'Marighella'. Eles acharam uma forma de tornar o lançamento impossível do ponto de vista burocrático. Mas nós iremos achar um jeito." A fala foi aplaudida.

Ainda sobre a conjuntura das políticas públicas de cultura no Brasil e a reação da classe artística, Wagner Moura lembrou de um artigo de opinião que escreveu para a Folha, em março de 2017, quando endossava o poder da resistência dos artistas na gestão Michel Temer.

"Eu percebi que essas pessoas têm medo do que um artista pode fazer. Essa é a natureza da arte. Dos filmes, das peças. Essas coisas fazem as pessoas pensarem. Mesmo se não for uma produção diretamente política, ela representa uma ameaça. Então o que eu diria para os artistas, é: continue fazendo o que você faz. E, naturalmente, seja selvagem. Quanto mais radical melhor."

Nesse contexto, elogiou os atores do filme, contando que aqueles que interpretaram os guerrilheiros pediram para que seus personagens tivessem seus próprios nomes. Segundo o diretor, esse foi o modo do elenco manifestar o apoio à história, como quem "assina embaixo" do que está sendo dito.

O filme estreou em fevereiro no Festival de Berlim e, no último final de semana, foi transmitido em duas sessões em Nova York: na Universidade de Columbia (7) e no Cinema Village (8) como parte da programação do "African Diaspora International Film Festival". 

Criado em 1993, o festival americano transmite filmes que incluam a problemática racial na sua trama, com o objetivo de redesenhar a experiência negra no cinema. Nesse sentido, o evento se preocupa em abordar a representatividade nas produções cinematográficas. 

Esse debate também se fez presente após a transmissão de "Marighella", ao que Moura afirmou ter escolhido Seu Jorge para interpretar o guerrilheiro pois, dentre outras coisas, queria trabalhar com um ator que fosse negro. 

"A princípio, pensei em Mano Brown, porque queria alguém que tivesse esse espírito de guerrilha que o Marighella tinha. Chegamos a trabalhar por um mês, mas ele estava com outros projetos e seria difícil se comprometer com o filme. De qualquer forma, para mim, era muito importante que o ator fosse negro. O que eu não poderia fazer era selecionar um ator que fosse branco para fazer esse personagem." 

Como resposta aos demais questionamentos sobre desigualdade racial, Moura ressaltou que é preciso discutir a respeito do racismo estrutural que está embasado na sociedade brasileira. Problematizou as conjunturas socioculturais do país, da situação muitas vezes precária das trabalhadoras domésticas à atuação da polícia na favela.

"Afinal, não mudamos muito", completou. "Pensem que nos anos 1960 um homem negro como Marighella, de esquerda, foi morto pela polícia a tiros dentro de um carro. E 50 anos depois aconteceu a mesma coisa com uma mulher negra, de esquerda, provavelmente executada por agentes do Estado [referindo-se a Marielle Franco]. Precisamos falar sobre isso. As semelhanças são assustadoras", concluiu.

07 de dezembro de 2019

Emma Watson e Meryl Streep estreiam com 'Mulherzinhas'

Emma Watson e Meryl Streep estreiam com 'Mulherzinhas'

Mais de 150 anos se passaram desde que a escritora Louisa May Alcott publicou seu "Mulherzinhas", drama sobre o amadurecimento de quatro irmãs durante a Guerra Civil americana.

Mais de 150 anos se passaram desde que a escritora Louisa May Alcott publicou seu "Mulherzinhas", drama sobre o amadurecimento de quatro irmãs durante a Guerra Civil americana. 

A história das garotas da família March foi adaptada inúmeras vezes para teatro, TV, ópera e até para animação japonesa. A diretora e roteirista Greta Gerwig ("Lady Bird: A Hora de Voar") sabia que uma oitava adaptação para o cinema precisaria ser especial.

"Relendo o livro, adorei perceber como havia muitos pontos de interesse para mim, porque é sobre arte, mulheres e dinheiro, como essas coisas caminham juntas", explicou Gerwig, após a primeira exibição do seu "Adoráveis Mulheres" em Hollywood, ainda em outubro. "Encontrei inspiração na vida de Louisa May Alcott durante a época em que escreveu 'Mulherzinhas'."

