• Canta
  • SOS Unimed
  • Fagner
  • Trilha das emoções
  • Novo app Jornal O Dia

Notícias Agricolândia

20 de maio de 2013

Barbosa usou passagens do STF quando estava de licença médica

Ministro viajou 19 vezes em períodos nos quais estava afastado

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, utilizou passagens aéreas pagas pela Corte em períodos nos quais estava licenciado do tribunal. Barbosa fez 19 viagens para quatro cidades nos anos de 2009 e 2010 em datas nas quais estava afastado de seus trabalhos na Corte.

O Estado solicitou dados sobre as passagens emitidas para os ministros em janeiro deste ano, com base na Lei de Acesso à Informação. A resposta enviada pela Corte omitiu as viagens de Barbosa, apesar de listar as realizadas por outros magistrados. Somente neste mês de maio o tribunal publicou na internet dados sobre as passagens usadas pelo ministro.

Barbosa tirou licenças médicas em 2009 e 2010 em razão de problemas de saúde. Ele sofre de dores crônicas na coluna e se submete a diversos tratamentos. As seguidas licenças de Barbosa mereceram críticas reservadas de colegas à época, a ponto de o então presidente da Corte, Cezar Peluso, cogitar a possibilidade de pedir uma perícia médica. Essa intenção de Peluso foi uma das razões para o embate entre ambos em declarações à imprensa no fim de 2011.

A lista divulgada pelo Supremo mostra 19 viagens de Barbosa pagas pelo STF em três períodos nos quais estava licenciado. Em agosto de 2009, o ministro foi ao Rio e a Fortaleza. Em dezembro de 2009, foi ao Rio, a Salvador e a Fortaleza. Entre maio e junho de 2010, os deslocamentos pagos pela Corte foram para São Paulo e Rio.

O atual presidente do STF, assim como seus colegas, utilizou-se de passagens pagas pela Corte em períodos de recesso, quando os ministros estão de férias. De 2009 a 2012, antes de assumir o comando do tribunal, foram registradas 27 viagens feitas por Barbosa durante o recesso tendo como destinos Rio, São Paulo, Fortaleza e Salvador. Os dados divulgados mostram que o ministro também tem o hábito de usar passagens pagas com recursos públicos para passar finais de semana em sua residência, no Rio.

O Supremo informou que os ministros dispõem de uma cota para passagens aéreas para utilizar durante todo o ano, independentemente do recesso ou de eventuais licenças. Afirmou que a omissão dos bilhetes destinados a Barbosa na resposta enviada ao Estado ocorreu porque o levantamento, na ocasião, foi feito de forma manual, o que provocou a falha.

Diárias. Além das passagens, quando viajam representando oficialmente o STF em eventos, os ministros recebem verba denominada diária, que serve para custear gastos com hospedagem, locomoção e alimentação no período fora de Brasília. Conforme dados atuais do Supremo, a diária internacional é de cerca de R$ 1 mil.

Barbosa viajou recentemente para San José, na Costa Rica, e recebeu quatro diárias - total de R$ 3.996,40. O deslocamento aéreo foi feito em avião da Força Aérea Brasileira (FAB). Como presidente do STF, ele tem a prerrogativa de requisitar aeronaves da FAB em viagens oficiais. Na ocasião, ele participou de um congresso sobre liberdade de imprensa.

Em abril, ele esteve nos Estados Unidos para dar uma palestra a estudantes da Princeton University, em New Jersey, nas proximidades de Nova York, e participou de evento da revista Time, após ser listado como uma das 100 pessoas mais influentes do mundo. O portal do Supremo registra o pagamento de seis diárias internacionais, num total de R$ 6.023,70.

Campanha: Municípios conseguem reduzir acidentes causados por motocicletas

Com a campanha, os municípios de Landri Sales e Uruçuí conseguiram reduzir o número de acidentes

Rotineiramente, boa parte dos moradores das cidades interioranas costuma usar a motocicleta para o transporte familiar, arriscando, muitas vezes, a própria vida e a dos passageiros, seja pelo excesso na sobrecarga, seja pelo não uso dos equipamentos de segurança, como o capacete. O resultado são acidentes cada vez mais comuns e, consequentemente, a ascensão no número de pacientes ortopédicos.

Entretanto, duas cidades do Sul do Piauí vêm conseguindo êxito na conscientização de seus moradores sobre a importância do uso do capacete. Os municípios de Landri Sales e Uruçuí conseguiram uma importante redução no número de acidentes através de uma campanha realizada em parceria com o Conselho Tutelar, a Polícia Militar e o Ministério Público.

A boa notícia foi comprovada de perto pelo secretário de Estado da Saúde, Ernani Maia, e sua equipe de técnicos da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), que visitaram a região Sul para anunciar obras de reforma e ampliação dos hospitais de Landri Sales, Marcos Parente e Uruçuí.

Uma fiscalização mais rígida também foi uma das ações implantadas pelos municípios e fez com que a população de Landri Sales e Uruçuí passasse a adotar com mais frequência o uso do capacete. âNo hospital recebíamos uma média de 18 vítimas de acidentes, mensalmente. Esse número reduziu pela metade depois dessa medida. A cena que antes era de total descaso com a vida, agora, mudou: ou seja, quase não se vê um motociclista pilotando sem capaceteâ, relatou o diretor George Castro, do Hospital Municipal Sagrado Coração de Jesus, do município de Landri Sales.

Landri Sales possui cerca de 5.700 habitantes e conta com um Hospital Municipal que realiza cerca de 200 atendimentos mensais. Já em Uruçuí, segundo a prefeita Débora Renata, também está sendo reforçada a segurança e a fiscalização para reduzir os acidentes de motocicletas. A cidade possui pouco mais de 20 mil habitantes e, nos últimos anos, as colisões envolvendo motos fizeram dezenas de vítimas.
 
