• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia

Notícias Cocal dos Alves

08 de setembro de 2012

Prefeitura municipal teve contas reprovadas pelo TCE

Irregularidades encontradas nas contas do FUNDEB e FMS

A prefeitura municipal de Cocal dos Alves (258 km de Teresina) teve as contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). As contas são referentes a gestão do ano de 2010, que está sob a responsabilidade do prefeito Antônio Lima de Brito, conhecido como Silvestre.

O Conselheiro Anfrísio Neto Lobão Castelo Branco foi o relator do processo, e o representante do Ministério Público foi o procurador Márcio André Madeira de Vasconcelos.

Entre as várias irregularidades encontradas estão: Envio de balancetes mensais com atraso; Envio intempestivo e ausência de peças exigidas pela resolução TCE n° 905/09; Devolução de cheque sem a correspondente provisão de fundos; Ausência de fiscalização de licitações cadastradas no sistema Licita Web; Empenhamento e pagamento das tarifas bancárias; Ausência de licitação no valor de R$ 933.864,33; Despesas sem os respectivos processos de dispensa e/ou inexigibilidade; Fragmentação de despesas no valor de R$ 358.661,65; Ausência de registro de receita da COSIP; Contratação de advogado e contador sem ter sido precedida das formalizações legais; Pagamento de multa e juros nas contribuições previdenciárias no valor de R$ 38.289,50; Repasse para a Câmara atingiu o percentual de 7,36% da receita efetiva do município, superior ao limite constitucional de 7%; entre outras.

As contas do FUNDEB sob a responsabilidade da gestora Narjara Machado Benício também foram reprovadas. Dentre as irregularidades apontadas pelo TCE estão: Gastos com profissionais do magistério atingiu o percentual de 53,33%, abaixo do exigido constitucionalmente (60%); Despesas sem licitação no valor de R$ 79.707,50; Fragmentação de despesas no valor de R$ 551.565,15; Nos processos licitatórios analisados, observou-se fortes indícios de montagem e documentação inidônea; Contratação temporária de professores sem base legal; e outras.
Nas contas do FMS (Fundo Municipal de Saúde) de responsabilidade de Raphael Prado Araújo também foram detectadas as seguintes falhas: Despesas sem licitação no valor de R$ 199.155,47; Fragmentação de despesas no valor de R$ 152.366,37; Despesas não compatíveis com ações de saúde; entre outras.

No parecer do TCE somente foram aprovadas com ressalvas as contas do FMAS ( Fundo Municipal de Assistência Social) que é de responsabilidade da gestora Valdelice de Brito Araújo e da Câmara Municipal de responsabilidade de Lindomar Brandão de Castro.

04 de agosto de 2012

Diretores americanos visitam escolas do Piauí

Diretores americanos visitam escolas do Piauí

Cocal dos Alves é uma das cidades visitadas

Na tarde desta sexta-feira, dia 03, a cidade de Cocal dos Alves, além de outros municípios piauienses, recebeu a visita de dois diretores de escolas norte-americanas acompanhados por membros da Seduc. São John McKinley, diretor da escola Belle Heth, em Radford, Virginia e Jeffrey Dase, diretor da Academia de Línguas Edward Coles, em Chicago.

O intercâmbio ocorreu em prol do fortalecimento dos laços entre escolas brasileiras e estadunidenses, das trocas culturais e melhoria do ensino público no país. Este último foi um dos pontos fortes no discurso de Jeffrey Dase que disse "acredito na escola pública, foi de lá que vim e onde estou hoje". A visita faz parte do Prêmio Gestão Escolar, instituído pelo Consed e que visa melhorar a qualidade do ensino e da aprendizagem.

A equipe da escola Augustinho Brandão mostrou com satisfação o excelente histórico em competições de conhecimento e aprovações nos vestibulares, assegurando que educação pública pode ser sinônimo de qualidade. Foram bastante aplaudidos e elogiados. Depois da troca de experiências, os convidados foram conhecer as instalações do colégio, e ficaram bastante satisfeitos.

É certo que ações como essas são úteis para destacar e envolver a sociedade em torno do bem mais precioso para um país, a educação. Tais condutas deveriam tomar proporções maiores para melhorar a qualidade do ensino no país e reverter o atual quadro de desigualdade e pobreza. Esta é a parte louvável do discurso dos docentes de Cocal dos Alves.