O filme, escolhido para abrir o Festival do Rio, nesta segunda (9), e com data de estreia prevista para 9 de janeiro em circuito, é uma adaptação fiel do texto de Alcott sobre a situação social das mulheres no fim do século 19. Mas agora a obra recebe uma atualização para se adequar aos novos movimentos feministas.

Nele, Jo March (Saoirse Ronan, talvez a atriz jovem mais talentosa da atualidade) não se contenta em desistir da carreira de escritora. Pelo contrário. Como uma Taylor Swift ficcional do século 19, ela enfrenta seu editor machista (Tracy Letts) para obter direitos financeiros ao publicar mais um sucesso literário numa época em que poucas mulheres conseguiam fazê-lo.


Emma Watson e Meryl Streep estrelam versão para o cinema de 'Mulherzinhas'. Reprodução

"Na vida real, Alcott nunca se casou ou teve filhos, mas manteve os direitos autorais da sua obra. Ela ganhou muito dinheiro e sustentou toda a família, que sempre foi pobre", afirmou a diretora à revista Variety. "Senti que, por poder entregar o destino que Alcott realmente quis para Jo, talvez tenhamos chegado a algum lugar."

Ninguém melhor que Gerwig para promover uma releitura de um clássico sobre independência feminina e equiparação artística. No ano passado, com "Lady Bird", ela foi a primeira cineasta mulher indicada ao Oscar de melhor direção por um filme de estreia –e apenas a quinta indicada para a categoria em 90 anos.

Mas "Adoráveis Mulheres" já estava em sua vida antes de a Academia reconhecer seu talento. "O livro era importante para mim desde antes de pensar em fazer cinema. É tão próximo que sinto fazer parte da minha biografia", disse a cineasta no evento acompanhado pela reportagem. "Quando comecei a escrever o roteiro, percebi como as minhas emoções em relação ao texto ainda estavam imaculadas."

Apesar de toda a paixão pelo material, ela não foi a primeira opção da Sony para o comando da produção de US$ 42 milhões. O nome de Sarah Polley ("Longe Dela") estava na mente da produtora Amy Pascal, quando o projeto começou a tomar forma.

Mas Greta Gerwig, que já tinha o premiado roteiro de "Frances Ha" (2012) no currículo e vários papeis como atriz, perseguiu Pascal até conseguir o emprego. "Foi antes de dirigir 'Lady Bird'. Não estava no topo da lista de ninguém, mas tinha certeza de que precisava fazer esse filme. Não costumo aparecer de surpresa nos escritórios das pessoas para dizer que devem me contratar."

De certa maneira, foi neste estilo ousado que Saoirse Ronan, atriz de 25 anos mas com três indicações ao Oscar nas costas, conseguiu o papel principal. "Quando estávamos fazendo a divulgação de 'Lady Bird', ouvi que Greta iria adaptar 'Mulherzinhas'. Nunca peço papéis diretamente, pois não acho que o diretor vai me querer. Mas com esse projeto, falei para Greta: 'Eu não deveria interpretar Jo? Fica a dica, vá pensar sobre isso'. Foi tão arrogante que me deixou chocada", disse Ronan, gargalhando, ao lado da diretora.

Deu certo. Duas semanas depois de explicitar seu desejo de viver a protagonista de "Adoráveis Mulheres", ela recebeu um email da diretora aceitando sua dica. "Dizia apenas 'Ok, você pode ser Jo'", lembrou a atriz. "Estava em Londres e comecei a ler tudo de novo, revisitar o material original. Li a descrição da personagem para uma amiga e ela falou: 'Ela é você'. Foi incrível."

Para o papel da talentosa e mimada Amy March, que forma um triângulo amoroso com Jo e o charmoso Laurie (Timothée Chalamet), Greta Gerwig foi atrás de Florence Pugh, outra estrela em ascensão.

Inicialmente, a primeira reunião correu sem problemas, mas Pugh estava comprometida com "O Mal Não Espera a Noite - Midsommar", que exigiria quatro meses em Budapeste.