âQueremos conscientizar a população para que pilote suas motos com segurança e para isso o capacete é indispensável. Por outro lado, também estamos recebendo apoio da Sesapi para melhorar nossos serviços de saúde, tanto que iremos, em breve, reformar e reequipar nosso Hospital. Ainda estamos dando seguimento à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas, sem o bom comportamento das pessoas no trânsito de nada vai adiantar nossa estruturaâ, destacou.

Entusiasmado com os resultados das duas cidades, o secretário Ernani Maia garantiu que a Sesapi tem todo o interesse de somar com as campanhas e, se possível, levar o modelo para outras cidades do Piauí. âà de extrema importância essa redução de acidentes de moto nesta região. Através de campanhas assim a população passa a ter mais consciência do perigo e aprende a pilotar a motocicleta com mais segurança. A ideia deve ser estendida a outras cidades e estamos com técnicos e toda a equipe à disposição dos gestores para mobilização de blitzen educativas e envio de materiais informativos, quando necessárioâ, ratificou.

Julgamento de Ciro Nogueira acontece hoje

Filha do ex-senador Mão Santa (PSC) acusa Nogueira de compra de votos durante eleição de 2010

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí realiza hoje, dia 20, o julgamento do pedido de cassação do mandato do senador Ciro Nogueira (PP), e de seus suplentes, o empresário João Claudino Fernandes e José Amauri Pereira de Araújo, eleitos em 2010. A ação foi movida por Cassandra de Moraes Souza Nunes, que é filha e suplente do ex-senador Mão Santa (PSC), derrotado por Ciro no pleito daquele ano. Ela acusa os réus por compra de votos através da promessa de quitação de dívidas de eleitores junto a lojas e a uma instituição financeira.

O Ministério Público Eleitoral se havia emitido parecer favorável à representação. No entendimento do procurador regional Eleitoral, Alexandre Assunção, âhá nos autos vários depoimentos de testemunhas residentes em comunidade rural de Teresina dando conta do oferecimento de vantagem consistente na quitação de dívidas contraídas nas pessoas jurídicas de que são titular o Grupo Claudinoâ e que âa vantagem teria sido oferecida em troca dos votos dos beneficiados em favor do então candidato a senador Ciro Nogueiraâ.

De acordo com a denúncia, alguns eleitores teriam sido coagidos a votar no candidato e ameaçados de exclusão em cadastro para financiamento de casas. As ameaças teriam partido de uma líder comunitária conhecida como âToinhaâ. Alexandre Assunção informou, em seu parecer, que âas ameaças aos moradores da região são um fator agravante no processo, sendo atitude que tem a força de infundir terror nas pessoas humildes da região que, com receio de perder a oportunidade de terem realizado o sonho da casa própria, podem ter votado nos candidatos apoiados pela Sra. Antonia Reisâ.

Ciro Nogueira já havia informado, através de sua assessoria, que está tranquilo quanto a sua inocência e que aguarda a decisão da Justiça Eleitoral.

17 de maio de 2013

Campanha Nacional do Combate a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Campanha Nacional do Combate a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Realização: Concelho Tutelar e Cras - Agricolândia-PI

O concelho Tutelar realizou na tarde dessa Sexta-Feira(17) um Linda e Grandiosa caminhada Contra o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes, direcionada aos pais, mães,avós enfim a todos, alertanto-os sobre os assuntos: Violência Sexual, Prostituição esses temas polêmicos que gera medo em nossas famílias e pânico em nossa Sociedade.
Essa caminhada foi realizada pelo concelho tutelar juntamente com agentes municipais de sáude, Secretaria municipal de Assistência Social e saúde de Agricolândia, Vereadores,
Sindicato dos trabalhadores Rurais, Professores, Agentes de endemías, escolas: Lourenço Virgulino, João Ferry, Roque Alencar, Evaristo Reis e Policia Militar com apoio exclusivo da Prefeitura Municipal de Agricolândia.

Amanhã (18), foi a data que foi marcada no calendário dos brasileiros como o dia nacional de Combate a exploração sexual de crianças e adolescentes e foi escolhida em memória a Araceli Cabrera Sanches, uma menina de 08 Anos, sequestrada, drogada, estrupada e cruelmente assassinada por membros de um tradicional família de vitória/ES, em 18 de Maio de 1973. O 18 de Maio foi instituído pela lei federal Nº 9.970/00 apartir de entidades governamentais e não governamentais durante o I Encontro do ECPAT Brasil, em Salvador/BA como o dia nacional de combate ao abuso e a exploração sexual de crianças e adolencentes.

Ajude você também a Combater essa Causa.
Denuncie DISQUE: 100 As denuncias são anônimas e pode ser feita de todo o Brasil por meio de discagem direta.
Vamos Proteger nossas Crianças desses criminosos.

Confira alguns clicks da Caminhada...

Matizes comemora Dia de Combate à Homofobia e alerta contra violência

São altos os índices de violência contra homossexuais no Estado

Nesta sexta-feira (17), a partir das 9 horas, o Grupo Matizes celebra o Dia Internacional de Combate à Homofobia com um grande ato de cidadania. O evento âCidadania: o melhor remédio para combater à homofobiaâ levará diversos serviços para a Praça João Luiz Ferreira, como aferição de pressão, cadastro para o programa Bolsa Família, expedição de passe livre para idosos e pessoas com deficiência, orientação jurídica e distribuição de preservativos e materiais de prevenção de DST/AIDS.
 
O ato do Grupo Matizes integra o projeto âTecendo Direitos, Costurando Cidadaniaâ, que oferece assistência jurídica e psicológica de forma gratuita para o público LGBT. Durante toda a manhã de sexta também serão distribuídos materiais educativos e informativos de conscientização ao combate à homofobia.
 
De acordo com a coordenadora do projeto âTecendo Direitos, Costurando Cidadaniaâ, Carmem Ribeiro, o Dia de Combate à Homofobia é um marco importante para que os grupos que defendem os direitos LGBT possam dialogar com a sociedade sobre os males da discriminação. âO ato é realizado desde 2008 e visa alertar e educar a sociedade sobre os altos índices de violência contra a população LGBT no Estadoâ, explica.
 