04 de julho de 2012

Dois candidatos disputarão as eleições de Cocal dos Alves nas eleições deste ano

Atual prefeito, Silvestre tentará a reeleição acompanhado do então vice-prefeito Francimar

Em Cocal dos Alves, 300 km ao norte da capital Teresina, o mês de junho foi marcado pelos festejos de São João Batista e pelas convenções para homologação de candidatos a prefeito da cidade. A expectativa da população estava na indecisão do lançamento de candidatos da oposição, que até a hora da convenção, mantinha em sigilo os nomes dos que irão pleitear a prefeitura nessas eleições.
No sábado, 23, por volta da cinco horas da tarde, a convenção da situação, realizada no colégio municipal Rosemira Siqueira Cardoso, lançou como candidato o atual prefeito Antônio Lima de Brito (Silvestre) do PSB, embora haja controvérsias na sua candidatura na cidade, uma vez que, segundo o candidato a vereador João Cardoso, ainda há a impossibilidade de que Silvestre seja candidato.
No mesmo dia foi homologada também a candidatura de Francimar Brito (PSB) como vice-prefeito de Silvestre, cargo que o candidato já ocupa atualmente. O grupo conta com o apoio de grande parte dos vereadores do município e com a contribuição de Caboclo Sinhá, primeiro prefeito da cidade e maior liderança política.
Já no dia 29 (sexta-feira) foi realizada a convenção do Partido Progressista (PP) que pretende eleger o advogado Bomfim (PP) como prefeito e Helisney Castro (PP) como vice-prefeito. A reunião aconteceu no clube Talismã por volta das 17 horas da tarde. A coligação é formada apenas por três partidos: PP, PT e DEM contando com a candidatura de sete concorrentes ao legislativo.
O candidato Bomfim, que não é natural de Cocal dos Alves, foi advogado da prefeitura em outras gestões e promete que estará bastante atento no que diz respeito a tramitação judicial do processo eleitoral na cidade.

21 de abril de 2012

Alunos de Cocal dos Alves são destaque em Olimpíada Brasileira de Física

Mais uma vez, os estudantes da cidades mostraram bons resultados.

Cocal dos Alves não é um grande polo industrial, tampouco uma cidade de grande patrimônio, mas o que é escasso em desenvolvimento é compensado em conhecimento. Foi dessa cidade que saiu o vencedor do Soletrando 2011, Izael Araujo. Além disso, todos os anos o município é condecorado como um dos grandes campeões da OBMEP. São resultados dignos de cobiça e extraordinários para um município tão pouco desenvolvido. Porém, os resultados não se restringem somente a português e matemática. Os alunos tiveram também um brilhante desempenho na OBFEP- Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas. A OBFEP está em sua segunda edição, o que explica sua pouca notoriedade, mas isso não é motivo para ignorá-la. Alunos de Cocal dos Alves que o digam. A prova da Olimpíada foi realizada em 2011, e o resultado, divulgado no mês de novembro do mesmo ano. Como era de se esperar, a cidade foi uma das mais bem colocadas em todo o Brasil. No total, o município foi agraciado com 5 medalhas de ouro, 4 de prata e 7 de bronze, ficando à frente de muitas cidades com infraestrutura educacional invejável . A premiação ocorreu na última sexta-feira, 13, na UFPI. O destaque maior foi para a escola Instituto Dom Barreto, campeã na OBF, mas os alunos de Cocal dos Alves foram aplaudidos de pé. O esforço conjunto de professores e alunos, o comprometimento com um ideal comum mais uma vez deu bons resultados. O prazer pelo saber difundido por formadores e absorvido por discentes é o grande diferencial deste pequeno município. Não há fórmulas secretas para o sucesso educacional de Cocal dos Alves, mas não há dúvidas de que o município é uma fonte de grandes talentos.

05 de abril de 2012

Cocal dos Alves será homenageada em sessão solene em Brasília

Cocal dos Alves será homenageada em sessão solene em Brasília

Resultados chamam a atenção de autoridades políticas

Cocal dos Alves é uma pacata cidade do norte do Piauí, com cerca de 5.8 mil habitantes e localizada a 263 quilômetros da capital, Teresina, que ganhou notoriedade após demonstrar ser "um fenômeno quando se fala de educação", nas palavras do jornalista William Bonner.

Os resultados são muitos. Em abril do ano passado o aluno Izael Araujo consagrou-se campeão do quadro soletrando do Programa Caldeirão do Huck, feito que o próprio aluno, em entrevista, considerava impossível. Desde 2005, a cidade é destaque na OBMEP - Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas. Na última edição da olimpíada foram conquistadas três medalhas de ouro, duas de prata e cinco de bronze, além de 15 menções honrosas, feito que superou o resultado de muitos estados do Brasil. O histórico de sucesso se alastra pelas diversas áreas de conhecimento. São dignas de citações as aprovações, sempre acima de 60%, em vestibulares concorridos.