"Não achava que iria funcionar", afirmou ela, durante a mesma sessão em Hollywood. "Mas Greta terminou nossa primeira reunião dizendo como estava empolgada por fazer esse filme comigo. Não era para ter dado certo, mas todo mundo fez um esforço."

O esforço foi também da própria Pugh. Enquanto filmava cenas de horror como uma personagem afundada no luto, ligava para a equipe de "Adoráveis Mulheres" para se preparar para uma personagem cheia de vida. 

"Terminei de rodar uma cena correndo e gritando por um campo e mandei uma mensagem dizendo que veria todo mundo em duas semanas. Interpretar Amy foi a melhor terapia depois de pôr fogo em namorados", brincou a atriz.

"Adoráveis Mulheres" ainda se completa com Emma Watson no papel de Meg March, a mais velha e a mais tradicional das irmãs; Laura Dern como a matriarca Marmee, que espera a volta do marido da guerra; e Meryl Streep participando no papel da rica tia March.

"Escrevi duas versões antes mesmo de dirigir 'Lady Bird' e descobri que Meryl é fã de 'Mulherzinhas'. Num almoço, ela começou a me passar diversas sugestões e roubei várias para o filme", contou Gerwig. 

"Meryl disse que interpretaria a velha de guerra, o machado da família March. Ela marcou seu território e eu apenas acatei. Meryl Streep pode interpretar qualquer coisa."

Anitta cancela show no interior de SP por crise de faringite

Anitta cancela show no interior de SP por crise de faringite

A apresentação foi transferida para domingo (8) à noite.

Anitta,  26, cancelou um show que faria na noite desta sexta-feira (6) em uma festa agropecuária em Avaré (a 265,5 km de São Paulo). Segundo comunicado divulgado pelos organizadores, a cantora teve uma crise de faringite. A apresentação foi transferida para domingo (8) à noite. 

"O voo da cantora estava programado para partir do Rio de Janeiro por volta das 18h30. Toda a equipe que acompanha Anitta em seus shows já estava em Avaré e sua estrutura de palco preparada para a apresentação desta noite", diz o comunicado da Emapa (Exposição Municipal Agropecuária de Avaré).

Na quinta-feira (5), Anitta postou vídeos nas redes sociais contanto que estava doente, com febre. Na sexta-feira, antes de cancelar o show em Avaré, disse que estava poupando a voz.


Anitta cancela show no interior de SP por crise de faringite. Instagram/Stories

A produção da festa lamentou o ocorrido e confirmou a apresentação de Kevinho, que já estava programada para acontecer no mesmo dia. No domingo, o espetáculo da cantora vai anteceder o show da dupla Jorge e Mateus. 

A festa agropecuária tem portões abertos e entrada gratuita, mas são comercializados ingressos para camarotes e área vip. De acordo com o comunicado dos organizadores, informações sobre o acesso a essas áreas especiais devem ser obtidas diretamente nos pontos de venda ou nos locais. 

Gretchen comemora nascimento da neta Allya

Gretchen comemora nascimento da neta Allya

O bebê nasceu na França, com mais de 3 kg e passa bem, segundo a artista, que chamou a criança de seu presente de Natal.

A cantora Gretchen,  60, começou o sábado (7) comemorando o nascimento da netinha, Allya, filha de seu filho Gabriel Miranda. O bebê nasceu na França, com mais de 3 kg e passa bem, segundo a artista, que chamou a criança de seu presente de Natal. 

"Coloquei a fotinho dela pra vocês curtirem, pra vocês conhecerem. Ela vai ser uma princesa francesa, então queria compartilhar com vocês esse momento maravilhoso da minha vida. Meu filho está muito feliz, eu também estou. Que babona, com lágrima nos olhos. Não consegui nem comer de tanta emoção", afirmou ela em seu Instagram. 

Allya é a segunda neta da cantora, que anunciou o nascimento do primeiro neto, filho de Delcinho, em outubro, em Nova York, onde o filho de Gretchen mora. Ela também espera pelo terceiro neto em breve. Bento, filho de Tammy Miranda e Andressa Ferreira deve nascer nas próximas semanas, também nos Estados Unidos. 