 O Dia Internacional de Combate à Homofobia, 17 de maio, marca a assembleia geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) realizada em 1990 que aprovou a retirada da homossexualidade da Classificação Internacional de Doenças (CID), declarando, desta forma, que a homossexualidade não constitui doença, distúrbio ou perversão.

16 de maio de 2013

Piauiense Rayson Ramon é convocado para Acampamento de Handebol

Rayson participa pela segunda vez e é o oitavo piauiense a ser convocado para o acampamento

Mais um piauiense foi convocado para compor o acampamento de Handebol da Confederação Brasileira de Handebol (CBHb). Pela segunda vez, Rayson Ramon aparece na lista dos 120 melhores atletas na categoria infantil do país que passaram por um período de treinamentos em Blumenau, Santa Catarina. O atleta da categoria cadete passará mais nove dias junto do técnico da Seleção Brasileira masculina Jordi Ribeira.

"Os atletas desta idade sempre têm muita vontade de aprender e viver essa experiência que será muito boa, tanto para a vida pessoal, quanto esportiva. Para eles, estar nove dias convivendo com o esporte que escolheram e com todas as pessoas envolvidas é fascinante. São atletas que estão em uma fase de aprender rápido novas formas de jogar. Talvez, tenham menos força física que os cadetes e juvenis, mas com um bom nível de criatividade e de melhora tática e técnica progressiva", avalia Jordi Ribeira.

Romário Dias, Victor Lima, Paulo Henrique, Breno Soares, Euzébio Henrique, Fabrício Farias e Silvestre Silva são alguns dos piauienses que já participaram dos acampamentos da CBHb. Dentre eles, o ponta Romário Dias está disputando o Pan Americano Juvenil, na Venezuela. âUma inspiraçãoâ, diz Silvestre Silva sobre o colega de treinos. âEle já mostrou que é possível e agora cabe a gente trabalhar bastante para chegar à seleçãoâ, completou.

Frustrado, Ronaldinho Gaúcho já mira convocação para Copa-2014

Meia do Atlético-MG nega ter cometido ato de indisciplina na seleção brasileira

Frustrado por não ter sido convocado para a disputa da Copa das Confederações, mas motivado para voltar à seleção brasileira na Copa de 2014 e para conquistar títulos com o Atlético-MG. Foi assim que Ronaldinho Gaúcho definiu como se sente por ter sido preterido pelo técnico Luiz Felipe Scolari na convocação do Brasil para a competição que acontece agora em junho. 

"Queria muito ter sido convocado. Não aconteceu. Isso me motiva para jogar mais e ser lembrado no futuro", disse o ídolo atleticano, um dia depois da convocação para a Copa das Confederações. "Ainda falta muito tempo para a Copa do Mundo e meu objetivo continua esse. Mais motivado do que nunca, de ter a chance de dar alegria para o torcedor." 

Em uma entrevista coletiva no CT Cidade do Galo, após o treino do Atlético-MG na tarde desta quarta-feira, Ronaldinho respondeu a todas as perguntas. Ele disse que não teve nenhum problema de indisciplina quando esteve na seleção, negando, inclusive, atraso na apresentação para o amistoso contra o Chile, disputado no final do mês passado, em Belo Horizonte. 

"Não teve atraso nenhum. A hora marcada era a do jantar e cheguei no horário normal, como sempre. Não rendi o esperado naquele jogo, e ele (Felipão) disse", afirmou Ronaldinho, explicando que sua ausência na lista de convocados não está relacionada a nenhum problema de indisciplina, como chegou a ser especulado. Para o jogador, foi uma opção do treinador. 

O veterano astro de 33 anos, que vive grande fase no Atlético-MG e tem possibilidade de ser campeão mineiro no domingo, não escondeu a frustração por não ter sido convocado, como foram seus dois colegas de time, o zagueiro Réver e o meia Bernard. "Estava na expectativa. Não aconteceu da forma que eu queria. Surpreendeu muita gente pelo fato de a nossa equipe estar muito bem e eu, em grande momento. Mas agora é torcer pelos companheiros que estão lá e pelo nosso Brasil. A torcida continua, mas dessa vez de fora", disse. 

Ele também aproveitou para elogiar o apoio recebido dos torcedores atleticanos. "à muito bom, por todo esse apoio, desde que cheguei aqui. Cada vez mais, me sinto mais em casa, acolhido. Espero dar essa alegria ao torcedor, conquistando esse primeiro título (na final de domingo no Campeonato Mineiro) e podendo levar o Galo o mais longe possível.".

PMT recorre à Justiça contra greve dos ônibus

Procurador disse que é necessário mediação da Justiça do Trabalho para fim do impasse

A greve dos motoristas e cobradores de ônibus em Teresina, marcada para a próxima segunda-feira, dia 20, já provocou reações na Prefeitura de Teresina. Prevendo os transtornos que a paralisação do serviço de transporte coletivo deve causar na cidade, a Administração Municipal vai solicitar que a Justiça do Trabalho faça a mediação entre trabalhadores e empresários, para o fim do impasse.

O procurador Geral do Município, Charles Max, afirmou que o objetivo é evitar que a paralisação perdure por muito tempo. âSe for o caso, que seja estabelecido um dissídio coletivo, para que a Justiça defina (o acordo salarial). Esse é o nosso desejoâ, declarou.

Charles Max explicou ainda que, como a exploração do serviço de transporte coletivo é uma concessão da Prefeitura, é obrigação do município intervir para garantir a continuidade da prestação do serviço.

âSabemos que esse embate acaba interferindo no serviço que é prestado à população. A negociação precisa ser feita entre eles, mas quando não se chega a um consenso, a prefeitura tem que intervirâ, declarou.

No início desse mês, o prefeito Firmino Filho chegou a declarar que os empresários do setor de transporte apostavam na greve para justificar o reajuste na tarifa do transporte coletivo.

Com a proximidade de uma nova paralisação dos funcionários do setor, surge a preocupação com um possível aumento no preço da passagem.