Cocal dos Alves atingiu patamares inimagináveis. Tornou-se tema de séries do Ministério da Educação, além de uma reportagem de jornais de âmbito internacional, como O Jornal Nacional. À primeira vista é de se imaginar um grande polo desenvolvido, com escolas superequipadas, de infraestrutura invejável. A realidade é outra. Os professores lidam com quadro de acrílico e pincel, o velho e sempre útil livro. As aparelhagens tecnológicas são como uma segunda opção. As palavras do grande causador dessas transformações reforçam essa ideia: "Com um quadro, um pincel, um livro e um compromisso honesto com a causa da educação é possível fazer uma revolução", afirma Antônio Cardoso do Amaral.

Os resultados mais que expressivos aliados à capacidade que professores e alunos têm de saltar dificuldades e ganhar impulso para transformar a própria realidade, chamaram a atenção de grandes autoridades políticas a exemplo do deputado Júlio César (PSD-PI).

Em visita a cidade neste domingo, 01, o representante piauiense no senado mostrou-se interessado em promover esse trabalho. Na visita o parlamentar mencionou a importância do trabalho realizado na cidade, enfatizando: "O desempenho educacional desses alunos é fruto de um trabalho que vem sendo desenvolvido acompanhado pelo professor Antonio Cardoso do Amaral. Todos os resultados alcançados pelo município de Cocal dos Alves é a prova de que a educação pública deve ser sinônimo boa qualidade e que basta força de vontade de professores, alunos, pais, gestores municipais e escola para se obter sucesso."

Encantado com o histórico de sucesso cobiçável do município e da busca por uma educação de qualidade por parte de seus habitantes, Júlio César propôs a realização de uma solene homenagem à cidade de Cocal dos Alves em Brasília.

A proposta foi aceita e em maio alunos e professores de Cocal dos Alves viajarão para Brasília onde, no Plenário Ulysses Guimarães da Câmara dos Deputados, participarão e serão homenageados em sessão solene promovida pelo Presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS).¬

05 de março de 2012

Professor Amaral representa professores do Brasil em lançamento da oitava OBMEP

Amaral participou do evento a convite do ministro da ciência e tecnologia, Marco Antonio Raupp.

O Professor Antonio Cardoso do Amaral a convite do ministro da ciência e tecnologia, Marco Antonio Raupp, foi a Brasília para participar da solenidade de lançamento da 8ª Obmep e de divulgação dos vencedores da sétima edição, o ministro da Educação.

Na ocasião, Marco Antonio Raupp, homenageou os educadores das escolas públicas, representados por Antonio Cardoso do Amaral, que leciona na escola Estadual Ensino médio Augustinho Brandão e na municipal Teotônio Ferreira, de Cocal dos Alves, Piauí. "Antonio Cardoso é um ícone da atuação dos professores, é dedicado e tem visão de futuro", disse Raupp. Estudantes das duas escolas piauienses conquistaram, na Obmep de 2010, quatro medalhas de ouro, três de prata, cinco de bronze e 12 menções honrosas e em 2011, 24 premiações, 10 medalhas e 15 menções honrosas.

Em entrevista ao correio Braziliense, Amaral falou um pouco das premiações que os alunos de Cocal dos Alves conseguem ganhar "Inscrevemos os alunos em todas as competições que existem, preparamos para os vestibulares e para o Enem. Nas avaliações que o governo faz, estamos com um índice acima da média do país. Ao todo, recebemos 146 premiações na Olimpíada, e de 29 alunos que passaram para a segunda fase na última edição, 25 foram premiados".

Ele também falou que os resultados só foram possíveis graças à parceria entre docentes e estudantes. "Temos um grupo de meia dúzia de professores que se desempenham muito além da sua obrigação. Sacrificamos nossos fins de semana e feriados. Mas, se nossos alunos oferecessem resistência, não conseguiríamos fazer o que fazemos hoje. O que ajuda é que lá não tem marginalidade, drogas nem muito lazer, ou seja, coisas que tiram os tiram da escola."

Amaral ainda refletiu sobre o piso nacional "É preciso lutar pela questão carga-horária e achar um piso salarial que seja razoável para um professor, já que o sistema escraviza. Eu tenho a sorte de ter os alunos que tenho, mas a maioria não tem apoio nem consegue despertar o interesse dos estudantes".


Promovida pelos ministérios da Educação e da Ciência, Tecnologia e Inovação, a Obmep é realizada pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). Na sétima edição, em 2011, recebeu 18,7 milhões de inscrições de alunos de 44,6 mil escolas das 27 unidades da Federação.