Após o anúncio do nascimento de Allya, Gretchen postou um segundo vídeo em suas redes sociais, neste sábado, chorando de emoção: "Estava agora lembrando tudo que passei com esse meu filho. Ele é gêmeo e eu perdi o irmão dele quando nasceu. Ver ele assim, feliz, tendo uma filha me deixa muito realizada."

Gretchen já tinha dois netos mais velhos, frutos de sua filha adotiva, Jenny Miranda.   

06 de dezembro de 2019

05 de dezembro de 2019

Luísa Sonza fala sobre ciúmes de Whindersson

Luísa Sonza fala sobre ciúmes de Whindersson

Cantora ainda falou sobre a possibilidade de ter filhos

Luísa Sonza fez diversas revelações sobre sua carreira, seu corpo e seu relacionamento com seu marido Whindersson Nunes em entrevista exclusiva para o apresentador Franklin David, do Tricotando, nesta quarta-feira (4). A cantora comentou que o segredo da boa relação com o youtuber é o diálogo.

Foto: Reprodução/RedeTV!

“É muito difícil a gente ter alguma ‘DR’, algum problema, alguma briga. Dá para contar nos dedos quantas vezes a gente discutiu”, afirmou ela. Ainda sobre o assunto, Luísa disse que não sente muito ciúmes e garantiu: “Nunca peguei o celular dele”.

A cantora também comentou sobre ter filhos e deixou claro que ainda não é hora de aumentar a família. “Para agora já eu não penso [em ter filhos], estou em um período incrível da minha carreira e também sou nova, tenho 21 anos, então acho que ainda não é o momento”, contou.

Sobre parceria com outros cantores, Luísa, que recentemente gravou com Anitta, Lexa e MC Rebecca, foi longe, e disse que seu sonho é gravar com Beyoncé. Já aqui no Brasil, ela falou que gostaria de dividir o palco com Ludmilla e Iza.

Na entrevista, ela ainda comentou sobre o corpo e disse que não liga muito para academia. "Não sou uma pessoa muito fixada nessas coisas, não vou na academia, não faço questão de usar maquiagem”.

A cantora ainda afirmou que o único procedimento estético que fez foi preenchimento labial, mas revelou que pretende colocar botox no futuro. Perguntada, a cantora negou ter colocado silicone no bumbum. “Você acha que ia estar balançando desse jeito se tivesse silicone?”, brincou.

04 de dezembro de 2019

03 de dezembro de 2019

Douglas Sampaio comemora pedido de absolvição em caso Rayanne Morais

Douglas Sampaio comemora pedido de absolvição em caso Rayanne Morais

Ator enfrentou acusação de agressão da ex-noiva

O colunista Alessandro Lo-Bianco, do “A Tarde é Sua”, divulgou nesta segunda-feira (2) um vídeo no qual Douglas Sampaio comemora a decisão do Ministério Público (MP), que pediu a absolvição dele no caso de agressão contra a ex-noiva Rayanne Morais. 


Foto: Reprodução/A Tarde é Sua

“Estou muito feliz, porque a justiça está sendo feita. A verdade pode demorar um pouco, mas não tem jeito sempre ela aparece. Estou muito feliz, por isso estar sendo de fato mostrado, colocado pra fora de forma clara e poder andar sem esse peso nas costas, porque foi muito difícil. Foram três anos desse desenrolar e hoje poder andar com a minha consciência tranquila e cabeça fresca de que tudo está se resolvendo, porque sei da minha índole e não deixar isso a dúvida para pessoas é muito bom”, disse Douglas.

Em seguida, o ator desabafou sobre as críticas que recebeu após a acusação: “É muito ruim você conviver com as pessoas apontando o dedo pra você sobre uma coisa que você não fez. É ruim e muito doloroso não só pra mim, mas para os meus familiares, amigos, enfim. É muito ruim você sair e as pessoas te julgarem por uma coisa que você não fez. Hoje estar podendo externar a verdade pra mim está sendo muito gratificante”.