Sobre isso, a Secretaria Municipal de Comunicação reafirmou que é prerrogativa do prefeito de Teresina a determinação no reajuste da tarifa e que o aumento não será concedido até que seja concluído o estudo sobre o sistema de transporte da capital e até que seja realizado o processo de licitação para exploração das linhas de ônibus na cidad

Combinação fatal do Boca Juniors e erros de árbitro eliminam timão

Time argentino empata com o Corinthians no Pacaembu e avança na Taça Libertadores da América

Pegue o Boca Juniors, escale Riquelme e o deixe sob o comando de um senhor chamado Carlos Bianchi. Uma combinação quase sempre fatal na Libertadores, principalmente contra times brasileiros. E foi assim contra o Corinthians de Tite, com uma ajuda considerável da arbitragem do paraguaio Carlos Amarilla. Dois pênaltis não marcados, dois gols mal anulados e um empate em 1 a 1 eliminaram o Timão do torneio sul-americano nesta quarta-feira, no Pacaembu. O atual campeão invicto caiu nas oitavas de final, mas saiu aplaudido pelo bando de loucos que reconheceu seu brio em campo - e concentrou sua raiva na arbitragem.

Os erros foram tão claros que até o diário "Olé" reconheceu a ajuda do árbitro eestampou em seu site a manchete "Una mano Amarilla" ("Uma Mão Amarela"), num trocadilho com o nome do paraguaio.

O Corinthians caiu também porque não foi o de sempre. Especialmente no primeiro tempo. O Timão frio, calculista e mortal de 2012 deu lugar a uma equipe nervosa, presa fácil para o futebol elegante de Riquelme, autor do gol dos argentinos

Paulinho, o melhor guerreiro de Tite, deu mais um show de bola. Mas foi pouco para superar o tradicional e competitivo Boca Juniors, que já havia vencido em Buenos Aires por 1 a 0, no dia 1º de maio. Clique aqui e veja as notas dos jogadores do Corinthians.

Como consolo, os jogadores do Timão tiveram uma demonstração de amor de sua fiel torcida após o apito final. Reconhecendo a luta dos atletas dentro de campo, o que saiu da arquibancada foram gritos de incentivo e de apoio para superar a eliminação nas oitavas de final, justamente para aquele que ano passado foi derrubado pelo Alvinegro na decisão.

O semestre não está perdido. No próximo domingo, às 16h (de Brasília), na Vila Belmiro, contra o Santos, o Corinthians pode ser campeão paulista. Na primeira partida da decisão, venceu por 2 a 1. Com isso, levanta a taça com um empate. O Peixe precisa de dois gols de diferença para tirar o título do rival. Ou então por um gol para levar a decisão para os pênaltis.

Já o Boca, mal no Campeonato Argentino, prepara-se agora para encarar o Newellâs Old Boys nas quartas de final. O time de Rosário eliminou o Vélez Sarsfield.

O criativo Corinthians foi monotemático nos primeiros minutos do duelo com o Boca Juniors. Apostou no jogador que no ano passado fez os dois gols do título contra o mesmo time argentino. Mas a história desta vez desenhava-se diferente.

Por vários motivos. Primeiro porque a experiência do Timão deu lugar ao nervosismo. Depois, porque o árbitro Carlos Amarilla errou duas vezes contra o Corinthians logo no início do jogo - não marcou pênalti após toque de mão de Marín e se equivou ao marcar impedimento de Romarinho, que fez o gol aos 23.

Fora da primeira partida por conta de uma lesão muscular, Riquelme se recuperou em tempo de mostrar que ainda sabe muito de futebol. à verdade que está longe de ser o mesmo do auge, mas continua fatal. Chamou a responsabilidade e controlou a partida com maestria.

Se quis concluir a gol aos 24 minutos. Ou cruzar para área. Pouco importa. Riquelme acertou belo chute e ampliou a vantagem do time argentino. Cássio, adiantado, não alcançou. Lance cruel com o Corinthians, que na jogada anterior tinha comemorado um gol mal anulado de Romarinho.

O fato é que o Timão deixou o nervosismo pesar demais. Paulinho não conseguia ser o elemento surpresa. Danilo não via por onde ser decisivo. Emerson estava pilhado demais. E Romarinho, apesar daquele gol, perdeu incrível chance por puro nervosismo. O atacante, aos 21, adiantou demais a bola e não conseguiu finalizar. Se o Boca foi mais Boca do que nunca, o Corinthians deixou de ser o Corinthians de 2012.

Para o Corinthians voltar a ser o Corinthians que encantou a Libertadores do ano passado, alguma coisa precisava ser alterada. Tite sabia disso. Tanto que voltou para o segundo tempo com duas alterações. Sacou o nervoso Romarinho para a entrada de Pato, e colocou Edenílson no lugar de Alessandro, que já tinha amarelo.

Mais do que mudanças de peças, o Timão precisava mudar a postura. Mudou. E empatou. Na base da pressão, assustou com Danilo no primeiro minuto. Orión defendeu. Mas, aos cinco, o goleiro do Boca não foi suficiente para segurar a cabeçada de Paulinho, depois de cruzamento de Emerson Sheik: 1 a 1.

A partida que estava sob o controle do Boca na etapa inicial ganhou contornos emocionantes com o empate corintiano. Cássio falhou duas vezes, e em uma delas Blandí perdeu gol incrível. Depois, Paulinho fez outro gol, mas o árbitro anulou. O árbitro marcou um impedimento inexistente.

Além de ter de âbrigarâ contra a arbitragem, o Timão tinha também de superar a própria falta de sorte. Aos 30, um lance bizarro. Gil deu belo toque para Guerrero. O peruano ajeitou para Pato, e... O atacante se atrapalhou todo. Na pequena área, ele errou o chute, sem goleiro, e depois se enrolou, mandando para fora.

Não era para ser. A arbitragem também parecia não querer. Aos 36, Emerson Sheik foi empurrado na área, e mais uma vez Amarilla mandou seguir. O Corinthians bem que tentou fazer os dois gols que lhe dariam a classificação, mas não deu certo. Para amenizar a queda precoce, só mesmo o título do Campeonato Paulista. Ao menos por agora.