Ao final, Douglas Sampaio falou que a sua absolvição é muito importante não só pra ele, mas também para seu filho: “Tenho que ser exemplo dele. Então, quando ele lê esse tipo de coisa é muito complicado” 

Conforme com Lo-Bianco, o Ministério Público analisou que “as lesões apontadas no corpo de delito não condizem com a denúncia e com o depoimento que Rayanne deu em sede policial. Além disso, o depoimento dela apontou elementos contraditórios, que não se sustentaram ao longo da audiência" e foi apontado então ‘versões conflitantes’”.

Ainda segundo o colunista do programa de Sonia Abrão, Douglas Sampaio pretende mover uma ação de denúncia caluniosa contra Rayanne Morais, como fez no caso Jennifer Oliveira, e outro processo por lucros cessantes.

Ivete Sangalo fala sobre morte do irmão:

Ivete Sangalo fala sobre morte do irmão: "Perda bem difícil"

Cantora também lamentou a morte de Gugu Liberato

Em entrevista exclusiva ao "A Tarde é Sua", Ivete Sangalo falou sobre lidar com a morte de seu irmão, Jesus Sangalo, e do apresentador Gugu Liberato: "A experiência da morte é uma experiência que nós não sabemos lidar com ela, vamos viver ainda muito tempo pra evoluir no conhecimento disso que é o grande mistério da nossa vida. E, o que me faz pensar sobre perdemos tanto tempo estando vivos com tanta bobagem, loucura, desrespeito, falta de empatia. Enfim, toda perda é muito difícil".


Foto: Reprodução 

Em seguida, a cantora continuou: "No meu caso, perdi meu irmão, que é uma perda bem difícil. Quando penso em Gugu, penso na figura dele como pai, como filho, pessoa jovem que perdeu sua vida. Penso muito nos entes próximos que sentem isso, é uma coisa que dilacera a gente. E nos fãs, ele era um cara amoroso, distinto, sério e atento a tudo o que acontecia à volta dele"

Ivete também emanou energias positivas a família de Gugu: "Espero que a família dele esteja confortada na fé, em Deus, e que esses momentos, por mais dolorosos, eles têm que passar, mas a saudade vai ficar".

Ainda na entrevista, a cantora contou como equilibra a carreira e a criação dos filhos, Marcelo, de 10 anos, e das gêmeas Marina e Helena, de um ano e oito meses.

"Tenho sorte de ter construído na minha cabeça uma estratégia de vida para que pudesse ter os meus filhos e consegui fazer esse arranjo de vida pessoal e trabalho. Meus filhos vibram muito quando saio de casa para trabalhar. A gente divide experiências, sou muito feliz, graças a Deus", disse Ivete.

02 de dezembro de 2019

Fernanda Lima posa decotada e veias nos seios impressionam

Fernanda Lima posa decotada e veias nos seios impressionam

Atriz explicou ausência em casamento

Fernanda Lima usou o Instagram para justificar o não comparecimento no casamento de Ale Souza, maquiador dos famosos, no qual seria madrinha. A atriz compartilhou um clique nesta segunda-feira (2) com o vestido que usaria na festa, mas o que chamou atenção dos fãs foram os seios. 


Foto: Reprodução Instagram 

“As veias gritando que ela tem muito leite. Benza Deus”, disse um seguidor nos comentários. “Nossa, está explodindo”, acrescentou outra. “Será que esse peito está cheio de leite?”, escreveu uma terceira. Prontamente, Fernanda respondeu: “Estou aproveitando muito essa fase. Está bem tranquilo amamentar só um bebê. Com gêmeos foi mais punk”, disse.

A apresentadora é mãe de Maria Manoela, que nasceu no final de outubro, e dos gêmeos Francisco e João, de 11 anos. 

Na legenda da postagem, a esposa de Rodrigo Hilbert escreveu: “A madrinha que não chegou. Ale Souza já são mais de 20 anos que andamos juntos... quanta coisa aconteceu de lá pra cá... quantas alegrias, perrengues e gargalhadas. Ontem, no dia mais importante da tua vida, eu não pude estar presente. É que algo não menos importante me segurou em casa e não teve negociação, ela precisava de mim... e eu, que já estava prontinha para a festa, tive que desistir. Que tu sejas sempre feliz. Te amo, Fê”.