15 de maio de 2013

Hospital Osvaldo Cruz capacita médicos do HGV para evitar mortes e sequelas

A meta é melhorar os indicadores hospitalares, como taxa de infecção e índices de mortalidade

Com o objetivo de aumentar a segurança e qualidade no atendimento aos pacientes, consultores do Hospital Alemão Osvaldo Cruz, em São Paulo, estão capacitando profissionais do Hospital Getúlio Vargas (HGV) para reduzir as chances de morte e sequelas de pacientes que procuram o HGV. Segundo o consultor médico Emílio Bueno, âisso significa que essa unidade vai seguir padrões internacionais que asseguram um melhor atendimento ao pacienteâ.

Emílio Bueno explica que a capacitação vai promover a implantação de um processo permanente de educação, avaliação e certificação externa da qualidade dos serviços hospitalares, permitindo o aprimoramento contínuo da atenção hospitalar. âAlém de seguir manuais internacionais de qualidade, em parceria com as entidades representativas dos setores, estamos na busca de credenciar instituições que tenham compromisso com  a qualidade e segurança de seus serviços e o HGV é uma delas. Isso mostra que já está se formando uma mentalidade voltada para a busca da qualidadeâ, disse Bueno.

A meta é melhorar os indicadores hospitalares, como taxa de infecção, satisfação dos usuários, tempo de espera por consultas, exames e internação, e índices de mortalidade e morbidade. Ele apresenta dados de estudos realizados na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, que mostram que 3,7% dos pacientes sofreram algum tipo de dano ao dar entrada em um hospital. No Brasil, esse percentual chega a 10,1%.

O consultor explica que a meta é prevenir essas mortes por meio do emprego de sistemas que visem reduzir os danos e mortes causados por erros que poderiam ser evitados. âO ideal é criar as barreiras para o risco ser menor para o paciente. Para isso temos que criar uma cultura dentro das unidades, de discutir o quase erro para evitar o erroâ, explica.

Ele aponta como  as possíveis causas de falhas humanas: ações automáticas, comunicação ineficaz, distração, memória longa, especificações insuficientes, falta de conhecimento, falta de dados e esquecimento. âEntão, no caso do HGV, estamos treinando e investindo em qualidade e segurança para melhor atender ao usuárioâ, finalizou.
 

 

Promotores do Piauí mobilizam OAB contra a PEC 37

A PEC visa limitar ou excluir a atuação do MP em casos de crime como os de corrupção

O presidente da Associação Piauiense do Ministério Público (APMP), Paulo Rubens Rebouças, participou do debate promovido pela Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí, na noite de terça-feira (14), com o objetivo de mobilizar a Ordem para se posicionar contra a Proposta de Emenda à Constituição â PEC 37, que retira o poder de investigação do Ministério Público. Na oportunidade, representantes do Ministério Público e membros da Associação dos Delegados de Polícia (ADEPOL) defenderam seus respectivos pontos de vista sobre a referida PEC.  

O presidente da APMP, Paulo Rubens Rebouças, utilizou dados estatísticos para respaldar a importância da atuação do Ministério Público. Atualmente, no Piauí, de acordo com dados do Sindicato dos Policiais Civis do Piauí (Sinpolpi), dos 658 boletins de ocorrência registrados nas delegacias de Teresina em um único mês, apenas quatro deles tiveram inquérito instaurados. 

O Ministério Público argumenta que a PEC 37 pode agravar ainda mais a situação, tendo em vista que ela reduz número de órgãos fiscalizadores. Isso porque, além de impedir o Ministério Público de investigar, restringe a atuação de órgãos como a Receita Federal, Controladoria Geral da União, entre outros. 

A PEC 37 exclui, por exemplo, o poder de atuação do Ministério Público em casos de corrupção, atualmente, o principal foco de atuação da instituição. Dados da Procuradora da República, Janice Ascari, apontam que, no Nordeste, de cada 10 investigações contra a corrupção, oito são realizadas pelo do Ministério Público. 

Na outra ponta da esteira, um levantamento realizado pela Federação das Indústrias de São Paulo, Fiespi, revela que foram desviados R$ 720 bilhões no Brasil nos últimos 10 anos. Desse total, apenas 8% retomaram aos cofres públicos. E o que ainda é pior: apenas 5% dos acusados foram processados, com baixo índice de encarceramento. âRetirar do Ministério Público o poder de investigação vai fomentar ainda mais a impunidadeâ, argumenta Paulo Rubens. 

O Procurador da República no Piauí, Antônio Cavalcante de Oliveira, também participou do debate e defendeu a atuação conjunta do Ministério Público com as Polícias Federal e Civil, além de órgãos como a Controladoria Geral da União. âEssas instituições deixam a desejar. Imaginem se concentrar o poder de investigação em apenas uma delasâ, destaca o procurador.  

OAB-PI irá se posicionar no dia 20 de maio 

Após o debate, a OAB-PI vai estudar o posicionamento da Associação Piauiense do Ministério Público (APMP) contra a PEC 37, e da Associação dos Delegados de Polícia do Piauí (ADEPOL), a favor da emenda constitucional. 

De acordo com o presidente da OAB-PI, Willian Guimarães, a Ordem vai designar um relator para se aprofundar sobre o tema. O presidente afirma que na próxima reunião do Conselho, que deve ocorrer no dia 20 de maio, a instituição irá se posicionar sobre a competência das investigações criminais. âEsse debate nos forneceu subsídios para que possamos nos aprofundar e posteriormente nos posicionar sobre a PEC 37â, destaca William Guimarães. 

Além dos conselheiros estaduais da OAB-PI, também participaram da reunião os conselheiros federais Margarete Coelho, Mário Roberto e Norberto Campelo. âO nosso posicionamento será em defesa daquilo que for melhor para a sociedadeâ, finaliza Norberto Campelo.

14 de maio de 2013

Mau comportamento e atrasos tiram Ronaldinho e Ramires da seleção

Mau comportamento e atrasos tiram Ronaldinho e Ramires da seleção

Felipão é adepto de um perfil linha-dura

Critérios técnicos, pessoais, médicos e até o relógio pesaram para Luiz Felipe Scolari definir a lista de 23 convocados para a Copa das Confederações, que será disputada entre os dias 15 e 30 de junho no Brasil. Adepto de um perfil linha-dura, Felipão não perdoou nenhum ato de indisciplina dos jogadores que estiveram nos cinco amistosos da seleção após sua volta. Ronaldinho e Ramires caíram por conta disso.

A imagem do meia-atacante do Atlético-MG sendo o último a se apresentar no hotel antes do amistoso contra o Chile, em Belo Horizonte, no dia 24 de abril, foi a gota d'água para Scolari. Ronaldinho chegou 25 minutos depois do horário marcado e teve que entrar pela porta dos fundos do hotel para não passar pelos jornalistas que estavam no local.

Ramires viveu situação semelhante. Lesionado, não pôde jogar o amistoso contra a Itália, em Genebra, no dia 21 de março. A previsão era de que estaria em condições de atuar quatro dias depois, contra a Rússia, em Londres. Para isso, estava combinado que iria se apresentar no sábado, dois dias antes do jogo, no hotel em que a seleção estava hospedada na capital inglesa.

O jogador do Chelsea não foi no dia e na hora marcada e chegou ao hotel apenas no domingo com a médica do clube, com um atestado em mãos justificando a ausência e pedindo liberação. Lucas, do PSG, que também tinha sido cortado por lesão, mas mesmo assim se apresentou, consultou o médico-chefe da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), José Luiz Runco, e jantou com os demais jogadores. Com isso, ganhou pontos com Scolari.

Ramires admitiu um "baque muito grande" por ter sido excluído da seleção brasileira que disputará a competição. Ele não acredita que o atraso em Londres tenha sido decisivo para ficar de fora da relação dos 23 convocados.

No caso de Ronaldinho, o atraso no último jogo não foi o único motivo que fez Felipão não ler o nome do jogador no anúncio dos 23 chamados para a Copa das Confederações. O UOL Esporte apurou que o técnico, desde que assumiu o cargo, quis saber como estava o comportamento do camisa 10 do Atlético-MG. Por telefone, conversou com Cuca, técnico do time mineiro e seu amigo desde quando ele foi seu jogador no Grêmio. Scolari não gostou do que ouviu sobre os excessos do ex-melhor do mundo fora dos gramados.

Prefeituras do Piauí paralisam atividades em protesto

Em pelo menos 200 prefeituras foram mantidos apenas os serviços essenciais

Pelo menos 200 prefeituras piauienses paralisaram seus serviços nessa segunda-feira, dia 13, como uma forma de protestar contra a burocracia do Governo Federal na liberação dos recursos para o atendimento à população que enfrenta a estiagem prolongada no Nordeste.
A ação foi realizada em conjunto com os gestores dos municípios pertencentes aos outro oito estados nordestinos que também enfrentam situação de seca. Foram mantidos apenas os serviços essenciais à população. 
De acordo com o presidente da Associação Piauiense de Municípios (APPM), Arinaldo Leal, o objetivo foi sensibilizar o Governo Federal para a situação. âFoi uma manifestação mais simbólica para chamar a atenção do Governo Federal, para que veja com maior preocupação nossa situaçãoâ, explicou.
A APPM solicitou que os gestores realizassem o registro das paralisações, que serão anexados a um relatório a ser entregue hoje, dia 14, aos presidentes do Senado, Renan Calheiros, da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, e à ministra Chefe da Casa Civil, Gleisi Hosffman. Os prefeitos vão percorrer o Congresso Nacional em busca de apoio para a liberação de recursos. Eles reclamam que o excesso de burocracia atrasa a chegada dos recursos e, consequentemente, o atendimento à população atingida pela estiagem.
âQueremos que os recursos destinados à seca venham direto para as comissões municipais de defesa civil, porque assim eles chegarão mais rapidamente à população necessitada. Com essa liberação direta, o dinheiro chegará em, no máximo, 30 dias. Do jeito que está, demora de 3 a 4 meses para chegar e assim não serve para quem precisa de auxílio imediatoâ, afirmou.

13 de maio de 2013

Estacionamentos descumprem cobrança por fração de tempo

A fiscalização da Lei Municipal que regula serviços de estacionamento busca preços mais justos para o consumidor

A fiscalização da Lei Municipal 4.162, que regula os serviços de estacionamentos em Teresina, está rigorosa, e alguns empresários do setor já foram notificados pela Prefeitura para adequarem a tabela de preço segundo a proporcionalidade de tempo que o locador usufruir do espaço. Apesar da lei estar em vigor há pouco mais de um ano no âmbito municipal, ainda é possível presenciar no Centro da cidade alguns estacionamentos que ainda não alteraram a tabela de preço de acordo com a lei.
A lei exige que o preço não seja desproporcional ao tempo de permanência do veículo no estacionamento, tendo por base os sessenta minutos que compreendem uma hora. Por exemplo: se o preço da hora de locação do espaço é de R$4, a metade do tempo de locação, 30 minutos, será de R$2 e não de R$3, como frequentemente é visto nas tabelas de preço dos estacionamentos do Centro de Teresina. Há ainda os proprietários que cobram dos clientes o preço de uma hora de locação mesmo que a permanência do veículo seja inferior a esse tempo. Dentre outras exigências estão à reserva de vagas em 10% do total disponível para cadeirantes e idosos, além de rampas de acessibilidades, banheiros adaptados a pessoas portadoras de necessidades especiais e possuir piso drenante.