A cerimônia de Ale Souza e Rodrigo Shimoto foi realizada no último domingo (1°) no Iate Clube de Santos, no bairro de Higienópolis, em São Paulo.

29 de novembro de 2019

Marina Ruy Barbosa critica fotos de fãs no velório de Gugu

Marina Ruy Barbosa critica fotos de fãs no velório de Gugu

Atriz também falou sobre seguir perfis de pessoas falecidas

Marina Ruy Barbosa fez um desabafo sobre uma situação que foi vista no velório de Gugu Liberato nesta quinta-feira (28). No Twitter, a atriz fez uma crítica aos fãs que tiraram fotos.


Foto: Reprodução Instagram 

“Velório não é lugar para tirar foto/selfie”, disse ela ao compartilhar uma notícia em que aborda a postura dos fãs do apresentador na cerimônia. A despedida de Gugu na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) é aberta ao público. 

“Eu fico pensando quando alguém morre... E vejo tantas homenagens...Será que essa pessoa sabia que era tão amada? Que tinha tanta gente que se importava com ela? Será que ainda -em vida-, essas pessoas mostravam seu carinho pra ela?”, questionou a artista.

Na sequência, Marina escreveu: “Sei lá, só um desabafo e reflexão mesmo. Vamos aproveitar a VIDA pra homenagear, amar, prestigiar, seguir, dar like, ligar, mandar mensagens, apoiar... É tão bom e necessário receber carinho”.

A esposa de Alexandre Negrão ainda levantou um desabafo sobre aumento de seguidores após a morte: “Uma coisa que não entendo e acho mórbido: Por qual motivo uma pessoa que morreu, ganha milhares de seguidores nas redes sociais? Qual o intuito de seguir alguém depois da morte anunciada?!" E acrescentou: “Eu ainda fico chocada como a gente está usando ERRADO a internet. Sério”.

Um seguidor por sua vez fez questão de responder a ruiva: “Provavelmente porque o impacto da morte de tal pessoa causa um "remorso" social... do que adianta?!”. Marina então rebateu: “Pode ser. Mas exato. Do que adianta? Temos que celebrar, apoiar, dar carinho para os outros em VIDA”.

Outro seguidor então se pronunciou: “Acho que é para fingir que se importa com o falecido, perante os amigos e a rede social. Seguir a onda...Parece que as pessoas não tem opinião própria, se preocupam mais em seguir para onde a maré está indo, única explicação!”. 

Em reposta, Marina escreveu: “Sim, muita gente hoje só vai na maré mesmo. Até pra dar uma opinião só repete o que a maioria fala, não reflete, não pesquisa, não se aprofunda em saber de nada antes de seguir a onda”.

Outra seguidora disse que é uma maneira de matar a saudade: “Tudo serve de alento!”. “Mas e minha amiga que não era famosa, e ganhou mais de 20 mil seguidores?! Que sentido faz?”, levantou Marina lembrando de Maysa Mussi, madrinha de casamento da atriz, que faleceu vítima de um acidente aéreo.

28 de novembro de 2019

27 de novembro de 2019

Morre o humorista Rapadura de

Morre o humorista Rapadura de "A Praça é Nossa"

Informação foi confirmada pelo programa Tricotando

O humorista Charles Guttenberg, conhecido como Rapadura, famoso por participar do programa “A Praça é Nossa”, do SBT, morreu na tarde desta terça-feira (26), segundo o programa Tricotando, da RedeTV!.


Foto: Reprodução

De acordo com as informações, ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em um hospital de Jundiaí, no interior de São Paulo. O humorista passou por uma operação, mas devido a complicações do processo, precisou permanecer internado e veio a falecer nesta tarde.

O sobrinho do humorista, Alisson Bruno, publicou uma mensagem em seu Instagram lamentando a morte do tio. “Acabei de perder meu tio. Para sempre vou ter amar”, escreveu.