Na semana passada, o estacionamento rotativo administrado por José Alencar, localizado na rua Lisandro Nogueira, foi notificado por fiscais da Prefeitura para que seja providenciado as adaptações no local previstas em lei. Depois do alerta, o administrador diz que as mudanças já foram planejadas e que aguardava a entrega da nova tabela de preço encomendada através de um terceiro e o pintor para demarcar as vagas destinadas a idosos e pessoas algum tipo de deficiência física. âTivemos a visita dos fiscais e eles nos explicaram as alterações que precisam ser feitas e seguir as normas previstas em lei. De imediato, tomamos as medidas cabíveis e estamos apenas do aguardo da entrega do serviço necessários que contratamosâ, disse José.

Um bom exemplo de quem já adaptou o serviço de locação para carros e motocicletas segundo as normas da lei municipal é o estacionamento rotativo localizado na rua Coelho de Rezende administrado por Manuel Félix. Por lá, os clientes que não utilizarem os sessenta minutos de locação são cobrados pela proporcionalidade de minutos medidos em intervalos de dez a cada dez minutos. Se a hora custa R$3,60 para carros pequenos e motos, a meia hora custa R$1,80; após uma 1h10min o cliente paga o excedente do preço tabelado dos sessenta minutos, ou seja, R$0,60 a mais além dos R$3,60. âDeixamos bem visível da lei municipal para os clientes para que saibam que estamos cumprindo rigorosamente a lei, e em caso de dúvida basta que ele pesquise na internet para ter mais detalhes sobre as normasâ, declara Manuel Félix.

Todos os empresários deste ramo precisam ter alvará de funcionamento emitido pela prefeitura, emitir recibo de entrada/saída do veículo, possuir instalações de atendimento, controle e guarda das chaves, dentre outros requisitos.


Estacionamentos descumprem cobrança por fração de tempo

A fiscalização da Lei Municipal que regula serviços de estacionamento busca preços mais justos para o consumidor

A fiscalização da Lei Municipal 4.162, que regula os serviços de estacionamentos em Teresina, está rigorosa, e alguns empresários do setor já foram notificados pela Prefeitura para adequarem a tabela de preço segundo a proporcionalidade de tempo que o locador usufruir do espaço. Apesar da lei estar em vigor há pouco mais de um ano no âmbito municipal, ainda é possível presenciar no Centro da cidade alguns estacionamentos que ainda não alteraram a tabela de preço de acordo com a lei.
A lei exige que o preço não seja desproporcional ao tempo de permanência do veículo no estacionamento, tendo por base os sessenta minutos que compreendem uma hora. Por exemplo: se o preço da hora de locação do espaço é de R$4, a metade do tempo de locação, 30 minutos, será de R$2 e não de R$3, como frequentemente é visto nas tabelas de preço dos estacionamentos do Centro de Teresina. Há ainda os proprietários que cobram dos clientes o preço de uma hora de locação mesmo que a permanência do veículo seja inferior a esse tempo. Dentre outras exigências estão à reserva de vagas em 10% do total disponível para cadeirantes e idosos, além de rampas de acessibilidades, banheiros adaptados a pessoas portadoras de necessidades especiais e possuir piso drenante.

Na semana passada, o estacionamento rotativo administrado por José Alencar, localizado na rua Lisandro Nogueira, foi notificado por fiscais da Prefeitura para que seja providenciado as adaptações no local previstas em lei. Depois do alerta, o administrador diz que as mudanças já foram planejadas e que aguardava a entrega da nova tabela de preço encomendada através de um terceiro e o pintor para demarcar as vagas destinadas a idosos e pessoas algum tipo de deficiência física. âTivemos a visita dos fiscais e eles nos explicaram as alterações que precisam ser feitas e seguir as normas previstas em lei. De imediato, tomamos as medidas cabíveis e estamos apenas do aguardo da entrega do serviço necessários que contratamosâ, disse José.

Um bom exemplo de quem já adaptou o serviço de locação para carros e motocicletas segundo as normas da lei municipal é o estacionamento rotativo localizado na rua Coelho de Rezende administrado por Manuel Félix. Por lá, os clientes que não utilizarem os sessenta minutos de locação são cobrados pela proporcionalidade de minutos medidos em intervalos de dez a cada dez minutos. Se a hora custa R$3,60 para carros pequenos e motos, a meia hora custa R$1,80; após uma 1h10min o cliente paga o excedente do preço tabelado dos sessenta minutos, ou seja, R$0,60 a mais além dos R$3,60. âDeixamos bem visível da lei municipal para os clientes para que saibam que estamos cumprindo rigorosamente a lei, e em caso de dúvida basta que ele pesquise na internet para ter mais detalhes sobre as normasâ, declara Manuel Félix.

Todos os empresários deste ramo precisam ter alvará de funcionamento emitido pela prefeitura, emitir recibo de entrada/saída do veículo, possuir instalações de atendimento, controle e guarda das chaves, dentre outros requisitos.


12 de maio de 2013

Conferência aborda tratamentos para AVC, aneurisma e tumores no cérebro

O evento é direcionado a todos aqueles que desenvolvem atividades na área da saúde

Os avanços da neurocirurgia no tratamento de pacientes com Acidente Vascular Cerebral (AVC), aneurisma e tumores cerebrais serão debatidos no próximo sábado (18), em Teresina, com a presença de dois neurocirurgiões do Brasil: Antônio Aversa, do Instituto Nacional do Câncer (INCA), e Eberval Gadelha, professor da Universidade de São Paulo (USP). 

O evento tem inscrições gratuitas e vai acontecer durante todo o dia, no auditório do Instituto de Neurociências do Piauí, localizado na zona Sul de Teresina. As doenças debatidas durante  a conferência Neurocirurgia em Foco apresentam incidência significativa no Brasil. 