Uma mensagem publicada no perfil do humorista já havia adiantado que o estado de saúde era delicado: “Infelizmente o estado da saúde do Rapadura é grave. Ele continua na UTI, continuem orando por ele”, disse o texto.

Cirurgia causou complicações

O portal da RedeTV! conversou por telefone com Marcelo Benny, o Bananinha, que era parceiro de trabalho de Rapadura. O humorista era amigo de Charles e explicou como o estado de saúde do colega piorou após ele passar pela operação.

“Ele fez um cirurgia no intestino, na semana passada. Ai ele começou a se recuperar, mas estava sentindo dores. O médico disse que ele precisaria passar por uma nova operação pois tinha vazado alguma coisa”, explicou Marcelo ao portal da RedeTV!.

“Depois da segunda cirurgia, ele não conseguiu se recuperar do quadro de infecção e precisou fazer hemodiálise, mas eles tiveram que parar no meio porque ele não estava aguentando. Depois disso a família foi comunicada que não tinha muito mais o que fazer”, finalizou.

Charles estreou no “A Praça é Nossa" em 2004, junto de Dedé Santana. No ano seguinte, eles fizeram parte de “Dedé e o Comando Maluco”, transmitido aos domingos no SBT.

Há cerca de seis dias, o humorista publicou um vídeo na rede social falando que ia passar por uma cirurgia cirurgia no intestino.

Corpo de Gugu deixa os EUA nas próximas horas

Corpo de Gugu deixa os EUA nas próximas horas

Velório será na Assembleia Legislativa de São Paulo

A assessoria de imprensa de Gugu Liberato informou no fim da noite de terça-feira (26) que o corpo do apresentador já foi preparado para o traslado dos Estados Unidos para o Brasil.


Foto: divulgação

De acordo com o comunicado, o caixão permanecerá na funerária até a noite desta quarta-feira (27), quando embarcará no voo AD 8707, da Azul, no Aeroporto de Orlando. 

A previsão de chegada ao Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP) é a manhã de quinta-feira (28). Após a liberação pela Receita Federal, que preparou esquema especial para agilizar o processo, o corpo seguirá para o velório na Assembleia Legislativa de São Paulo, na capital paulista.

Aberto ao público, o velório deve começar por volta de meio-dia e se estender até às 10h de sexta-feira (29). Em seguida, o caixão será levado em carro do Corpo de Bombeiros para o Cemitério Gethsêmani, no Morumbi, onde será sepultado.

Gugu Liberato sofreu um grave acidente em sua casa na Flórida, nos Estados Unidos. A morte foi confirmada na noite da última sexta-feira (22). O apresentador tinha 60 anos.

Leia a íntegra do comunicado divulgado na terça-feira:

"O corpo já foi preparado para translado e ficará na funerária até amanhã (quarta-feira, 27/11) à tarde. Não temos um horário definido para informar. Não existe a menor possibilidade de qualquer acesso a funerária ou familiares do apresentador. Da funerária seguirá para o Orlando Airport International (MCO), de onde embarcará para o Brasil no voo AD 8707, das 19:15hs, Azul Linhas Aéreas Brasileiras. A chegada será no aeroporto de Viracopos, em Campinas, às 6h05 da manhã de quinta-feira. *Os familiares virão no mesmo voo. 

De Viracopos, após cumprir todos os trâmites legais, seguirá para a ALESP em carro funerário. IMPORTANTE: Esse trajeto envolverá uma rodovia e depois marginal e avenidas da cidade. Por motivos de segurança de todos, pedimos encarecidamente aos fotógrafos e cinegrafistas que respeitem esse momento da família. Não existe nenhum motivo para seguir o cortejo até a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Os carros têm vidros escuros e não existe nada a registrar. Estaremos transportando uma família completamente abalada e uma senhora de 90 anos, mãe de Gugu. Todos merecem enfrentar este duro momento com a devida privacidade, respeito e segurança.

Chegando à ALESP tudo será preparado e o salão principal será o local do velório, aberto para que o público possa se despedir de Gugu. Já adiantamos que os familiares não conversarão com a imprensa. Por favor, contamos com a compreensão de todos”.