O AVC, por exemplo - que também é conhecido como âderrame cerebralâ e acontece quando há a interrupção súbita das funções cerebrais , afetando e lesando as células nervosas -, é a principal causa de mortes no país, de acordo com informações do Ministério da Saúde. 
Em uma posição nada confortável, o Piauí aparece como o 3º estado da federação com o maior percentual de óbitos ocasionados pelo derrame. 
Com uma programação durante todo o dia, o evento será composto por duas palestras, além das discussões envolvendo casos clínicos. Durante a manhã, o professor da Faculdade de Medicina da USP, Eberval Gadelha, vai abordar casos como AVC, aneurisma e outras lesões cerebrais. Em seguida, no turno da tarde, será a vez de Antônio Aversa do Souto, que atua no INCA, no Rio de Janeiro (RJ), debater sobre os tumores cerebrais, tanto malignos quanto benignos. 
âOs dois conferencistas são neurocirurgiões com destaque nacional em suas respectivas áreas de atuação. Ao trazer estes profissionais ao Piauí, buscamos a melhor qualificação e formação dos médicos da regiãoâ, enfatiza o neurocirurgião Benjamim Pessoa Vale, que é um dos organizadores do evento. 
Segundo ele, o objetivo é que a geração de conhecimento reflita na qualidade do tratamento ofertado à população e ajude as equipes de saúde a evitar complicações. 
 A conferência tem entrada gratuita e é direcionada a todos aqueles que desenvolvem atividades na área da saúde, especialmente neurocirurgiões, neurologistas e outros médicos. A atividade é parte das comemorações pelos três anos de funcionamento do Instituto de Neurociências do Piauí e vai acontecer no auditório do local, situado na Rua Bartolomeu Vasconcelos nº 2440, Ilhotas, zona Sul de Teresina.

09 de maio de 2013

Vacinação contra a gripe encerra nesta sexta-feira

Pessoas que se enquadram nos grupos prioritários podem procurar uma das 115 salas disponíveis

Amanhã, sexta-feira, é o último dia da campanha de vacinação contra a gripe em todo o Brasil. Até hoje (09) a estimativa é que fosse imunizado um percentual de 75% do público-alvo em Teresina, o que põe o município acima da meta estabelecida pelo Ministério da Saúde para a região Nordeste. 

Pessoas que se enquadram nos grupos prioritários podem procurar uma das 115 salas disponíveis e garantir sua dose. Até o momento, o grupo com maior porcentagem de vacina foi o dos profissionais de saúde, com 80,2%. Em seguida vem as puérperas (mulheres até 45 dias após o parto) com 75,1% e os idosos, com 72,7%, o que corresponde a pouco mais de 51 mil pessoas acima de 60 anos de idade.

 O presidente da Fundação Municipal de Saúde, Luiz Lobão, alerta que os números de crianças e gestantes ainda precisam de reforço nesta reta final. âCerca de 6 mil crianças e um pouco mais de 3 mil gestantes ainda não se vacinaram. à muito importante que estes grupos sejam imunizados, uma vez que a gripe pode ser uma porta de entrada para complicações graves de saúde e até óbitosâ, destaca Luiz Lobão.

 A vacina protege contra os três subtipos do vírus influenza que mais circularam no ano passado: a H1N1, H3N2 e B. Além dos idosos, gestantes, crianças, puérperas, acamados, população privada de liberdade e profissionais de saúde, têm direito à imunização os seguintes grupos de doenças crônicas e condições especiais, mediante apresentação de prescrição médica:

 Doenças respiratórias crônicas: asma (em uso contínuo de corticóide), doença pulmonar obstrutiva crônica, bronquioecstasia, fibrose cística, doenças intersticiais do pulmão, displasia broncopulmonar, hipertensão arterial pulmonar e crianças com doença pulmonar crônica da prematuridade.

 Doenças cardíacas crônicas: doença cardíaca congênita, hipertensão arterial sistêmica com comorbidade, doença cardíaca isquêmica e insuficiência cardíaca.

 Doenças renais crônicas: doença renal nos estágios 3,4 e 5, doença nefrótica e paciente em diálise. 

Doenças hepáticas crônicas: atresia biliar, hepatites crônicas e cirrose. 

Doenças neurológicas crônicas: condições em que a função respiratória pode estar comprometida pela doença neurológica. Nesses casos, considerar as necessidades clínicas individuais de pacientes, como AVC, paralisia cerebral, escleroses múltiplas e condições similares. 

Diabetes: tipo I e II, em uso de medicamentos.

Imunossupressão: imunodeficiência congênita ou adquirida, imunossupressão por doenças ou medicamentos. 

Obesidade grau III 

Transplantados: órgãos sólidos e medula óssea.

07 de maio de 2013

JVC: Divisão interna no PTB inviabiliza espaço no Governo Dilma

Afif Domingos assumirá a pasta que estava sendo cogitada para João Vicente Claudino

Em entrevista concedida nesta segunda-feira, o senador João Vicente Claudino (PTB) afirmou que são nulas as chances de seu partido conseguir um ministério na gestão Dilma Rousseff (PT), embora a sigla tenha permanecido na base do governo petista desde o primeiro mandato do ex-presidente Lula.

Segundo o senador, essa inviabilidade decorre ânão de uma má vontade da atual presidenta, mas sim de uma divisão interna no próprio PTBâ.

Considerando a possibilidade de o improvável ocorrer, e o partido conseguir um espaço na esplanada dos ministérios, JVC afirma que só aceitaria o convite para comandar uma pasta no Governo Federal caso essa participação não viesse condicionada a nenhum acordo político com vistas a 2014. âEu aceitaria sim comandar um ministério, desde que pudesse decidir livremente se serei candidato ao Senado Federal no próximo anoâ, pondera.

A pasta que estava sendo ventilada para o petebista era o Ministério das Micro e Pequenas Empresas, que foi criado no mês passado. No entanto, ainda na tarde de ontem, a presidente Dilma Rousseff anunciou o nome do vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos (PSD), como comandante da pasta.

JVC também comentou as acusações feitas, por integrantes da atual gestão municipal, de que o ex-prefeito Elmano Férrer (PTB) deixou a PMT com uma dívida superior a R$ 210 milhões. âO Elmano tem uma longa história como servidor público, sempre com atos idôneos e de respeito à probidade administrativa. Por esse motivo eu quero crer que sua gestão na Prefeitura de Teresina foi bem sucedida não apenas pelas obras realizadas, mas também pela saúde nas finanças do municípioâ, defendeu João Vicente.

26 de abril de 2013